Greve: Militares e polícias conduzem camiões no segundo dia de greve

Greve: Militares e polícias conduzem camiões no segundo dia de greve

image_pdfimage_print

Hoje cumpre-se o segundo dia de greve dos motoristas de matérias perigosas. Uma portaria publicada em Diário da República esclarece que a requisição civil…

… já em curso na greve dos motoristas de matérias perigosas e de mercadorias estabelece que os militares das Forças Armadas e outros agentes da autoridade podem substituir “parcial ou totalmente” os profissionais do sector.

Estão incluídas nesses serviços as operações de carga e descarga de veículos-cisterna de combustíveis líquidos, GPL e gás natural.

Esta requisição civil que está a decorrer de forma gradual e faseada visa assegurar o abastecimento da rede de emergência, aeroportos, postos servidos pela refinaria de Sines e unidades autónomas de gás natural.

Na última noite o ministro Vieira da Silva deixou o aviso: as consequências de não se cumprir a requisição civil são diferentes do não cumprimento dos serviços mínimos.

Vieira da Silva explicou também que o Governo só quer garantir os interesses dos portugueses e explicou que esta greve está a ter consequências gravíssimas para todos.

O porta-voz dos motoristas Pedro Pardal Henriques assegurou que durante a requisição civil os profissionais não farão mais de oito horas de trabalho por dia.

O Algarve acabou por ser no dia de segunda-feira a região mais afetada mas na última noite 14 camiões, conduzidos por militares, saíram de Sines para a região algarvia para garantir o abastecimento.

Os motoristas cumprem esta terça-feira o segundo dia de uma greve marcada por tempo indeterminado e com o objetivo de reivindicar junto da associação patronal ANTRAM o cumprimento do acordo assinado em maio, que prevê uma progressão salarial.

A greve foi convocada pelo Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) e pelo Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM), tendo-se também associado à paralisação o Sindicato dos Trabalhadores de Transportes Rodoviários e Urbanos do Norte (STRUN).

No concelho de Oliveira do Hospital, a greve levou à falta de combustível, nomeadamente gasóleo nos postos da Repsol e Alves Bandeira. No postos Prio e Intermarché, o abastecimento ainda é possível , mas racionado em 25 litros por viatura. O posto BP, que integra a Rede de Estabelecimentos de Postos de Abastecimento, disponibiliza combustível, limitado a 15 litros por veículo não prioritário e 25 litros por veículos prioritários.

Não há previsão para o fim da greve que iniciou ontem, dia 12 de agosto.

Previous Tondela: Homem detido por cultivar cannabis
Next Castro Daire: Dois homens detidos por furtos e tráfico de droga

Artigos Relacionados

Região

CIM investe um milhão de Euros para afirmar região de Coimbra como destino turístico

A Comunidade Intermunicipal da Região (CIM) de Coimbra vai avançar com um plano de afirmação turística da região. A medida foi anunciada ontem,…

Informação

Sindicato e patrões chegam a acordo: Greve dos motoristas de combustíveis terminou

O Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosos (SNMMP) e a Associação Nacional de Transportadores Rodoviários de Mercadorias (ANTRAM)…

Destaque

Lojistas e clientes premiados em Oliveira do Hospital

Já são conhecidas as lojas e os clientes premiados no âmbito do concurso de montras e sorteio de Natal, promovidos pelo Município de Oliveira do Hospital e a ADI por

Informação

GNR vai estar na estrada com a “Operação Carnaval”

É já a partir de amanhã, dia 24 de fevereiro, que a GNR irá iniciar a ‘Operação Carnaval’, intensificando assim nas estradas os patrulhamento …

Destaque

Hoje é dia de “Nós as Mulheres”. A Rádio Boa Nova apresenta-lhe três…

O Dia Internacional da Mulher, que se assinala hoje, dia 8 de março, foi criado pela ONU, em 1975, com o objetivo de lembrar as conquistas sociais, políticas e económicas

Destaque

Oliveira do Hospital está “bem servida” e “com mais locais de qualidade onde dormir”

Por ocasião da comemoração do Dia Mundial do Turismo, é positivo o balanço em torno do setor turístico no concelho de Oliveira do Hospital. Em 2016, o concelho assistiu …

Desporto

4ª Corrida do Alva à espera de mais de 200 participantes no próximo domingo

É já no próximo domingo, dia 4 de março, que se realiza a 4ª Corrida do Alva entre Penalva de Alva e Sandomil, nos concelhos de Oliveira do Hospital e

Nacional

Incêndios: Alargado prazo para apoio a obras em segundas habitações danificadas

O prazo para os pedidos de financiamento destinados a recuperar segundas habitações danificadas pelos incêndios do ano passado foi prolongado até 30 novembro, de acordo com uma portaria hoje publicada

Informação

Região: Homem morreu carbonizado depois de colisão com camião

Uma colisão entre um pesado de mercadorias e um ligeiro, no IC8, em São João da Ribeira, seguido de incêndio das duas viaturas, causou uma vítima mortal.

Última Hora

Morreu a cantora Dina. Tinha 62 anos e lutava contra uma fibrose pulmonar

Morreu esta quinta-feira à noite, a cantora Dina, autora de vários sucessos, incluindo ‘Há sempre música entre nós’ e ‘Amor de Água Fresca’.

Região

Homem morre atropelado por comboio em Aveiro

Um homem de cerca de 40 anos morreu na manhã desta terça-feira ao ser atropelado por um comboio de mercadorias na linha do Norte, em Aveiro.

Informação

Incêndio na fábrica de aglomerado do Grupo Sonae, sem danos pessoais

Ontem, dia 28 de dezembro, pelas 23:15, os Bombeiros Voluntários de Oliveira do Hospital foram acionados para um incêndio estrutural numa indústria de transformação de madeiras do Grupo Sonae. O