Delegações de Agricultores concentram-se na Assembleia da República para “reclamar políticas capazes”

Delegações de Agricultores concentram-se na Assembleia da República para “reclamar políticas capazes”

Um ano após o grande incêndio de 15 de outubro, a Associação Distrital dos Agricultores de Coimbra (ADACO) e a Confederação Nacional da Agricultura (CNA) consideram “lamentável” o processo de recuperação na região.

Em comunicado enviado à Rádio Boa Nova, os responsáveis afirmam que “as coisas não têm andado bem” e “quem sofre as consequências, são as populações, os lesados e o ambiente”.

Segundo a nota distribuída pela população oliveirense, consideram que “a realidade mostra que a recuperação que se exige está mais do que atrasada”, o que se traduz “num escândalo nacional”.

A ADACO e a CNA não se conformam pelo facto de o apoio aos agricultores ter sido reduzido. “Os produtores pecuários e os agricultores com várias culturas permanentes saem a perder bastante”, afirmam.

No comunicado é evidente a insatisfação perante o estado atual da floresta que, “na sua grande parte, permanece queimada”. “Está desvalorizada e a ser pasto de pragas e doenças que, agora, estão a dizimar o Pinhal que não ardeu no fogo”, referem, alertando para o facto de “eucaliptos e mimosas se alastrarem em força como árvores invasoras”. “ O Programa de Desenvolvimento Rural, PDR 2020, não tem correspondido às necessidades”, acrescentam.  A Para a ADACO e a CNA deve haver uma “a definição e aplicação urgentes de programas integrados de Prevenção de Incêndios Florestais / Rurais, Recuperação e Ordenamento da Floresta, de Controlo de Pragas e Doenças da Floresta”, sendo estes programas apoiados, técnica e financeiramente pelo Governo e definidos em colaboração com autarquias, organizações agroflorestais, proprietários e produtores florestais.

Para além da insatisfação perante o estado da agricultura, os responsáveis também se mostram preocupados com a recuperação das habitações destruídas pelo incêndio.

“A recuperação das habitações ardidas está muito atrasada e passa já um ano desde o grande fogo”, dizem, acusando o Ministério do Planeamento e das Infraestruturas e a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro responsáveis pelo “escandaloso atraso”.

Já no que diz respeito ao apoio às famílias das vítimas mortais e feridos graves, consideram que “não tem havido reclamações, o que se regista como positivo”.

Perante a incompreensão relativa à demora no processo de reconstrução da região após o flagelo, as Delegações de Agricultores têm uma concentração marcada para o dia 8 de novembro, pelas 15h30, à frente da Assembleia da República, em Lisboa.

Previous Sinistralidade: sete detenções, 642 infrações e 73 acidentes no distrito de Coimbra
Next Memorial de Homenagem às Vítimas pretende "recordar tragédia" que ficará "na memória coletiva de um povo que sofreu"

Artigos Relacionados

Região

Viseu: Incêndio em urbanização atinge quatro casas

Deflagrou, na tarde desta quinta-feira, um incêndio que atingiu quatro habitações no Bairro da Bela Vista, na freguesia de Silgueiros, em Viseu, sem registo de vítimas.

Região

António Costa lançou requalificação do IP3

O primeiro-ministro presidiu, esta manhã, ao lançamento da empreitada de requalificação do IP3  entre os nós de Penacova e Lagoa Azul, no distrito de Coimbra.

Região

Oito distritos sob aviso amarelo devido ao tempo quente

Oito distritos de Portugal continental vão estar na quarta e na quinta-feira sob aviso amarelo devido à previsão de tempo quente, …

Última Hora

Falta de médicos traz Bastonário a Oliveira do Hospital

O bastonário da Ordem dos Médicos, José Manuel Silva, desloca-se no próximo dia 11 de abril em visita oficial ao concelho de Oliveira do Hospital. A convite do presidente da

Cultura

Tábua promove integração de residentes estrangeiros em Encontro de Culturas

O Encontro de Culturas do Município de Tábua, que este ano se realiza nos dias 08, 09 e 10 de junho, pretende sensibilizar para “a existência de uma comunidade estrangeira”

Última Hora

Altice garante fibra ótica em 95 por cento do concelho de Oliveira do Hospital

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital garante a cobertura de fibra ótica em 95 por cento do concelho…

Informação

Secretária de Estado do Turismo visita Tábua para assinar contratos da Praia da Ronqueira e do Hotel de Tábua

A Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, desloca-se a Tábua, no próximo dia 21 de março, para a assinatura do projeto “Condições de acessibilidade à praia fluvial da

Região

Góis entre as Autarquias + Familiarmente Responsáveis

O Observatório das Autarquias + Familiarmente Responsáveis considera o município de Góis, pelo segundo ano consecutivo, como uma …

Última Hora

Altice inaugura novo contact center em Viseu

A Altice inaugura esta sexta-feira (22 de junho) o seu novo contact center em Viseu, uma estrutura que resulta de uma parceria com a Randstad e que irá criar cerca

Última Hora

Fogos de Soure e Vila Verde continuam a preocupar. Em Leiria, o fogo está dominado.

Os incêndios que lavram em Soure, distrito de Coimbra, e outro no concelho de Vila Verde, distrito de Braga, são os que mais preocupam a…

Região

Centenas de pessoas despediram-se, ontem, de Agostinho Almeida de Santos

Agostinho Almeida Santos, professor catedrático de Coimbra pioneiro da procriação medicamente assistida em Portugal, morreu no sábado, com 77 anos.

Destaque

Alexandrino garante que não queria ficar com tratores, mas é acusado de “incúria” pelo vereador do PSD

A polémica em torno da entrega dos 19 tratores oferecidos pela Cáritas a lesados pelo grande incêndio de 15 de outubro em Oliveira do Hospital marcou o início da reunião