Governo disponibiliza 28 milhões para mudar espécies em áreas ardidas

Governo disponibiliza 28 milhões para mudar espécies em áreas ardidas

image_pdfimage_print

O secretário de Estado das Florestas anunciou hoje que o Governo vai lançar uma medida de 28 milhões de euros para substituição em áreas ardidas de espécies de crescimento rápido, como eucaliptos, por espécies de crescimento lento.

“Vamos avançar com 28 milhões de euros para essa medida, sendo que essa medida será regionalizada. Isto é, uma medida para as áreas ardidas e que será com dotação para cada uma das regiões”, disse hoje à agência Lusa, em Gouveia, no distrito da Guarda, o secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Miguel Freitas.

Segundo o secretário de Estado, as dotações financeiras anunciadas serão apresentadas, “no momento adequado”, para cada uma das regiões. Assegurou, no entanto, que “o valor global da medida” será de 28 milhões de euros.

“Nós pretendemos, acima de tudo, fazer a substituição de espécies de crescimento rápido por espécies de crescimento lento, em zonas devidamente vocacionadas para essas espécies”, disse.

Segundo Miguel Freitas, o grande objetivo desta medida “é retirar área de espécies de crescimento rápido, nomeadamente eucalipto, e substituir por espécies de crescimento lento”.

O secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural sublinhou que o Governo não pretende “acabar com o eucalipto”.

“Não é essa a ideia. Portanto, a ideia é a de, acima de tudo, fazer nos locais certos a substituição de espécies de crescimento rápido por espécies de crescimento lento. Nós consideramos que é necessário ter bom ordenamento, ter boa gestão e [que] as espécies, cada uma delas, esteja no sítio onde deve estar”, justificou.

A nova medida de apoio vai ser lançada em outubro e já decorreu uma reunião com as associações florestais na semana passada, admitindo o governante que a mesma será “um estímulo importante”.

Na terça-feira, em Tondela, Viseu, o secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural disse à Lusa que “o primeiro grande objetivo é substituir o eucalipto por áreas de floresta de crescimento lento”, mas “essa medida também poderá servir para aqueles que queiram fazer a substituição em áreas ardidas”.

Previous Dispositivo de combate a incêndios na capacidade máxima até 15 de outubro
Next “Em Oliveira do Hospital há 49 casas concluídas e 49 não é igual a zero, como se quis fazer crer”

Artigos Relacionados

Sociedade

Desfile de Carnaval sai às ruas de Seixo da Beira este domingo

O desfile de Carnaval sai às ruas da freguesia de Seixo da Beira já este domingo, dia 3 de março.

Informação

Oliveira do Hospital sinalizou “entre 20 a 25 casos de violência doméstica” em 2016

Oliveira do Hospital renova hoje, Dia Municipal para a Igualdade, o compromisso de combate às desigualdades e violência doméstica e no namoro. Em 2016,… … no âmbito do projeto “Igualdade

Região

Lucro do próximo jogo do FCOH reverterá a favor das vítimas dos incêndios

  O Futebol Clube de Oliveira do Hospital (FCOH) irá defrontar a ACDS Vinha da Raínha no próximo domingo, 29 de outubro, pelas 15 horas, no Estádio Municipal da cidade

Informação

Consumos de álcool, tabaco e droga aumentaram nos últimos cinco anos

Os consumos de álcool e tabaco e de substâncias psicoativas ilícitas, principalmente ‘cannabis’, aumentaram nos últimos cinco anos em Portugal, …

Informação

Pedrógão: 12 pessoas acusadas de crimes de homicídio por negligência

O Ministério Público acusou três responsáveis da Proteção Civil pela morte de 64 pessoas das 66 vítimas dos incêndios de Pedrógão Grande.

Última Hora

Associação de vítimas em condições de recorrer ao Tribunal contra o Estado

A Associação das Vítimas do Maior Incêndio de Sempre em Portugal está mandatada para avançar com uma ação coletiva contra o Estado se o Governo…

Última Hora

Dezassete concelhos de cinco distritos em risco máximo

Dezassete concelhos dos distritos de Santarém, Castelo Branco, Portalegre, Coimbra e Leiria apresentam hoje um risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Informação

Alexandrino acusa governo de atrasar requalificação do Agrupamento de Escolas e faz ultimato

O Presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital disse, ontem, que só dá “mais uma semana” ao Ministério da Educação para disponibilizar o documento em falta…

Última Hora

FCOH: “Gostar do que Fazemos. Gostar dos Nossos.”

Sérgio Conceição terá vivido anteontem o dia mais fantástico da sua vida profissional, repleto de festa e emoções – foi Campeão Nacional pelo FC Porto.

Nacional

Portugal é o país que mais arde na zona do Mediterrâneo, revela relatório da WWF

Portugal é o país que mais arde na zona do Mediterrâneo, tendo na última década quase o dobro dos incêndios e a maior área ardida entre seis países desta região,

Informação

Câmara de Oliveira do Hospital vai retirar amianto da escola

A Câmara Municipal vai avançar com a retirada das placas de fibrocimento, contendo amianto, da sede do Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital.

Educação

Seia: Biblioteca Municipal retoma ensino de português a residentes estrangeiros

O Município de Seia vai dar continuidade ao curso de língua portuguesa para estrangeiros residentes no concelho, que iniciou no ano passado na Biblioteca Municipal. As inscrições estão abertas até