CCDRC lança formulário para denúncias de eventuais fraudes na recuperação de casas

CCDRC lança formulário para denúncias de eventuais fraudes na recuperação de casas

image_pdfimage_print

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) lançou um formulário eletrónico para a submissão de denúncias de suspeitas de irregularidades…

… na recuperação de casas e empresas afetadas pelos fogos de outubro de 2017.

O formulário, disponível na página eletrónica daquela instituição, permite a comunicação à CCDRC de denúncias “sobre factos ou processos que não pareçam transparentes” na aplicação de fundos para a recuperação das áreas abrangidas pelos incêndios de outubro de 2017, na região Centro.

A CCDRC garante “total confidencialidade” no processo, sendo que o denunciante pode optar por total anonimato ou deixar informação como o nome, contacto telefónico, ‘e-mail’, morada ou número de contribuinte (se não optar pelo anonimato irá receber informação sobre a decisão da denúncia).

No formulário disponibilizado (http://denuncias.ccdrc.pt/Denuncia.aspx), o denunciante pode identificar a entidade visada, referir a área de intervenção (habitações e empresas nos incêndios de outubro), descrever os factos e aquilo que motivou a denúncia.

No processo, a pessoa pode ainda anexar documentos que comprovem os factos relatados na denúncia.

Este formulário surge na sequência das suspeitas de irregularidades na reconstrução de casas em Pedrógão Grande, reveladas pela revista Visão, numa reportagem onde se relatava que casas que não eram de habitação permanente estariam a receber apoios para serem recuperadas como se fossem de primeira habitação.

A presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, Ana Abrunhosa, enviou para o Ministério Público 21 processos para análise. Também o autarca de Pedrógão Grande já tinha referido que enviou para análise do MP um conjunto de processos, sem especificar quantos.

Na quarta-feira, a Polícia Judiciária realizou buscas na Câmara de Pedrógão Grande e na Casa da Cultura, onde esteve sediado o gabinete que analisava os processos sobre a reconstrução das casas.

O grande incêndio que deflagrou em 17 de junho de 2017, em Pedrógão Grande, e que se alastrou depois a concelhos vizinhos, provocou 66 mortos e 253 feridos, sete deles com gravidade, tendo destruído cerca de 500 casas, 261 das quais eram habitações permanentes, e 50 empresas.

lusa.pt

Previous Casimiro Santos alcança 2º lugar no Concurso Nacional de Pizzaiolos com pizza de requeijão e doce de abóbora
Next 13 detenções, 573 infrações e 69 acidentes no distrito de Coimbra

Artigos Relacionados

Última Hora

Mundial 2018: Portugal joga hoje frente a Marrocos

O jogo entre Portugal e Marrocos é o primeiro dos três jogos que se vão realizar esta quarta-feira. A partida tem início às 13h00, hora portuguesa, e é a contar

Vídeos

“Largo Encantado” anima quadra natalícia em Oliveira do Hospital (com vídeo)

Até dia 24 de dezembro, o “Largo Encantando” proporciona a “magia do Natal” às crianças e suas famílias na cidade de Oliveira do Hospital. A iniciativa é do município de

Informação

Exibição do documentário “Guia de Portugal – Oliveira do Hospital”

No âmbito das comemorações do Dia do Município de Oliveira do Hospital, vai ser hoje exibido o documentário…

Sociedade

Cerca de 350 pessoas dão vida ao desfile de Carnaval em Seixo da Beira

A Associação “Plano de Intervenção e Dinamização da Freguesia de Seixo da Beira” (PIDS) promove nos dias 10 e 11 de fevereiro a programação de Carnaval.

Programas

“A Escola e o Meio”na Rádio Boa Nova

Este sábado, dia 16 de fevereiro, entre as 19h00 e as 20h00, é emitido o 16.º programa “A Escola e o Meio”, uma produção do Clube de Rádio do AEOH.

Última Hora

Lagares da Beira volta a ter médico de família ao fim de dois anos à espera

A extensão de Saúde de Lagares da Beira, no concelho de Oliveira do Hospital, conta a partir de hoje, 2 de maio, com a presença e cuidados de médico de

Educação

Eptoliva  quer continuar a ser uma referência no ensino profissional

A Eptoliva, deu hoje as boas vindas aos 220 alunos que vão frequentar esta escola profissional em Oliveira do Hospital e no pólo de Tábua.

Destaque

Daniel Bulhões é o novo presidente da Associação de Estudantes da ESTGOH

Os novos órgãos sociais da Associação de Estudantes da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital (ESTGOH) tomaram posse ontem, dia 11 de abril, onde Daniel Bulhões

Cultura

“Oficinas Criativas das Férias da Páscoa” iniciaram no Dia Internacional das Florestas

Tiveram início na segunda-feira, 21 de março, as “Oficinas Criativas das Férias da Páscoa” promovidas pelas Bibliotecas Públicas Municipais e pelo Município de Oliveira do Hospital. No dia em que

Região

Idanha-a-Nova: Homem morreu após ser eletrocutado em acidente de trabalho

Um homem de 45 anos morreu, na manhã desta sexta-feira, após ter sido eletrocutado em plena via pública.

Última Hora

Rally Vila Medieval de Ourém vai para a estrada nos dias 16 e 17 de março

Foi numa sala repleta de jornalistas, pilotos, organizadores e entusiastas do desporto automóvel, que decorreu, na manhã de sábado, a apresentação oficial da edição de 2019, ….

Região

PJ da Guarda deteve jovem de 23 anos por suspeita de abuso sexual de crianças

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal da Guarda, deteve um homem “fortemente suspeito da prática continuada,…