CDS-PP vai estar ausente da cerimónia do feriado municipal de Oliveira do Hospital

CDS-PP vai estar ausente da cerimónia do feriado municipal de Oliveira do Hospital

image_pdfimage_print

A Comissão Política concelhia do CPS-PP de Oliveira do Hospital informou, hoje, que o partido não se vai fazer representar na cerimónia comemorativa do feriado municipal,…

… no dia 7 de outubro, vincando assim a sua oposição à atribuição da medalha de Ouro à presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), Ana Abrunhosa.

Em comunicado, a concelhia do partido que é presidida por Nuno Alves, recorda a “posição de rejeição incondicional à atribuição do título” que foi demonstrada pelo deputado Rafael Dias em reunião da Assembleia Municipal, considerando que “tamanha ofensa à dignidade dos Oliveirenses não pode merecer outra resposta que não o boicote a tal ode à inoperância e incompetência”.

A estrutura concelhia do CDS-PP diz que é “do conhecimento público a mácula com que está marcado o processo de reconstrução anómalo liderado pela CCDRC dada a redundância grotesca dos seus resultados práticos: zero casas reconstruídas”. “Pautando-se pela exclusão das empresas de construção oliveirenses do processo que viram ser-lhes passado um autêntico atestado de incompetência, e que ainda ganham o epíteto de ignorantes pelo Presidente do Município, como se pode pois renascer se importamos serviços de empresas longínquas que agora acabam a sub-contratar os serviços das nossas empresas, ao invés de auxiliar os nossos empresários injetando dinheiro na economia local, criando postos de trabalho”, sustenta em comunicado.

Entende o CDS-PP que “se esperava” mais do presidente da Câmara, no sentido de reivindicar estas adjudicações para as nossas empresas, não podia ter aceitado menos, pois menos é lesar o interesse oliveirense”. “Não houve qualquer tipo de pressão pública, não houve nenhum processo reivindicativo, nem um simples comunicado escrito de condenação e discordância e, sobretudo, demarcação dos atos incompetentes perpetrados por esta CCDRC que tem zero casas reconstruídas a seu cargo no nosso concelho. Pelo contrário, parece haver uma cumplicidade imaculada entre o Sr. Presidente do Município e a Sra. Presidente daquela instituição que culminam, pasme-se, numa atribuição da medalha de ouro do nosso concelho à referida senhora”, defende em comunicado.

Conclui o CDS-PP que o presidente do Município “prefere a defesa do interesse do Partido Socialista, que é como quem diz da presidente da CCDRC, bem como do governo socialista em detrimento dos oliveirenses que o elegeram”.

No mesmo comunicado, o CDS-PP refere que “reconstrução total não é reabilitação ou requalificação, reconstrução total implica a destruição total de determinada habitação, tendo portanto valores sempre superiores a 25.000”. “Podemos portanto constatar que até data, e volvido quase um ano, não houve efetivamente qualquer tipo de obra concluída, ao contrário das 48 casas requalificadas apontadas pelo Sr. Presidente da Câmara, tendo inclusive publicamente reconhecido, que não há possibilidade de cumprimento do prazo de 31 de Dezembro de 2018 avançado pela CCDRC”, refere.

“Em coerência com os seus princípios, e em solidariedade com os ainda desalojados”, o CDS-PP entende que não pode estar presente em tão “despropositada homenagem”.

Previous Oliveira do Hospital comemora Feriado Municipal no dia 7 de outubro
Next Aveiro: Homem detido por “Card Sharing”

Artigos Relacionados

Última Hora

“A Escola e o Meio”na Rádio Boa Nova

Este sábado, dia 27 de abril, entre as 19h00 e as 20h00, é emitido o 23.º programa “A Escola e o Meio”, uma produção do Clube de Rádio do AEOH.

Informação

“Ontem foi o dia com maior número de incêndios” em Portugal este ano

A adjunta de operações da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), Patrícia Gaspar, fez esta manhã o rescaldo das operações que estão em curso…

Última Hora

Proteção Civil emite aviso devido ao aumento do perigo de incêndio

Na sequência da informação avançada, hoje, pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera, a partir de esta terça-feira e até ao próximo dia 17, para a generalidade do território

Região

Arganil: Eleito pela CDU queixa-se de vandalismo

O deputado da CDU na Assembleia Municipal de Arganil apresentou queixa contra desconhecidos, junto das autoridades policiais, denunciando o facto “de sua viatura ter sido alvo de actos…

Informação

Identificados quatro suspeitos de incêndio em Viseu

A GNR anunciou hoje ter identificado quatro pessoas em Lordosa, no concelho de Viseu, na sequência de incêndios florestais que terão sido originados…

Sociedade

AMMA fechou e atirou 200 trabalhadores para o desemprego em Arganil

A empresa de confeções AMMA, especializada em fatos para homem e que trabalhou com diversas marcas internacionais e teve a marca própria “Carlo Viscontti”,…

Informação

Amanhã, dia 12, é dia “Da Nossa Terra” no mercado de Oliveira do Hospital

No próximo sábado, 12 de novembro, realiza-se mais uma edição da Mostra de Produtos Biológicos e Agrícolas em Modo de Produção Tradicional de Oliveira do Hospital…

Última Hora

“A Escola e o Meio” na Rádio Boa Nova

Este sábado, dia de 19 de novembro, entre as 19h00 e as 20h00, é emitido o 7.º programa “A Escola e o Meio”, uma produção do Clube de Rádio do

Última Hora

Misericórdia de Galizes promove nova campanha “Criança Solidária”

A Santa Casa da Misericórdia de Galizes iniciou, no passado dia 30,  a 5ª edição da Campanha de Natal no âmbito do seu Projeto Criança Solidária. Até 21 de dezembro,

Informação

Secretário de Estado da Proteção Civil visita concelho de Seia

José Artur Neves, Secretário de Estado da Proteção Civil,  visita, na próxima sexta-feira, dia 1 de fevereiro, o concelho de Seia.

Última Hora

Embaixador da Holanda em Portugal visitou comunidade de cidadãos holandeses residentes em Oliveira do Hospital

O embaixador da Holanda em Portugal, Govert de Vroe, deslocou-se ao Município de Oliveira do Hospital para reunir com a comunidade…

Destaque

Incêndio em habitação em Gavinhos de Cima deixou único morador desalojado

Um homem, com 60 anos, ficou ontem à noite desalojado, na sequência de um incêndio na sua habitação, em Gavinhos de Cima, no concelho de Oliveira do Hospital.