FAAD: Herdade quer assegurar “urgências condignas” à população de Oliveira do Hospital
20 Junho, 2018 2891 Views

FAAD: Herdade quer assegurar “urgências condignas” à população de Oliveira do Hospital

Álvaro Herdade foi ontem reconduzido na presidência do Conselho de Administração da Fundação Aurélio Amaro Diniz (FAAD). No terceiro mandato, o conhecido clínico redobra…

… as atenções na área da saúde, em especial, no serviço de urgências que pretende assegurar 24 horas, com o objetivo de garantir “assistência condigna” aos oliveirenses.

Álvaro Herdade continua a ser “pessoa de confiança” para o executivo liderado por José Carlos Alexandrino (PS) que pela terceira vez nomeou o conhecido médico para comandar a FAAD com intervenção na área da infância, terceira idade e saúde. Rogério Prazeres (secretário) acompanha Álvaro Herdade, que também conta com Cristina Serra e Pedro Rúben como vogais.

Numa altura em que a FAAD conta com um apoio à infância “concretizado” e um apoio à terceira idade que “pode ser melhorado”, Álvaro Herdade elege a área da saúde como aquela que “importa resolver”. O clínico lembra que o concelho passou, com o incêndio de outubro, o período mais crítico dos últimos anos e que foi importante a resposta “adequada” dada pela FAAD naquela noite de 15 de outubro. De lá para cá, Herdade esclarece que no dia 1 de novembro o hospital assumiu as “urgências” entre as 20h00 e as 08h, aos fins de semana e feriados porque “fomos obrigados”. “Estava em causa a assistência às populações”, clarifica o clínico, assegurando que para a FAAD seria “mais fácil” estar quieta. “Nenhum hospital deseja ter um serviço de urgência, porque nunca sabemos aquilo que nos entra pela porta a dentro”.

Se no início, “a solução foi encontrada numa semana”, Álvaro Herdade assegura que agora o hospital “tem médicos capazes para assegurar a urgência 24 horas”. “Precisamos que nos deixem trabalhar e nos deixem prestar assistência às populações  que seja condigna”, afirma o responsável pelo CA da FAAD, considerando que a atual situação de encaminhamento de doentes para “Seia, Guarda, Arganil e depois para Oliveira do Hospital” é “brincar com a vida das pessoas e o dinheiro dos nossos impostos”.

A tomar posse para o terceiro mandato, Herdade alerta para o facto de a solução encontrada para fazer face ao encerramento do SAP se revelar “deficitária” para a FAAD que “está a perder dinheiro com as urgências”. Espera, por isso, pela celebração de “contrato plurianual com o Ministério da Educação”, e apela ao presidente do Município para que se empenhe junto do governo. “Vivemos em cima do joelho. Queremos arrumar a casa e ter condições condignas para os nossos trabalhadores”, disse o responsável, informando que desde o dia 1 de novembro a FAAD não faturou nenhum serviço de urgência prestado.

No percurso de oito anos ao comando da FAAD, Álvaro Herdade enaltece a dedicação dos colaboradores e parceiros do Conselho de Administração. Quanto ao futuro, destaca o projeto de melhoria do hospital, da qual faz parte o serviço de urgências, num investimento de “cinco a seis milhões”, mas que só será lançado se houver certeza de que deixarão trabalhar o hospital “condignamente”. “Lançámos também um novo projeto de saúde mental em Oliveira do Hospital”, acrescentou.

José Carlos Alexandrino, presidente do Município, reiterou a confiança em Herdade e na equipa que o acompanha, para logo se focar no serviço de urgência na FAAD. “Oliveira do Hospital ficava abandonada se não fosse a FAAD”, afirmou o autarca que rejeita ter sido o responsável pelo fecho do SAP. “Eu nunca concordei”, asseverou, achando Alexandrino que a solução encontrada com a FAAD “foi boa” e que “hoje há melhor resposta das 20h às 08h do que havia”.

No imediato, o autarca defende que o concelho tenha urgência no período em falta, das 08h00 às 20h00, porque Oliveira do Hospital “não é um concelho qualquer”. Exige por isso um entendimento com Ministério da Saúde, para que “se pague” o serviço que é prestado pela FAAD. “Quando se fala tanto do interior, desafio o Ministério da Saúde para que Oliveira do hospital tenha as mesmas condições de outras regiões”, afirmou.

José Carlos Alexandrino destacou a importância que a FAAD tem no concelho e a boa parceria com o projeto da Unidade Móvel de Saúde. Em particular, destacou o “papel importantíssimo que a FAAD teve na noite dos incêndios”. “Se calhar em vez de 13 mortos teríamos a lamentar mais mortos”, observou.

Quanto ao futuro da conhecida instituição, o autarca oliveirense defendeu o acesso aos apoios comunitários para a execução do projeto de melhoria da área hospitalar e instalação das urgências. Aludiu ainda aos estatutos da FAAD para sugerir uma alteração, no sentido de que os elementos do Conselho de Administração possam ser remunerados pelo contributo que dão à instituição, à semelhança com que acontece com outras fundações no país.

image_pdfimage_print
Previous Figueira da Foz: Homem detido com 57 doses de cocaína
Next Francisco Prior Claro vai ser ordenado sacerdote

Artigos Relacionados

Última Hora

Abertas as candidaturas para o Orçamento Participativo de Seia

Depois do sucesso das edições anteriores, o Orçamento Participativo de Seia está de regresso, sendo a verba alocada para o efeito a mesma do ano passado, 125 mil euros. 

