Futebolistas do distrito de Coimbra em situação irregular forçados a abandonar o país

Futebolistas do distrito de Coimbra em situação irregular forçados a abandonar o país

image_pdfimage_print

Coimbra foi um dos distritos onde o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) fez investigações a clubes e associações desportivas, que culminaram na identificação de 47 jogadores em situação irregular em Portugal, dos quais 32 foram notificados a abandonar o país.

Segundo o SEF, os seus agentes realizaram fiscalizações a 20 emblemas de futebol nos distritos de Viseu, Coimbra, Aveiro, Leiria, Castelo Branco e Guarda que integram competições nacionais como a Segunda Liga e o Campeonato de Portugal.

A força policial acrescenta que também foram vigiados outros clubes em competições distritais, onde têm sido “detetados maior número de situações em desconformidade com a legislação em vigor”.

Durante as ações de fiscalização foram identificados 241 futebolistas, 135 dos quais de diversas nacionalidades estrangeiras, refere o SEF.

“Destes, constatou-se que 47, todos maiores de idade, encontravam-se em situação irregular, ou por não possuírem qualquer visto ou título que os autorizasse à permanência em território nacional, ou porque não estavam habilitados ao desempenho da atividade que exerciam”, esclarece.

Os 32 atletas que foram notificados para sair do país devem abandoná-lo voluntariamente no prazo de 20 dias sob pena de, em caso de incumprimento, virem a ser expulsos. Os operacionais do SEF notificaram ainda outros 15 atletas – que poderão reunir condições para requerer regularização de documentos – a comparecer nas suas instalações.

“Foram ainda identificados 35 cidadãos que aguardam decisão sobre processos de regularização em curso no SEF”, é ainda referido.

No que diz respeito aos clubes e associações que tinham ao seu serviço atletas estrangeiros em situação ilegal, o SEF adianta que instaurou 12 procedimentos de contraordenação, com coimas que podem oscilar entre os 28.000 e os 140.000 euros.

As operações do SEF permitiram, ainda, apurar indícios da prática de crimes de falsificação de documentos e auxílio à imigração ilegal, em três das instituições fiscalizadas, factos entretanto comunicados ao Ministério Público.

As ações de fiscalização tinham por objetivo a prevenção e o combate à exploração da atividade de imigrantes em território nacional, associados a esquemas e redes de tráfico de pessoas, auxílio à imigração ilegal e falsificação de documentos.

As operações foram realizadas durante quatro dias, sem que o SEF tenha especificado a altura em que aconteceu.

Previous Município oliveirense alerta proprietários de terrenos para remoção de árvores e materiais queimados nos incêndios
Next Ca$h Resto Z€ro: “E porque não dizer ao interior também para fazer greve?”

Artigos Relacionados

Sociedade

Estudantes oliveirenses podem candidatar- se a bolsas de estudo no ensino superior até 19 de novembro

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital abriu o prazo e o período de candidatura para atribuição de bolsas de estudo no ensino superior a alunos com insuficiências económicas …

Última Hora

Amanhã, dia 12, é dia “Da Nossa Terra” no mercado de Oliveira do Hospital

No próximo sábado, 12 de novembro, realiza-se mais uma edição da Mostra de Produtos Biológicos e Agrícolas em Modo de Produção Tradicional de Oliveira do Hospital…

Informação

Polícia Judiciária deteve homem por crimes de homicídio e de incêndio em Santa Comba Dão

A Polícia Judiciária (PJ), através da Diretoria do Centro, identificou e deteve um homem pela presumível autoria de um crime de homicídio na forma tentada e de um crime de

Região

PSD de Oliveira do Hospital apresentou os seus candidatos para as Autárquicas 2017

Com o lema “Mudar o Rumo” a Comissão Politica Concelhia do PSD de Oliveira do Hospital apresentou esta segunda-feira os seus candidatos para a Câmara Municipal, Assembleia Municipal e Assembleias

Última Hora

Mais de 20 concelhos de nove distritos em risco máximo de incêndio

Mais de duas dezenas de concelhos do interior Norte e Centro e do Algarve estão hoje em risco máximo de incêndio de acordo com o Instituto Português do Mar e

Informação

Mais um bebé de Oliveira do Hospital nasce no IC6 a caminho da maternidade

Mais um bebé, de pais naturais do concelho de Oliveira do Hospital, nasceu a caminho da maternidade, em pleno IC6, numa ambulância.

Desporto

Ténis de Mesa: Equipa do CCPOH afastada da Taça de Portugal

A equipa do Clube de Caça e Pesca de Oliveira do Hospital (CCPOH) foi  afastada da Taça de Portugal, depois de ter perdido, por 3-0, com o  Barros CTM (Lisboa).

Região

Casal ficou ferido em despiste no IC6

Um automóvel despistou-se ontem, cerca das 17h30, no IC6, ao quilómetro 14, na zona de São Martinho da Cortiça, concelho de Arganil.

Sociedade

Praia fluvial de Alvoco das Várzeas galardoada pela primeira vez qualidade de ouro

A praia fluvial de Alvoco das Várzeas foi, pelo quinto ano consecutivo, galardoada pela bandeira azul e “considerada pela primeira vez qualidade de ouro”.

Informação

Associação de vítimas do incêndio de outubro reúne com António Costa em janeiro

A Associação de Vítimas do Maior Incêndio de Sempre em Portugal (AVMISP)deverá reunir com o primeiro Ministro no próximo mês de janeiro. A garantia foi dada, ontem, por António Costa…

Sociedade

Equipas “Vida por Vida BV” promovem ação “Vamos falar sobre: cancro da pele a cancro nos testículos” (com vídeo)

As duas equipas “Vida por Vida BV” criadas no seio dos Bombeiros Voluntários de Oliveira do Hospital promovem hoje, dia 17, pelas 21h00 ….

Última Hora

Alvôco de Várzeas entre as 73 praias do Centro de Portugal que vão exibir bandeiras azuis em 2018

A praia fluvial de Alvôco de Várzeas, no concelho de Oliveira do Hospital, renovou pelo quinto ano consecutivo a Bandeira Azul e conquista, assim, a Bandeira de Ouro.