Incêndios: “Pretendo avançar para os tribunais porque tem que haver justiça” (com vídeo)

Incêndios: “Pretendo avançar para os tribunais porque tem que haver justiça” (com vídeo)

image_pdfimage_print

Luís Miguel Falcão de Brito, produtor agrícola e florestal de Oliveira do Hospital, registou um prejuízo de mais de um milhão de Euros no grande incêndio,…

…mas até agora não recebeu um cêntimo de apoio. Apesar de “maltratado e humilhado”, o produtor diz ter ainda forças para “exigir justiça”.

O grande incêndio de 15 de outubro reduziu a cinzas 30 hectares de olival e cerca de 70 hectares de floresta. Perdeu várias casas, embora só uma estivesse habitada (de renda), muitos arrumos agrícolas e armazéns. À Rádio Boa Nova, Luís Miguel assegura que o prejuízo “é muito acima de um milhão de Euros”. Agora, passado quase um ano após o incêndio, garante que não teve “um único cêntimo de ajuda”.

Rosto da empresa de que fazem parte a mãe e a irmã, Luís Miguel Falcão de Brito ainda avançou com uma candidatura para recuperação de metade do olival que perdeu, num valor de 120 mil Euros. Em fase de processo, o montante desceu para “30 e tal mil Euros e nem isso foi sequer aprovado”. Agora, desanimado, o produtor diz que pretende “desistir do projeto”.

Um ano após o grande incêndio “não houve nenhum tipo de ajudas, não há diálogo, nem respostas do ministério da Agricultura”. Luís Miguel confessa-se “maltratado e humilhado”, mas com “forças” para “exigir justiça”. “Tem que haver justiça”, insiste o produtor lesado que, à Rádio Boa Nova, disse que pretende “avançar para os tribunais”, seja a título individual ou coletivo, porque há outros em situação semelhante à sua.

Diante de tamanha devastação, tem valido a Luís Miguel Falcão de Brito a sua participação no projeto Azeites do Cobral, de que é sócio gerente. “Tudo à volta ardeu. Isto salvou-se”, referiu o empresário que a esta altura está “apostado fortemente neste projeto” e em ganhar maior expressão no mercado externo.

Luís Miguel Falcão de Brito mostra-se cético quanto à recuperação da agricultura e da floresta na região. “Os únicos movimentos que eu vejo é de plantação de eucaliptos”, refere, responsabilizando o governo pela ausência de uma política florestal para esta região do país. “Eu não vou fazer absolutamente nada (replantação). É um risco demasiado grande, sem uma política florestal definida que nos proteja de novos incêndios”, conclui.

Previous GNR realiza operação “Peregrinação Segura 2018”
Next Oliveira do Hospital comemora Feriado Municipal no dia 7 de outubro

Artigos Relacionados

Região

Concerto solidário em Coimbra angaria verbas para vítimas dos fogos

O grande auditório do Convento São Francisco, em Coimbra, acolhe hoje o espetáculo de solidariedade “É preciso acreditar”, cuja receita reverte a favor das vítimas dos incêndios do dia 15.

Destaque

Alexandrino “mantém confiança” no presidente da FAAD após buscas realizadas pela Polícia Judiciária

A Polícia Judiciária realizou, na passada quarta-feira, buscas na Fundação Aurélio Amaro Diniz (FAAD), em Oliveira do Hospital, tendo recolhido alguns documentos.

Última Hora

Morreu Leonard Cohen (Com vídeo)

Leonard Cohen morreu esta quinta-feira aos 82 anos. A morte do cantor, escritor e poeta canadiano foi confirmada pela editora Sony Music Canada na rede social Facebook.

Região

Gustavo Veloso defende liderança da Volta na subida ao Larouco

O espanhol Gustavo Veloso (W52-FC Porto) terá hoje mais um dia como líder da geral da 81.ª Volta a Portugal em bicicleta, …

Informação

13 detenções, 447 infrações e 73 acidentes no distrito de Coimbra

O Comando Territorial de Coimbra procedeu, de 1 a 7 de maio, a várias operações, no distrito de Coimbra, como a prevenção e o combate à criminalidade violenta e a

Informação

Incêndio em Góis agrava-se depois de ter estado “praticamente dominado”

O incêndio no concelho de Góis chegou à União de Freguesias de Cadafaz e Colmeal, depois de estar “praticamente dominado” na freguesia de Alvares,…

Informação

Seia promove Festival Internacional da Canção Serra da Estrela

Seia volta a acolher, na última semana de agosto, o Festival Internacional da Canção da Serra da Estrela (FICSE). Esta segunda edição do festival …

Última Hora

Região: Apreendidos  805 quilos de longueirão por não possuíam medidas regulamentares

A Unidade de Controlo Costeiro, através do Subdestacamento de Controlo Costeiro de Aveiro, apreendeu, no passado dia 26 de junho, na localidade de Estarreja, 805 quilos de longueirão-direito (Ensis síliqua).

Informação

ANCOSE promove Centro de Recria para “não deixar extinguir a raça bordaleira”

O incêndio de 15 de outubro provocou a morte de mais de cerca de cinco mil animais no concelho de Oliveira do Hospital e a ANCOSE estima que, na região

Destaque

“Ataques” levam Luís Lagos a deixar lugar de deputado na Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital

O deputado reeleito pelo CDS-PP na Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital, Luís Lagos, resignou ao mandato naquele órgão. Luís Lagos já comunicou a decisão… … à presidente da Assembleia

Informação

Ventos fortes provocaram estragos em habitações em Pombal e Aveiro

Ventos fortes ocorridos hoje em Vale das Moitas, Carnide, no concelho de Pombal, provocou estragos em habitações.

Informação

Seia: Pista de atletismo vai ser renovada. Prazo de recuperação da rede hidrográfica alargado. Assinatura revisão do ACEP com a STAL

A Câmara Municipal viu aprovada a candidatura ao Programa “BEM – Beneficiação de Equipamentos Municipais”, na ordem dos 190 mil euros, referente à renovação da pista de Atletismo do Estádio