Delegações de Agricultores concentram-se na Assembleia da República para “reclamar políticas capazes”

Delegações de Agricultores concentram-se na Assembleia da República para “reclamar políticas capazes”

image_pdfimage_print

Um ano após o grande incêndio de 15 de outubro, a Associação Distrital dos Agricultores de Coimbra (ADACO) e a Confederação Nacional da Agricultura (CNA) consideram “lamentável” o processo de recuperação na região.

Em comunicado enviado à Rádio Boa Nova, os responsáveis afirmam que “as coisas não têm andado bem” e “quem sofre as consequências, são as populações, os lesados e o ambiente”.

Segundo a nota distribuída pela população oliveirense, consideram que “a realidade mostra que a recuperação que se exige está mais do que atrasada”, o que se traduz “num escândalo nacional”.

A ADACO e a CNA não se conformam pelo facto de o apoio aos agricultores ter sido reduzido. “Os produtores pecuários e os agricultores com várias culturas permanentes saem a perder bastante”, afirmam.

No comunicado é evidente a insatisfação perante o estado atual da floresta que, “na sua grande parte, permanece queimada”. “Está desvalorizada e a ser pasto de pragas e doenças que, agora, estão a dizimar o Pinhal que não ardeu no fogo”, referem, alertando para o facto de “eucaliptos e mimosas se alastrarem em força como árvores invasoras”. “ O Programa de Desenvolvimento Rural, PDR 2020, não tem correspondido às necessidades”, acrescentam.  A Para a ADACO e a CNA deve haver uma “a definição e aplicação urgentes de programas integrados de Prevenção de Incêndios Florestais / Rurais, Recuperação e Ordenamento da Floresta, de Controlo de Pragas e Doenças da Floresta”, sendo estes programas apoiados, técnica e financeiramente pelo Governo e definidos em colaboração com autarquias, organizações agroflorestais, proprietários e produtores florestais.

Para além da insatisfação perante o estado da agricultura, os responsáveis também se mostram preocupados com a recuperação das habitações destruídas pelo incêndio.

“A recuperação das habitações ardidas está muito atrasada e passa já um ano desde o grande fogo”, dizem, acusando o Ministério do Planeamento e das Infraestruturas e a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro responsáveis pelo “escandaloso atraso”.

Já no que diz respeito ao apoio às famílias das vítimas mortais e feridos graves, consideram que “não tem havido reclamações, o que se regista como positivo”.

Perante a incompreensão relativa à demora no processo de reconstrução da região após o flagelo, as Delegações de Agricultores têm uma concentração marcada para o dia 8 de novembro, pelas 15h30, à frente da Assembleia da República, em Lisboa.

Previous Sinistralidade: sete detenções, 642 infrações e 73 acidentes no distrito de Coimbra
Next Memorial de Homenagem às Vítimas pretende "recordar tragédia" que ficará "na memória coletiva de um povo que sofreu"

Artigos Relacionados

Informação

Alexandrino diz que chegada da Volta do Futuro é “estratégia de marketing” e apela aos oliveirenses para que apoiem os jovens ciclistas

Na antecipação à chegada da 1ª Etapa da Volta a Portugal do Futuro- Liberty Seguros, esta tarde, pelas 15h44, na Avenida Dr. Carlos Campos, o presidente da…

Última Hora

Misericórdia de Galizes promove nova campanha “Criança Solidária”

A Santa Casa da Misericórdia de Galizes iniciou, no passado dia 30,  a 5ª edição da Campanha de Natal no âmbito do seu Projeto Criança Solidária. Até 21 de dezembro,

Informação

Biblioteca Municipal de Nelas promove “Oficina do Óscar”

A Biblioteca Municipal de Nelas acolhe, amanhã, 18 de maio, a “Oficina do Óscar”- Projeto P.A.I.S., com diversas atividades.

Destaque

Quinta de Jugais tornou-se acionista do Benfica

A Quinta de Jugais, empresa de retalho que comercializa cabazes de Natal, chás e doces, passou a deter mais de 2 por cento (2,004%) da SAD do Benfica, correspondente a 460.926

Última Hora

Câmara de Oliveira do Hospital oferece Fichas de Estudo a todos os alunos do 1º Ciclo de Ensino Básico

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital (CMOH) vai oferecer a todos os alunos do 1º Ciclo de Ensino Básico (CEB), no ano letivo 2017/2018, as fichas de apoio ao

Última Hora

Município de Góis acolhe projeto Aprender, Brincar, Crescer em Góis

A Câmara Municipal de Góis acolhe o projeto Aprender, Brincar, Crescer, associando-se à Fundação Bissaya Barreto, instituição responsável pela implementação de grupos lúdicos para crianças e suas famílias – os Grupos Aprender,

Última Hora

Oliveira do Hospital é o terceiro município do distrito de Coimbra com melhor desempenho financeiro

Oliveira do Hospital é o terceiro município do distrito de Coimbra com melhor desempenho financeiro, revelou em novembro a Ordem dos…

Informação

Centro Interpretativo de Arte Rupestre de Chãs d’Égua reabre no dia 1 de junho

O Centro Interpretativo de Arte Rupestre de Chãs d´ Égua, Piódão, reabre este Verão e vai funcionar nos primeiros sábados de cada mês,…

Região

Seia: Ludoteca Municipal promove Torneio de Xadrez

Longe dos ecrãs do computador e dos smartphones, a Ludoteca Municipal de Seia promove, no próximo dia 18 de fevereiro, mais um Torneio de Xadrez.

Sociedade

Britânicos votaram “sim” à retirada da UE. Cameron anunciou demissão

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, anunciou a intenção de se demitir em outubro, na sequência do referendo em que os britânicos decidiram pela saída do Reino Unido da União Europeia.

Região

Incêndios: Autarca de Arganil rejeita “medidas em cima da tragédia”

O presidente da Câmara de Arganil, Ricardo Alves, rejeita que novas medidas nas áreas da proteção civil e do ordenamento florestal sejam tomadas pelo Governo “em cima da tragédia”.

Informação

Páscoa com chuva, vento e queda de neve

O período da Páscoa vai ser marcado pela ocorrência de chuva, vento forte, queda de neve e temperaturas abaixo do valor normal para a época.