“Disseram que eu tinha possibilidade de sobrevivência de 20 por cento” (com vídeo)

“Disseram que eu tinha possibilidade de sobrevivência de 20 por cento” (com vídeo)

Carlos Conceição foi um dos queimados muito graves do grande incêndio de 15 de outubro, no concelho de Oliveira do Hospital. Ao cair do dia, foi apanhado por uma “língua de fogo”, em Avô, e as hipóteses de sobrevivência eram de apenas 20 por cento.

Quase um ano depois do grande incêndio, foi na sua casa, em Avô, que Carlos Conceição recebeu a Rádio Boa Nova para contar o que lhe aconteceu no fatídico dia 15 de outubro. Em jeito descontraído refere que “é sempre bom um gajo contar a história”. Mas, recuando no tempo, recorda que aquilo por que passou “não foi nada bom, nem nada agradável”. “Mas, se morresse seria bem pior”, conta.

Ao final daquela tarde de 15 de outubro, Carlos Conceição correu em direção à quinta para salvar o trator. Mas, o fogo que parecia estar longe, logo chegou. “Passei a última casa da povoação e passados 10 metros rebenta aquela língua de fogo nas minhas costas e não tive hipótese. Senti o calor… e o barulho que aquilo fazia?! Fazia um remoinho. Aquilo foi uma coisa impressionante. Só quem viu é que sabe explicar. A única coisa que eu dei conta, foi quando cheguei ao pé de duas moças a pedir para me deitarem água, e vi duas unhas a arrancaram-se. De resto, não me apercebi de nada. Quando cheguei a casa, deitei-me num sofá. Dizem que eu senti muito frio, mas adormeci e não me doía nada. Não dei conta de mais nada”.

Esperou 14 horas para ser socorrido. “Fui assistido na tenda provisória, depois fui para Gaia e depois para o Hospital de S. José de helicóptero. Só passado mês e meio é que dei conta que estava vivo”. Carlos Conceição esteve em coma induzido e o diagnóstico inicial fazia temer o pior. “Disseram ao meu genro que eu tinha possibilidade de sobrevivência de 20 por cento. Foi este o cenário que apresentaram do estado em que eu estava”.

Carlos Conceição esteve internado no S. José até ao dia 15 de maio de 2018. Regressou a Avô, no concelho de Oliveira do Hospital, no mês de agosto. “É sempre bom um gajo contar a história. Mas, não foi nada bom, nada agradável”, conta, mostrando o documento que trouxe do S. José e que dá conta de queimaduras de segundo e terceiro grau na face, região cervical, abdómen, membros superiores e inferiores e dorso.

“Todo o corpo tem marcas que ficarão para toda a vida. Quanto a isso não posso fazer nada”. Carlos Conceição usa, diariamente, mangas e luvas de compressão necessárias à recuperação, que o próprio adquiriu. Garante que até agora não recebeu qualquer apoio para fazer face às despesas que já ultrapassam os dois mil Euros. Só em cremes, Carlos Conceição tem uma despesa mensal de mais 100 Euros. Já avaliado medicamente pelo Instituto de Medicina Legal, Carlos Conceição tem procedido ao envio de todas as despesas para a Provedoria da Justiça, mas até agora “nada”.

Carlos Conceição está agora a fazer sessões de fisioterapia no Hospital da Fundação Aurélio Amaro Diniz. “Isto é uma recuperação muito lenta. Mas, olhando para há três ou quatro meses, está diferente. Para melhor”.

Ao homem não falta a força de vontade para superar o que aconteceu. Aos 67 anos, e com o apoio da família, não se deixa abater. “Eu conto o que aconteceu, mas não penso nisso. Levo isto num à vontade e numa boa. Porque isso não leva a nada, não é?”.

Previous Turismo Centro de Portugal congratula-se com escolha de Coimbra como Região Europeia de Gastronomia
Next Sinistralidade: sete detenções, 578 infrações e 72 acidentes no distrito de Coimbra

Artigos Relacionados

Sociedade

Metro de Lisboa cria rede solidária online para ajudar vítimas dos incêndios de outubro

O Metropolitano de Lisboa decidiu associar-se à Create IT e criar uma plataforma online, onde todos podem doar bens e serviços e onde entidades se podem inscrever para registar as

Informação

Detidos em Mangualde por tráfico de estupefacientes e furto

O Comando Territorial da GNR de Viseu, através do Núcleo de Investigação Criminal de Mangualde, deteve ontem, dia 4 de julho, …

Cultura

Aldeia das Dez prepara a XV Festa da Castanha

Aldeia das Dez prepara-se para a XV Festa da Castanha que se realiza no próximo fim de semana, dias 29 e 30 de outubro, …

Sociedade

Papa vai canonizar Francisco e Jacinta em Fátima a 13 de maio

O Papa Francisco anunciou, hoje, no Vaticano que vai presidir à canonização de Francisco e Jacinta Marto em Fátima, no dia 13 de maio. 

Destaque

31 Alunos desistiram dos estudos na ESTGOH por falta de alojamento

Trinta e um alunos que ingressaram na Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital (ESTGOH) acabaram por abandonar a cidade oliveirense devido à dificuldade em arranjar alojamento.

Região

Cáritas de Coimbra vence prémio BPI Seniores

A Cáritas Diocesana de Coimbra é uma das vencedoras da menção honrosa do Prémio BPI Seniores, com o projeto ReHab que visa “combater o declínio cognitivo e motor, …

Última Hora

Acidentes rodoviários mataram 513 pessoas em 2018. No distrito de Coimbra morreram 29

Um total de 513 pessoas morreu em acidentes rodoviários no ano passado, mais três do que em 2017, registando-se uma subida pelo segundo ano consecutivo do número de mortos. No

Última Hora

Incêndio destruiu casa desabitada em Gavinhos de Baixo

Um incêndio ocorrido ontem à noite, cerca das 22h00, destruiu uma casa desabitada em Gavinhos de Baixo, no concelho de Oliveira do Hospital.

Última Hora

Incêndios: 83% dos formulários para reconstrução entregues a tempo

O Governo anunciou que foram identificadas 1.707 habitações danificadas pelos incêndios de outubro na região centro e recolhidos 1.416 formulários para reconstrução apoiada, o que representa 83% do recenseamento inicial.

Informação

Seia assinala “Abril – Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância”

Laços azuis em mais de 50 edifícios assinalam o início da campanha “Abril – Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância” em Seia, iniciativa que contempla um amplo programa

Região

Fim-de-semana da Páscoa atrai milhares de turistas ao Centro de Portugal

O Turismo Centro de Portugal considera que este fim-de-semana de Páscoa vai ser “extremamente positivo para a atividade turística” na região centro do país.

Região

Sinistralidade: nove detenções, 532 infrações e 90 acidentes no distrito de Coimbra

O Comando Territorial de Coimbra procedeu, de 27 de novembro a 3 de dezembro, a várias operações, no distrito de Coimbra, como a prevenção e o combate à criminalidade violenta