GNR registou 628 infrações no controlo do Nemátodo da Madeira do Pinheiro

GNR registou 628 infrações no controlo do Nemátodo da Madeira do Pinheiro

No último ano, a GNR registou um total de 628 infrações no transporte de plantas coníferas, madeiras e seus derivados, no âmbito da operação “Resina 2018”, com o objetivo de controlar a dispersão do Nemátodo da Madeira do Pinheiro (NMP).

Em comunicado enviado à Rádio Boa Nova, a GNR refere que o “NMP é um dos organismos com maior potencial destrutivo para a floresta de coníferas, ou seja, o pinheiro bravo, e tem sido responsável por fortes limitações ao comércio internacional de madeira, sendo considerado um organismo prejudicial para a União Europeia (EU) e listado como organismo de quarentena pela Organização Europeia do Mediterrâneo”.

Através do Serviço de Proteção da Natureza e Ambiente (SEPNA), a GNR atuou na verificação do cumprimento das restrições à circulação daquele maeriale no controlo da documentação legalmente obrigatória, como o manifesto, passaporte fitossanitário e marcação do material de embalagem. “A referida marcação é efetuada a tinta ou a fogo, e deve, permanentemente, estar legível e colocada em local visível, a qual atesta o tratamento a que a madeira foi sujeita”, refere.

Em 2018, a GNR fiscalizou 24 115 veículos que transportavam material de coníferas, tais como paletes, tábuas, barrotes, troncos, plantas, estilha (restos triturados) e outros derivados, tendo sido detetadas 628 infrações, das quais se destacam: 583 por marcação ilegível da madeira, principalmente ao nível das paletes, que atesta o tratamento da mesma para eliminação da doença; 34 por ausência total de marcação e quatro por falta de passaporte fitossanitário, obrigatório para o movimento da madeira.

Segundo a GNR, nas situações em que o transporte do material se destina ao território continental, os infratores estão sujeitos a coimas que, caso se trate de pessoas singulares ou de pessoas coletivas, podem atingir o valor de 2 500 a 25 000 euros, respetivamente. Nas infrações detetadas, em que o material conífero se destina a outros países, o valor máximo das coimas pode variar entre os 3 700 e os 44 000 euros, dependendo se se trata de pessoa singular ou coletiva.

Previous Fundão: Fogo com origem em queimada provocou um morto
Next Frio acentua-se com descida da temperatura máxima

Artigos Relacionados

Cultura

Loriga promove Marchas Populares

As tradicionais Marchas Populares voltam, este ano, a animar a vila de Loriga. O desfile acontece dia 16 de junho, pelas 21h30.

Sociedade

Idoso ficou gravemente ferido após queda de muro com mais de três metros em Chão Sobral

Um homem, com 78 anos, ficou ontem de manhã gravemente ferido na sequência de uma queda de uma altura de mais de três metros, em Chão Sobral.

Nacional

Portugal acionou mecanismo europeu de proteção civil. Um avião Canadair italiano vem a caminho

O Governo português já acionou formalmente o mecanismo europeu de proteção civil e já obteve a resposta positiva de um avião Canadair italiano …

Última Hora

Incêndios: mais de 50% de casas de primeira habitação estão concluídas

Neste momento, 811 casas de primeira habitação, do total de 1.452 afetadas pelos incêndios em 2017, já estão com obras em execução ou concluídas, ficando a faltar mais de 300

Destaque

Oliveira do Hospital investe “forte” no incentivo às compras e animação de Natal

Em plena quadra natalícia, aposta do município e da ADI volta a ser de incentivo às compras no comércio local. Sorteio de Natal, concurso de Montras surgem a par de

Informação

Funerais começam amanhã em Oliveira do Hospital

As cerimónias fúnebres das vítimas dos incêndios em Oliveira do Hospital iniciam amanhã, pelas 09h00, com o funeral de Pedro Neves, …

Destaque

60 acidentes e um morto na última semana nas estradas do distrito de Coimbra

A semana de 28 de março a 3 de abril ficou marcada, nas estradas do distrito de Coimbra, pela ocorrência de 60 acidentes que resultaram numa vítima mortal.

Informação

Agricultores exigem menos burocracia e mais apoios para recuperação após os fogos

Cerca de 150 agricultores e produtores florestais manifestaram-se hoje, em Coimbra, para exigir mais apoios e menos burocracia no processo de candidaturas…

Região

“SOS ARGANIL” promove nova ação de reflorestação

A Associação “SOS ARGANIL”, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e colaboração com as empresas Sentido Verde e Toyota Portugal,…

Politica

Vereadores de saída prometem continuar a trabalhar e a defender o concelho

O vereador do PSD, João Brito, teve ontem a sua última intervenção no executivo municipal de Oliveira do Hospital. De saída, o social-democrata apreciou…

Região

Bombeiros: Federação do Distrito de Coimbra denuncia dívida do Estado de mais de 2,5 milhões de Euros

O presidente da Federação de Bombeiros do distrito de Coimbra considera “inadmissível” o incumprimento do Ministério da Saúde para com as corporações do distrito,…

Última Hora

PJ deteve alegado incendiário no concelho da Sertã

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje a detenção de um homem de 61 anos, que é suspeito de ter ateado um incêndio florestal no concelho da Sertã, no distrito de