Informação

Três meses depois do fogo, ainda falta repor 5 por cento da rede de comunicação

Passados três meses dos incêndios de outubro, a Altice assume ainda não ter conseguido repor, na totalidade, as comunicações nas zonas afetadas.

Região

Homem internado com legionella nos Covões

Um homem está internado nos cuidados intensivos do Hospital dos Covões do CHUC com legionella, adianta o Diário As Beiras citando fonte da Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC).

Destaque

Dois anos e dois meses de prisão com pena suspensa para ex funcionária da Conservatória de Oliveira do Hospital

O Tribunal de Oliveira do Hospital aplicou, hoje, a pena suspensa de dois anos e dois meses de prisão a Fernanda Duarte, de 52 anos, acusada dos crimes de peculato,

Última Hora

7 de Outubro, Feriado Municipal em Oliveira do Hospital

7 de Outubro, Feriado Municipal com as comemorações a decorrerem na Casa da Cultura  

Informação

Médicos assistiram mais de 70 pessoas em ação solidária em Lagares da Beira

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Lagares da Beira acolheu, no passado dia 10 de dezembro, uma ação médica de solidariedade.

Sociedade

Um militar da GNR morto a tiro e outro ferido. Suspeitos estão em fuga

Um militar da GNR foi hoje morto e outro ferido com gravidade em Aguiar da Beira, durante uma tentativa de assalto, disse à agência Lusa …

Informação

Greve causa “constrangimentos” mas não fecha escolas em Oliveira do Hospital

A greve de funcionários não docentes convocada para esta sexta-feira está a causar “alguns constrangimentos” na escola sede do Agrupamento de Oliveira do Hospital, onde cerca de 50 por cento

Região

Detidos em Mangualde por tráfico de estupefacientes e furto

O Comando Territorial da GNR de Viseu, através do Núcleo de Investigação Criminal de Mangualde, deteve ontem, dia 4 de julho, …

Última Hora

Homem de 80 anos morreu afogado em vala junto ao rio Mondego

Um homem com cerca de 80 anos morreu, ontem, afogado numa vala adjacente ao rio Mondego, junto à Mata Nacional do Choupal, em Coimbra.

Última Hora

Estádio Municipal de Seia acolhe campanha de colheita de sangue e jogo solidário   

  A propósito da 14ª edição do FootPáscoa, realiza-se hoje, às 19h, no Estádio Municipal de Seia um Jogo de Futebol Solidário entre pais, encarregados de educação dos participantes, …

Última Hora

Detidos dois suspeitos de tráfico de estupefacientes em Montemor-o-Velho

 A GNR deteve, ontem, dois homens e identificou uma mulher, por suspeita de tráfico de estupefacientes, na freguesia de Abrunheira. A operação, levada a cabo pelo Núcleo de Investigação Criminal

Destaque

Fernando Tavares Pereira é candidato à presidência do Sporting (com áudio)

O empresário Fernando Tavares Pereira, vai apresentar a sua candidatura ao Sporting Clube de Portugal, na próxima quarta feira em Coimbra, em local ainda por designar.

Última Hora

Associação Juvenil promove concerto a Favor das Vítimas dos Incêndios no concelho de Tábua

A Associação Juvenil Tábua XXI promove, no próximo dia 9 de dezembro, a partir das 17h00, no Pavilhão Multiusos de Tábua, …

Informação

Morreu mulher atropelada em Coimbra

Uma mulher morreu, ontem, atropelada ao início da tarde, cerca das 14h45 , na Rua Miguel Torga, em Coimbra.

Programas

“A Escola e o Meio”na Rádio Boa Nova

Este sábado, dia 10 de novembro, entre as 19h00 e as 20h00, é emitido o 6.º programa “A Escola e o Meio”, uma produção do Clube de Rádio do AEOH.

Desporto

Poker de vitórias para Mário Patrão no Morocco Desert Challenge

Mário Patrão está imparável no Morocco Desert Challenge. O piloto inscrito pelo CRÉDITO AGRICOLA KTM BAHCO voltou a vencer, alargando assim, para quatro o número de triunfos em etapas desta grande maratona africana. 

Última Hora

Temperaturas descem a partir de amanhã

Hoje, as temperaturas podem chegar aos 29 graus em algumas zonas do país, mas a partir de amanhã começam a descer.

Última Hora

“Coragem Eventos” em destaque no “Espaço BlC3”

Em mais um “Espaço BlC3- Ciência no Interior” a conversa acontece esta terça-feira, pelas 19h00, com João Coragem, promotor da empresa “Coragem Eventos”.

Informação

País: GNR deteve 157 pessoas em flagrante delito no fim de semana

A Guarda Nacional Republicana deteve 157 pessoas em flagrante delito durante o fim de semana e apreendeu 546 doses de haxixe e 195 doses de heroína. Em comunicado sobre o

Região

Góis associa-se à Hora do Planeta

Tal como em 2016, o município de Góis volta, este ano, a associar-se à comemoração da “Hora do Planeta”. No dia  25 de março, o município mantém os seus princípios e

Última Hora

Alvôco de Várzeas volta a Hastear Bandeira Azul no dia 1 de Julho

A Praia Fluvial de Alvôco de Várzeas, no concelho de Oliveira do Hospital, volta, este ano, a  hastear a Bandeira Azul e Bandeira Praia Acessível, numa cerimónia que terá lugar

Informação

Tribunal de Contas valida reconstrução de 31 casas em Arganil no valor de 4,2 milhões

O Tribunal de Contas deu visto à reconstrução das 31 habitações permanentes afetadas pelo incêndio de 15 de outubro no concelho de Arganil, cujo valor ascende aos 4,2 milhões de