“Esta noite ficará sempre nas nossas memórias porque todos vivemos um inferno”

“Esta noite ficará sempre nas nossas memórias porque todos vivemos um inferno”

No dia em que se assinalou um ano após a tragédia que assolou o concelho de Oliveira do Hospital, decorreu ontem, nos Paços do Concelho, uma sessão evocativa em memória das vítimas mortais.

Na sessão, o povo oliveirense e várias entidades foram também homenageados pela força, coragem e vontade em fazer renascer o concelho.

Na abertura da cerimónia, Dulce Pássaro, presidente da Assembleia Municipal, começou por enaltecer o papel de todas as entidades, na medida em que “têm dado o melhor de si para ajudar o concelho a renascer”. Crente de que o concelho está, de facto, a renascer, Dulce Pássaro compreende, porém, a expectativa dos oliveirenses “relativamente ao processo que todos desejariam que fosse mais depressa”, no que diz respeito à reconstrução das habitações. “Estamos a falar de processos que são demorosos e complexos, com muita burocracia. Mas a burocracia é necessária para garantir que os dinheiros públicos são gastos com controlo”, disse, realçando que “sendo um dia triste, é um dia que, de qualquer das formas, podemos considerar de esperança”.

Por sua vez, José Carlos Alexandrino, presidente do Município, que ao longo da sua intervenção se mostrou emocionado, dirigiu as suas primeiras palavras às famílias das vítimas mortais, solicitando aos presentes um minuto de silêncio em sua memória.

Depois de pronunciar os nomes das 13 vítimas, o autarca fez questão de anunciar que, após um telefonema com Marcelo Rebelo de Sousa, que não pôde estar presente por estar de visita a outros concelhos afetados, o Presidente da República fez questão de mandar um abraço às famílias e queimados “que foram surpreendidos” pelo fogo.

“Estamos a homenageá-los porque eles foram uns heróis e acabaram por ser sacrificados”, afirmou José Carlos Alexandrino, evidenciando “quantas angústias e quanta dor tiveram as famílias”.

“Percebo a dor das famílias. Não conseguimos amenizar a dor porque não conseguimos trazer de volta os vossos familiares, mas quero dizer que estamos convosco com coração. Sabemos que a vida é difícil e que não volta a ser igual”, disse o autarca, deixando o conselho de que “a dor tem de deixar de ser aquela dor que rasga o corpo e a alma, mas tem que ser uma dor de saudade doce, de recordar os bons momentos”.

Para José Carlos Alexandrino, o grande incêndio “foi a maior tragédia que aconteceu na região” e, por isso, “o povo oliveirense é herói”.

Na ocasião, o autarca enalteceu o papel de várias entidades, entre elas, os bombeiros e GNR pelo empenho e dedicação. “Os bombeiros tiveram uma participação enorme. Há coisas impossíveis e naquela noite era impossível. Os bombeiros não podiam chegar a todo o lado. Fizeram os possíveis e impossíveis”, disse, realçando que é incompreensível o facto de terem sido “alvos de tantas críticas”.

Num balanço deste ano após a tragédia, José Carlos Alexandrino reforça que “o trabalho de recuperação e renascimento é um trabalho coletivo do povo oliveirense”.

Quero que sejam felizes novamente, esquecendo o que é mau. Mas há coisas que nunca esquecemos. E esta noite ficará sempre nas nossas memórias porque todos vivemos um inferno”, concluiu.

Beatriz Cruz (jornalista estagiária)

Previous Incêndios: Município de Góis apoia reconstrução de habitações não permanentes
Next Montemor-o-Velho: Detido na posse de cerca de oito mil doses de cannabis

Artigos Relacionados

Última Hora

Oliveira do Hospital entregou medalhas de mérito “a quem as merece”

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital cumpriu no sábado, em Dia do Município, a habitual homenagem a personalidades. Arménio Tavares, Francisco Martins,…

Sociedade

Quinta de Jugais e Arcial juntas em campanha para plantação de 4008 árvores em Oliveira do Hospital

A empresa Quinta de Jugais juntou-se à ARCIAL e vai contribuir para a reflorestação da área ardida do concelho do Oliveira do Hospital, através da campanha “Sementes Solidárias”,…

Última Hora

Depressão Laura causou mais de 200 ocorrências

Quedas de árvores e de estruturas devido à intensidade do vento e inundações por dificuldades no escoamento são as principais ocorrências registadas no país. A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC)

Opinião

Comentário: “José Carlos Alexandrino vai ficar para a história de Oliveira do Hospital como o homem com as maiores vitórias de sempre”

Num comentário ao resultado das eleições autárquicas no concelho de Oliveira do Hospital, Vítor Neves está certo de que José Carlos Alexandrino,…

Informação

Detido com sete armas diferentes após queixa de violência doméstica na Figueira da Foz

A PSP deteve esta segunda-feira, na Figueira da Foz, um homem de 41 anos pela posse de várias armas proibidas.

Informação

ASAE instaura 66 processos de contraordenação em operação Black Friday

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica realizou, a nível nacional, durante cerca de uma semana, uma operação de fiscalização direcionada à verificação do cumprimento das regras legais do exercício

Informação

Fogo em Manteigas mantém uma frente ativa

O incêndio que deflagrou no domingo na freguesia de Sameiro, no concelho de Manteigas, distrito da Guarda, mantinha hoje de manhã …

Cultura

Agrupamento de Escolas promove debate sobre Fátima que vai ser transmitido pela Rádio Boa Nova

O Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital realiza, no dia 28 de abril, pelas 18h00, o debate «O sol bailou ao meio dia»?! Fátima, fé e História… 100 anos depois»,

Última Hora

Mundo: Acidente rodoviário na Alemanha causou 31 feridos e há desaparecidos

Um autocarro colidiu com um camião e incendiou-se esta manhã na Alemanha, causando pelo menos 31 feridos, informou a polícia, citada pela Associated Press.

Sociedade

Apresentação pública do 22º CineEco

Está a chegar mais uma edição do CineEco. A apresentação Pública da 22ª edição do Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela acontece dia 22 de setembro.

Última Hora

Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital vota hoje orçamento para 2017

Está marcada para as 14h45 desta sexta-feira, 30 de dezembro, a reunião da Assembleia Municipal destinada à discussão e votação do Orçamento e Grandes Opções do Plano da Câmara de

Região

AMMA fechou e atirou 200 trabalhadores para o desemprego em Arganil

A empresa de confeções AMMA, especializada em fatos para homem e que trabalhou com diversas marcas internacionais e teve a marca própria “Carlo Viscontti”,…