Descoberto em Ílhavo primeiro sítio pré-histórico subaquático do país

Descoberto em Ílhavo primeiro sítio pré-histórico subaquático do país

image_pdfimage_print

Uma equipa de arqueólogos descobriu vestígios de uma mancha de ocupação ou possível acampamento do neolítico a cerca de dois metros de profundidade na Ria de Aveiro, em Ílhavo.

Tiago Fraga, diretor científico da equipa de arqueólogos, adiantou que a equipa tem estado a “apanhar algumas surpresas valentes”, por se poder tratar do período neolítico, situação que não era expectável, “muito menos no sítio onde está”. Segundo o responsável, este será o primeiro sítio pré-histórico subaquático do país.

No âmbito do acompanhamento arqueológico dos trabalhos de dragagem no Canal de Ílhavo, também conhecido como Rio Bôco, foram encontrados em agosto passado vários artefactos datados entre 4.000 a.C. e 3.000 a.C. e uma estrutura que se encontra submersa.

Inicialmente foram encontradas “cerâmicas com mamilos e decoração, que se vê claramente que são da pré-história. Mais para a frente, começaram a sair líticos, ou seja, pedras talhadas, percutores e esse tipo de materiais”, descreveu o arqueólogo.

Para verificação dos materiais descobertos pelas arqueólogas Soraya Sarmento e Natália Quitério ocorreram diversos mergulhos de arqueologia subaquática que identificaram uma estrutura no local que provavelmente estará associada. Sabe-se, “por isso que não são peças perdidas no rio. É mesmo um sítio coeso que está lá debaixo de água”.

A equipa de arqueólogos suspeita que se possa tratar de “uma grande mancha de ocupação relacionada com um povoado” que está ali “algures” e acreditam que, muito provavelmente, “vão continuar a aparecer mais materiais”.

“A linha do nível médio do mar estava a 60 quilómetros daqui [Rio Bôco], portanto, toda esta zona eram planícies que estão neste momento debaixo de água. Agora, não estávamos à espera de encontrar estes materiais, muito menos na zona do Rio Bôco, onde foram localizadas, e é o primeiro sítio pré-histórico subaquático do país”, disse Tiago Fraga.

A descoberta já foi comunicada à Direção-Geral do Património Cultural que irá determinar o que será feito relativamente ao local do achado.

“A decisão poderá ir da manutenção no local, até à sua conservação por registo que é a escavação integral do sítio, para se poder continuar a fazer a empreitada. Neste caso, como o sítio arqueológico não está em perigo, deverá ficar no solo”, explicou.

A equipa liderada por Tiago Fraga foi contratada para fazer o acompanhamento arqueológico dos trabalhos de desassoreamento da Ria de Aveiro, uma empreitada promovida pela Polis Litoral da Ria de Aveiro que começou no passado mês de abril e que se irá estender ao longo de quase 100 quilómetros de canais.

Entre as várias ações desenvolvidas pelos arqueólogos está a proteção de estruturas arqueológicas, o estudo de materiais que vão aparecendo e a valorização e divulgação dos achados.

“Como é uma empreitada de grande envergadura, é necessário fazer acompanhamento arqueológico e a valorização patrimonial dos sítios arqueológicos já conhecidos, com o objetivo de aumentar o conhecimento da zona, perceber como é que Ílhavo e Aveiro apareceram e como era o tráfego marítimo na zona”, explicou Tiago Fraga.

Os arqueólogos estão também a fazer o despiste de “cinco possíveis túmulos de lastro” que foram identificados, no âmbito do estudo de impacto ambiental da empreitada.

“Já fizemos o primeiro e não é um túmulo de lastro. Estamos com esperanças que um deles seja um naufrágio”, disse o responsável.

Apesar de todo o património arqueológico subaquático que já foi encontrado na Ria de Aveiro, Tiago Fraga diz que ainda há muito por descobrir no fundo da laguna.

“Toda a gente sabe que existem mais de 14 naufrágios aqui e um deles é o mais antigo de Portugal – ainda está em sítio na zona do Canal de Mira. Sabemos o que se passa no Canal de Mira e, agora, apanhámos esta surpresa no canal do Bôco, mas não sabemos nada do que se passa na zona Norte, em direção a Ovar, que era o antigo canal da época islâmica e aí poderemos ter outras surpresas”, afirmou.

lusa.pt

Previous A Fundação Oceano Azul apoia 70 ações de limpeza de lixo marinho
Next Reitor da Universidade de Coimbra anunciou eliminação da carne de vaca das cantinas universitárias

Artigos Relacionados

Última Hora

Linha da Beira Alta restabelecida após descarrilamento

A circulação da Linha da Beira Alta foi restabelecida após a conclusão dos trabalhos às 05h30, depois de ter estado cortada desde terça-feira, …

Última Hora

UC pela primeira vez no top 500 de ranking CWUR

A Universidade de Coimbra (UC) está, pela primeira vez, no top 500 das melhores instituições de ensino superior do mundo.

Região

Ciclista morre em colisão com automóvel em Cantanhede

Um homem de cerca de 40 anos morreu, ontem à tarde, numa colisão entre a bicicleta em que seguia e um carro, na localidade da Póvoa da Lomba, em Cantanhede.

Informação

Cerca de 350 pessoas dão vida ao desfile de Carnaval em Seixo da Beira

A Associação “Plano de Intervenção e Dinamização da Freguesia de Seixo da Beira” (PIDS) promove nos dias 10 e 11 de fevereiro a programação de Carnaval.

Região

Despiste de camião na A25 provoca um morto e vários feridos

Um camião embateu em veículos da concessionária Ascendi que se encontravam a fazer a manutenção das vias, acabando por provocar um morto e cinco feridos, um deles grave.

Cultura

Marchas Populares de Oliveira do Hospital à espera de serem “as melhores de sempre”

Está por aí mais uma edição das Marchas Populares de Oliveira do Hospital. A iniciativa acontece na noite do próximo sábado, dia 18 de junho, pelas 20h30,…

Região

Câmara de Lamego decreta três dias de luto municipal

A Câmara de Lamego anunciou hoje ter decretado três dias de luto municipal pela morte de seis pessoas em explosões que ocorreram ma terça-feira numa fábrica de pirotecnia, em Avões,

Última Hora

Bombeiros de Oliveira do Hospital cancelam desfile de fanfarras

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Oliveira do Hospital cancelou o 8º encontro e desfile de fanfarras agendado para sábado, 24 de junho.

Última Hora

Opinião: As intervenções e as ironias do “Prós e Contras” em Oliveira do Hospital

Num olhar para aquilo que foi o programa “Prós e Contras” da RTP1, realizado ontem à ontem, na BLC3,  Vítor Neves não hesita em dar “nota positiva” …

Informação

Estradas na Serra da Estrela encerradas devido à queda de neve

O acesso ao maciço central da Serra da Estrela está hoje de manhã encerrado devido à queda de neve e às condições meteorológicas adversas.

Informação

Coimbra: Homem identificado por maus tratos a animal de companhia

O Comando Territorial de Coimbra, através do Núcleo de Proteção Ambiental do Destacamento Territorial de Coimbra, no dia 7 de agosto, identificou um homem com 62 anos, pelo crime de

Informação

Desporto de fim de semana: Nogueirense, FCOH e AD Lagares da Beira empataram. Sampaense perde no Dragão Caixa

Campeonato de Portugal Prio – Jornada 8 – série D. O Nogueirense empatou com o Gafanha 0-0.