“Esta noite ficará sempre nas nossas memórias porque todos vivemos um inferno”

“Esta noite ficará sempre nas nossas memórias porque todos vivemos um inferno”

image_pdfimage_print

No dia em que se assinalou um ano após a tragédia que assolou o concelho de Oliveira do Hospital, decorreu ontem, nos Paços do Concelho, uma sessão evocativa em memória das vítimas mortais.

Na sessão, o povo oliveirense e várias entidades foram também homenageados pela força, coragem e vontade em fazer renascer o concelho.

Na abertura da cerimónia, Dulce Pássaro, presidente da Assembleia Municipal, começou por enaltecer o papel de todas as entidades, na medida em que “têm dado o melhor de si para ajudar o concelho a renascer”. Crente de que o concelho está, de facto, a renascer, Dulce Pássaro compreende, porém, a expectativa dos oliveirenses “relativamente ao processo que todos desejariam que fosse mais depressa”, no que diz respeito à reconstrução das habitações. “Estamos a falar de processos que são demorosos e complexos, com muita burocracia. Mas a burocracia é necessária para garantir que os dinheiros públicos são gastos com controlo”, disse, realçando que “sendo um dia triste, é um dia que, de qualquer das formas, podemos considerar de esperança”.

Por sua vez, José Carlos Alexandrino, presidente do Município, que ao longo da sua intervenção se mostrou emocionado, dirigiu as suas primeiras palavras às famílias das vítimas mortais, solicitando aos presentes um minuto de silêncio em sua memória.

Depois de pronunciar os nomes das 13 vítimas, o autarca fez questão de anunciar que, após um telefonema com Marcelo Rebelo de Sousa, que não pôde estar presente por estar de visita a outros concelhos afetados, o Presidente da República fez questão de mandar um abraço às famílias e queimados “que foram surpreendidos” pelo fogo.

“Estamos a homenageá-los porque eles foram uns heróis e acabaram por ser sacrificados”, afirmou José Carlos Alexandrino, evidenciando “quantas angústias e quanta dor tiveram as famílias”.

“Percebo a dor das famílias. Não conseguimos amenizar a dor porque não conseguimos trazer de volta os vossos familiares, mas quero dizer que estamos convosco com coração. Sabemos que a vida é difícil e que não volta a ser igual”, disse o autarca, deixando o conselho de que “a dor tem de deixar de ser aquela dor que rasga o corpo e a alma, mas tem que ser uma dor de saudade doce, de recordar os bons momentos”.

Para José Carlos Alexandrino, o grande incêndio “foi a maior tragédia que aconteceu na região” e, por isso, “o povo oliveirense é herói”.

Na ocasião, o autarca enalteceu o papel de várias entidades, entre elas, os bombeiros e GNR pelo empenho e dedicação. “Os bombeiros tiveram uma participação enorme. Há coisas impossíveis e naquela noite era impossível. Os bombeiros não podiam chegar a todo o lado. Fizeram os possíveis e impossíveis”, disse, realçando que é incompreensível o facto de terem sido “alvos de tantas críticas”.

Num balanço deste ano após a tragédia, José Carlos Alexandrino reforça que “o trabalho de recuperação e renascimento é um trabalho coletivo do povo oliveirense”.

Quero que sejam felizes novamente, esquecendo o que é mau. Mas há coisas que nunca esquecemos. E esta noite ficará sempre nas nossas memórias porque todos vivemos um inferno”, concluiu.

Beatriz Cruz (jornalista estagiária)

Previous Incêndios: Município de Góis apoia reconstrução de habitações não permanentes
Next Montemor-o-Velho: Detido na posse de cerca de oito mil doses de cannabis

Artigos Relacionados

Informação

FCOH venceu e Nogueirense perdeu na 7ª jornada do Campeonato Nacional

O Futebol Clube de Oliveira do Hospital (FCOH) venceu, ontem, o Caldas Sport Clube por duas bolas a zero. No mesmo campeonato, a Associação Desportiva Nogueirense (ADN) perdeu por 1-0

Última Hora

Festas de Verão animam Penalva de Alva

As tradicionais Festas de Verão em Penalva de Alva estão de regresso no fim-de-semana de 5, 6 e 7 de agosto. A edição deste ano, …

Região

Região: Marcelo visita hoje Beira Interior em nova edição do ‘Portugal Próximo’

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, visita hoje a Beira Interior, com uma agenda dividida entre os concelhos de Castelo Branco,…

Destaque

“Temos tido a preocupação de formar e atualizar os conhecimentos de todos aqueles que estão ligados ao fenómeno desportivo” (com vídeo)

O vereador do desporto, Nuno Ribeiro, destacou hoje na Rádio Boa Nova a preocupação que o município tem tido com a formação dos agentes desportivos do concelho de Oliveira do

Região

Município de Seia promove ação de reflorestação em área ardida

O Município de Seia, através do serviço Municipal de Proteção Civil, e a Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIMBSE), enquadrada na iniciativa “Verde Puro”, promovem uma ação

Informação

Operários de fábrica têxtil sofrem intoxicação por inalação de lixívia

Dez trabalhadores de uma fábrica têxtil do concelho de Mangualde sofreram hoje uma intoxicação por inalação de lixívia.

Opinião

Ca$h Resto Z€ro olha para o jogo do título do FCOH

Em mais um espaço de opinião, “Ca$h Resto Z€ro”, Vítor Neves olha esta sexta-feira para o Futebol Clube de Oliveira do Hospital (FCOH) que, no jogo de domingo, …

Programas

“A Escola e o Meio”na Rádio Boa Nova

Este sábado, dia 27 de abril, entre as 19h00 e as 20h00, é emitido o 23.º programa “A Escola e o Meio”, uma produção do Clube de Rádio do AEOH.

Região

Mais de 20 concelhos de Faro, Bragança, Guarda e Coimbra em risco máximo

Mais de 20 concelhos dos distritos de Faro, Bragança, Guarda e Coimbra estão hoje em risco máximo de incêndio, num dia em que as temperaturas vão continuar acima dos 30

Região

Sinistralidade: 11 detenções, 247 infrações e 80 acidentes no distrito de Coimbra

O Comando Territorial de Coimbra procedeu, de 30 de outubro a 5 de novembro, a várias operações, no distrito de Coimbra, como a prevenção e o combate à criminalidade violenta

Região

Região: Queijo Serra da Estrela vai ter centro de investigação em Seia

O presidente da Câmara Municipal de Seia, Carlos Filipe Camelo, anunciou que a autarquia vai recorrer a fundos europeus para criar, no concelho,…

Nacional

GNR realiza operação “Peregrinação Segura 2018”

No âmbito das celebrações das aparições de Fátima, a Guarda Nacional Republicana (GNR), entre os dias 5 e 13 de outubro, intensifica as ações de patrulhamento nas principais vias de acesso