“Esperança” marcou 33º Concurso Nacional de Ovinos promovido pela ANCOSE

“Esperança” marcou 33º Concurso Nacional de Ovinos promovido pela ANCOSE

image_pdfimage_print

A ANCOSE- Associação Nacional de Criadores de Ovinos Serra da Estrela, realizou, este fim-de-semana, o 33º Concurso Nacional de Ovinos Serra da Estrela, que ficou marcado por palavras de conforto, solidariedade e esperança aos cerca de 30 pastores/ criadores que participaram.

Na sessão de encerramento, onde decorreu a entrega de prémios, Manuel Marques, presidente da Associação, mostrou-se preocupado com o futuro da profissão de pastor. “Tenho receio do que poderá acontecer depois de os idosos partirem”, disse, lançando um “repto” aos representantes do governo presentes na cerimónia. “Nós temos que pensar nas raças autóctones deste país. Não podemos, de forma alguma, subsidiar uma ovelha lacaune e não uma ovelha Serra da Estrela porque qualquer dia nós não conseguimos aliciar novos jovens. A agricultura, nomeadamente a pastorícia, é um trabalho muito difícil. Se não for sustentável e rentável os jovens não vêm para esta atividade”, afirmou Manuel Marques.

Para o responsável, deve haver uma majoração, “no sentido de os pastores poderem ter um benefício diferente daqueles que têm as raças exóticas”.

Fernando Bernardo, diretor-geral de Alimentação e Veterinária, em representação do Secretário de Estado da Agricultura, na ocasião, dirigiu palavras de solidariedade às gentes de Oliveira do Hospital pelo “flagelo” ocorrido no dia 15 de outubro. Posteriormente, enalteceu o trabalho desenvolvido pela ANCOSE, “no sentido de recuperar o que se perdeu com os incêndios, em relação ao efetivo de ovelhas Serra da Estrela”.

“É um trabalho que reconhecemos com muito meritório e terão sempre, da parte do ministério da agricultura, apoio incondicional sobretudo nestas atividades que se relacionam com a preservação das raças autóctones”, garantiu.

O trabalho da Associação Nacional de Criadores de Ovinos Serra da Estrela voltou a ser reconhecido, desta vez por José Carlos Alexandrino, presidente do Município oliveirense que salientou “o empenho, apoio e profissionalismo” prestado aos criadores. “Eu sou testemunha deste empenho dos técnicos da ANCOSE, de uma forma coletiva e unida à sua direção”, afirmou.

Quanto ao Centro de Recria, que já proporcionou a entrega de 400 borregas aos pastores que perderam os seus animais no grande incêndio, o autarca defende que “foi um passo importante na defesa da raça bordeleira”, garantindo que a Câmara Municipal continuará “disponível para continuar a apoiar”.

José Carlos Alexandrino mostrou ainda o seu desagrado perante a falta de apoios aos agricultores, por parte do estado. “Ninguém se preocupe por eu ser eleito por um governo que é da mesma cor da minha Câmara Municipal. Os interesses das minhas pessoas são mais importantes do que qualquer interesse partidário”, referiu.

Na ocasião, o presidente adiantou que, “em Oliveira do Hospital, foi aprovado um PROVER do Queijo, com cerca de três milhões de euros”, “que vai fazer a diferença no futuro”, como uma outra ajuda aos criadores lesados do incêndio.

Beatriz Cruz (jornalista estagiária)

Previous Turismo do Centro congratula-se com sucesso da região no programa 7 Maravilhas à Mesa
Next Motociclista morreu atropelado por carrinha após acidente em Aveiro

Artigos Relacionados

Última Hora

Região: ASAE apreende meia tonelada de leitão abatido clandestinamente

A ASAE apreendeu cerca de meia tonelada de carne de leitão, durante o último período festivo e deteve três pessoas em flagrante delito.

Sociedade

Vários concelhos do país em risco muito elevado de incêndio

Sete concelhos dos distritos de Faro, Guarda e Bragança apresentam hoje risco muito elevado de incêndio.   De acordo com o IPMA, em risco muito elevado de incêndio…

Programas

“A Escola e o Meio” na Rádio Boa Nova

Este sábado, dia 21 de maio, entre as 19h00 e as 20h00, é emitido o 33.º programa “A Escola e o Meio”, uma produção do Clube de Rádio do AEOH.

Última Hora

Taxa de desemprego baixa no primeiro trimestre para os 10,1%

A taxa de desemprego baixou 0,4 pontos percentuais para os 10,1% no primeiro trimestre de 2017, face ao anterior, e em 2,3 pontos percentuais face ao trimestre homólogo de 2016.

Última Hora

Utentes e trabalhadoras livres de perigo após incêndio em lar

Todos os 14 idosos e duas trabalhadoras de um lar da Misericórdia de Arganil afetados por um incêndio na madrugada de hoje estão “livres de perigo”.

Última Hora

Seia realiza Feira do Queijo Serra da Estrela de 25 a 28 de fevereiro

Entre 25 e 28 de fevereiro, o município de Seia convida a uma visita à Feira do Queijo Serra da Estrela, naquela que será a 39.ª edição de um dos

Última Hora

Governo avança com IC6 entre Tábua e Oliveira do Hospital

A Infraestrturas de Portugal anunciou hoje a construção do troço do IC6, entre Tábua e Oliveira do Hospital (Nó de Folhadosa), numa extensão de 19 quilómetros, num investimento de cerca

Última Hora

Município de Oliveira do Hospital assinala o Dia Internacional dos Museus

O Município de Oliveira do Hospital assinala amanhã, 18 de maio, o Dia Internacional dos Museus com a dinamização de atividades no Museu Municipal Dr. António Simões Saraiva, na Bobadela.

Sociedade

Saúde gerou polémica na Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital

O deputado do PSD, João Brito, viu rejeitada a proposta que apresentou em reunião da Assembleia Municipal para reposição do Serviço de Atendimento Permanente (SAP) 24 horas por dia.

Última Hora

 Aristides de Sousa Mendes homenageado em exposição na ONU

Portugal homenageou  o diplomata Aristides de Sousa Mendes (1985-1954) na apresentação de uma exposição na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque, dedicada a diplomatas considerados ‘Justos

Última Hora

Penacova: casas ardidas isentas de IMI durante três anos

As habitações de Penacova consumidas pelas chamas nos incêndios de outubro vão estar isentas do IMI durante três anos.

Última Hora

Região: Colisão entre viatura ligeira e moto provoca um morto

Uma colisão entre uma viatura ligeira e uma moto provocou hoje um morto em Gatões, Montemor-o-Velho, no distrito de Coimbra.