Freguesia de Ervedal e Vila Franca da Beira aprova “voto de protesto” pelas indefinições e atrasos nos apoios às vítimas dos incêndios   
28 Junho, 2018 1052 Views

Freguesia de Ervedal e Vila Franca da Beira aprova “voto de protesto” pelas indefinições e atrasos nos apoios às vítimas dos incêndios  

image_pdfimage_print

A Assembleia de Freguesia de Ervedal e Vila Franca da Beira aprovou um voto de protesto apresentado por João Dinis, eleito pela CDU, pelas “indefinições paralisantes e atrasos inadmissíveis…

… em várias das ajudas públicas aos lesados” e que, pese embora sejam “tão apregoadas, continuam pelo menos adiadas se não comprometidas em muitos casos”.

O voto de protesto aprovado decorre das “sucessivas confusões engendradas sobretudo pelo Ministério da Agricultura”, que levam a que “centenas de agricultores e proprietários florestais não tenham recebido quaisquer ajudas” e que “agricultores e produtores pecuários que se vieram a candidatar a ajudas no âmbito do Programa de Desenvolvimento Rural, PDR 2020, viram essas suas candidaturas à reconstrução das suas Explorações sofrerem grandes cortes orçamentais, de entre outros problemas que enfrentam”. “Mesmo aqueles que já iniciaram os seus projetos, entretanto aprovados, estão sem receber um cêntimo do apoio público que lhes foi atribuído”, lê-se no documento.

Os eleitos da Assembleia de Freguesia de Ervedal e Vila Franca da Beira denunciam ainda o facto de os produtores florestais estarem “completamente abandonados, com as matas de pinhal ardidas e completamente desvalorizadas” e permanecerem “sob a ameaça abusiva de contra-ordenações e de coimas, caso não limpem as suas parcelas”.

“Noutro plano, as habitações permanentes ardidas continuam por recuperar pela CCDRCentro- Ministério do Planeamento, e já ninguém fala na recuperação das habitações não permanentes, uma situação geral que constitui outra ameaça a pairar sobre as nossas aldeias já tão desertificadas em Pessoas”, consta do voto de protesto.

Entende a Assembleia de Freguesia, conforme proposto pelo eleito da CDU, João Dinis que aquele território vive “uma realidade escandalosa, em que passados mais de oito meses sobre os trágicos Incêndios de Outubro, os mais lesados ainda não viram um cêntimo de vários dos principais apoios públicos definidos e sucessivamente anunciados”.

O voto de protesto aprovado vai ser dado a conhecer ao primeiro ministro e ministérios da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural; Planeamento e das Infraestruturas; Administração Interna; assim como ao presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital. O mesmo vai ser encaminhado ao Presidente da República e todos os Grupos Parlamentares da Assembleia da República.

Previous “Bairro da restauração” é novidade na Feira de S. Mateus que vai decorrer de 9 de agosto a 6 de setembro
Next Missão Sorriso apoia “Casa da Obra” em projeto de recuperação das estufas e promoção de alimentação saudável

Artigos Relacionados

Informação

Bebé Martim encontrado com vida

Martim foi encontrado depois de ter passado 24 horas desaparecido. O bebé desaparecido esta segunda-feira em Ourém foi encontrado com vida esta manhã,…

Última Hora

Miranda do Corvo: Homem detido por violência doméstica. Agrediu companheira na presença das filhas menores

O Comando Territorial de Coimbra, através do Posto Territorial de Miranda do Corvo, deteve, no passado dia 21 de outubro, um homem de 44 anos, pelo crime de violência doméstica,

Última Hora

65 acidentes e 371 infrações na última semana no distrito de Coimbra

Na semana de 27 de março a 2 de abril, o Comando Territorial de Coimbra da GNR registou 65 acidentes e 371 infrações nas estradas do distrito de Coimbra, …

Informação

Homem de 33 anos é suspeito de ter sequestrado e violado mulher de 83 anos

A Polícia Judiciária deteve um homem de 33 anos, que é suspeito de ter sequestrado e violado uma mulher de 83 anos, no município da Covilhã.

Região

22 detenções, 77 acidentes e um morto na última semana no distrito de Coimbra

A semana de 29 de agosto a 4 de setembro ficou marcada, no distrito de Coimbra, por 22 detenções, 74 acidentes e um morto.

Sociedade

“Família e Menores” de regresso ao Tribunal de Oliveira do Hospital (com vídeo)

Os processos de Família e Menores vão passar a ser julgados no Tribunal de Oliveira do Hospital, que passa a ser designado Juízo de Competência Genérica, informou hoje o Ministério

Destaque

EN 17 e IC6 dominam discussão política na Assembleia Municipal (Atualizada)

A falta de intervenção na EN17 e o impasse em torno do IC6 volta a dominar a discussão na reunião da Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital…

Região

Aldeias evacuadas e seis meios aéreos a combater chamas em Góis

Ao início da manhã, a presidente da Câmara de Góis, Lurdes Castanheira, alertava: “Nós temos uma situação grave e se calhar pode passar a ser gravíssima porque o incêndio passou

Informação

Subida da temperatura coloca vários concelhos em aviso amarelo e com risco máximo de incêndio

Os distritos de Lisboa, Setúbal, Braga e Leiria vão estar sob aviso amarelo até às 17h00 de sábado devido ao tempo quente, segundo o Instituto Português do Mar e da

Informação

Deputados  reuniram com responsáveis da Cooperativa sobre temática dos incêndios florestais

Um grupo de trabalho de Acompanhamento da Temática dos Incêndios Florestais, composto por nove deputados da Assembleia da República, reuniu ontem à tarde com responsáveis e técnicos da Cooperativa Agro

Última Hora

Igreja Moçárabe de Lourosa é monumento nacional há 100 anos

Hoje assinala-se o centenário da classificação da Igreja Moçárabe de Lourosa como Monumento Nacional. A efeméride fica marcada com o anúncio da requalificação do espaço envolvente num investimento de 400 mil

Última Hora

Município de Oliveira do Hospital entrega 120 mil árvores autóctones para ações de reflorestação

O Município de Oliveira do Hospital anunciou que vai entregar, no próximo mês de novembro, cerca de 120 mil árvores, de espécies autóctones, …