EPTOLIVA mostra que ensino profissional “é uma alternativa muito válida”

A EPTOLIVA- Escola Profissional de Oliveira do Hospital, Tábua e Arganil, está hoje a promover a conferência Epto Futuros “Indústria 4.0. Jornadas Técnicas do Curso de Mecatrónica.

O ano 2018/2019 foi o ano de estreia do curso de Mecatrónica na Eptoliva, contando com um total de 15 aluno. Em declarações à Rádio Boa Nova, Daniel Costa, presidente da Adeptoliva, associação que gere a Eptoliva, disse que o novo curso continuará a ser uma aposta da Eptoliva, já que tratando-se de uma área tecnológica “tem uma grande procura. “Este é um curso que consegue ter uma grande abrangência, daí a importância de apostarmos neste curso, porque poderá ter um grande nível de empregabilidade”, afirmou.

A Eptoliva, com sede em Oliveira do Hospital e Pólo em funcionamento no concelho de Tábua, tem conseguido, em cada ano, lotar a capacidade da escola em número de alunos, rondado os cerca de 200. Neste momento a escola prepara a oferta formativa para o triénio 2019- 2022 e o objetivo é “manter o número de alunos”.”O importante aqui é ter noção do território e de que o ensino profissional tem tendência a crescer e é uma alternativa muito válida”, referiu o responsável, defendendo porém que todas escolas devem “trabalhar em conjunto para dar as melhores alternativas aos alunos.

A Eptoliva é frequentada por alunos de Oliveira do Hospital, Tábua, Arganil, Góis, Carregal do Sal, Tondela, entre outros locais. A escola tem vindo a acumular vários prémios e distinções em concursos nacionais e internacionais. De acordo com os últimos dados divulgados, a Eptoliva é considerada a melhor escola a nível distrital e a 3ª melhor no país. “Isso é algo que nos orgulha, porque é o reflexo de que estamos no caminho certo”, concluiu.
Esta manhã, o colóquio “Industria 4.0”, contou com a participação de Nuno Vieira, gerente da empresa Induprotec Lda, Manuel Correia, responsável pelas áreas da automação e controlo no Grupo Sonae, e José Barata Oliveira, especialista na área da Robótica Industrial Complexista da Universidade Nova de Lisboa. Na sessão de abertura, participaram Daniel Costa, António Paulino, docente na área das Ciências e Tecnologias na ESTGOH, Graça Silva, vereada da Educação e Cultura do Município de Oliveira do Hospital (MOH) e José Francisco Rolo, vice-presidente do MOH.

Da parte da tarde, pelas 14h00, a comunidade estudantil poderá participar em dois workshops. José Barata Oliveira e Eduardo Pinto serão os responsáveis pelo Workshop sobre Robótica Móvel. O Workshop sobre Astrofotografia com telescópio em montagem equatorial e controlo inteligente será conduzido por António Paulino.