Alvôco das Várzeas convida a mais uma edição de “Tradição e Transmissão” neste fim de semana

As tradições de Alvôco das Várzeas, no concelho de Oliveira do Hospital, vão estar em destaque, neste fim de semana, 14 e 15 de dezembro, …

… com a 9ª edição da iniciativa “Tradição e Transmissão”. Agostinho Marques, presidente da Junta de Freguesia, convida à participação no evento que “mostra às pessoas o que se fazia na freguesia e o que se vai fazendo”.

Convidado desta manhã, do programa “Outras Conversas” da Rádio Boa Nova, o autarca referiu que, desde a criação deste evento, se procurou dar um “cunho diferente”  com “as características próprias da nossas terra”.

O evento “Tradição e Transmissão” tem associada a marca das Aldeias de Montanha. “Há quatro ou cinco anos aderimos às Aldeias de Montanha e propusemos esta iniciativa e acolheram-nos bem e têm-nos incentivado”, contou esta manhã o autarca.

Às portas da 9ª edição, Agostinho Marques mostra-se satisfeito pelo bom envolvimento da população no evento, assim como dos grupos etnográficos. À semelhança de anos anteriores, o evento vai contar com os cantares da aldeia, a gastronomia, com destaque para os torresmos, o arroz doce, e outros petiscos.

“Felizmente temos tido muita gente”, referiu Agostinho Marques, lembrando que no ano passado contaram com a visita da ministra da Cultura.

Também responsável pela organização, Luís Antero, explicou esta manhã na Rádio Boa Nova o nome do evento: “tem esse nome, porque a tradição se transmite”. Explicou que o evento conta com a participação desde jovens a idosos. “Tendo nós uma dinâmica cultural interessante é importante juntar todos os agentes neste evento e transmitir as nossas tradições que vão desde a gastronomia, à memória coletiva, até ao cancioneiro”, afirmou ainda Luís Antero que destaca o envolvimento das crianças do Jardim de Infância de Alvôco das Várzeas no evento, assim como o conjunto de todas as iniciativas previstas.

Notícia relacionada >>>




Calendário desportivo do fim-de-semana

O Futebol Clube de Oliveira do Hospital (FCOH) joga, este domingo, frente ao Caldas SC.

O jogo da 14ª jornada da Série C do Campeonato Nacional acontece no domingo, dia 15 de dezembro, pelas 15h00, nas Caldas da Rainha.

Na 11ª jornada da Divisão de Honra da Associação de Futebol de Coimbra, a Associação Desportiva de Lagares da Beira recebe, em casa, o Naval 1893. Já a Associação Desportiva Nogueirense desloca-se à Pampilhosa da Serra para defrontar o Pampilhosense. Ambos os jogos têm início às 15h00 de domingo, dia 15 de dezembro.

Na modalidade de hóquei em patins, o FCOH desloca-se ao Arquipélago dos Açores, à ilha da Ponta Delgada, para jogar frente ao Marítimo SC. O jogo da 9ª jornada tem início às 12h00 de domingo, dia 15.

Em basquetebol, o Sampaense Basket disputa a 11ª jornada da Proliga frente ao Ginásio Figueirense. A partida acontece na Figueira da Foz, no sábado, dia 14, pelas 16h30.




“A Escola e o Meio” na Rádio Boa Nova

Este sábado, dia 14 de dezembro, entre as 19h00 e as 20h00, é emitido o 5.º e programa “A Escola e o Meio”, uma produção do Clube de Rádio do AEOH.

 Dele destacamos a entrevista ao Presidente da Comissão de Crianças e Jovens, o Dr. José Francisco Rolo, conduzida por três alunos do 8.ºC, a Mafalda Correia, a Daniela Guímaro e o Tiago Figueiredo, no âmbito da disciplina de Cidadania e Desenvolvimento, sob coordenação da professora Lúcia Torgal. O mote para a entrevista foi a o tema  “A igualdade de género”e as questões abordaram temas sensíveis e recorrentes da nossa sociedade, como a violência doméstica e no namoro e a desigualdade de género, que, apesar do paradigma estar em mutação, ainda se verifica.

Nas “Notícias do nosso Mundo”, a Maria Pedro reporta mais uma trágica notícia, vinda da Índia, uma mulher, vítima de violação,  foi morta quando estava a caminho do tribunal para depor contra os suspeitos do crime. Aliás, a  violação é recorrente na Índia, em 2018, este país foi considerada o mais perigoso do mundo para as mulheres.

No âmbito da política europeia, a Bárbara Coquim faz uma análise à visita da chanceler alemã, Angela Merkel, ao campo de concentração e extermínio de Auschwitz-Birkenau num sinal de reconciliação com os judeus e o estado de Israel. Um gesto importante, numa altura em que na Europa grassa a extrema-direita, o ódio, o racismo e a xenofobia.

Em “Consciência Ecológica/Preservação do Ambiente”, a Francisca Rodrigues alerta que o consumismo desenfreado é um dos motores do aquecimento global. Sugere, por isso, que neste Natal siga a proposta da plataforma Tree-Nation. A partir de 1€, pode oferecer a plantação de uma árvore à escolha, entre 300 espécies, entre 70 projetos de florestação, desde a Índia ao Brasil.

Em “Nós e os Animais”, a Inês Brás  dá conselhos úteis a quem tem gatos como animais de estimação.

A sugestão de leitura da Matilde Gouveia é a sempre atual obra da Literatura Portuguesa “A Queda dum Anjo”,  de Camilo Castelo Branco.

A sugestão cinematográfica, do Eduardo Adro, é um filme de animação para os mais pequenos, já a cheirar a Natal, “Frozen 2 – O Reino do Gelo”, em exibição nos cinemas.

A sugestão de visita da Mafalda Correia, já em ambiente natalício,  é a Vila de Cascais onde está a decorrer o palco do Natal mágico, na quarta edição do Cascais Christmas Village.

O André Silva, na rubrica “Pensar mata”, num misto de reflexão filosófica e de cultura popular,

analisa o ditado  “velhos são os trapos!”,  já dizia Gandhi: A alegria está na luta, na tentativa, no sofrimento envolvido e não na vitória propriamente dita. Transforme as barreiras da sua vida em força para se tornar feliz.

Ouça este programa, com a boa sugestão musical do João Oliveira, edição e montagem de Estevão Abreu e de José Fonseca, em 100.2 FM ou através da emissão online disponível em

http://www.abss.pt/streaming/boanova/digitalrm_boanova.html




Câmara de Seia e juntas de freguesia distribuem cabazes de Natal a famílias carenciadas

Para que todos possam viver a época natalícia de forma mais condigna, a Câmara Municipal de Seia, em conjunto com a grande maioria das juntas de freguesia, oferece, como vem sendo hábito nesta altura do ano,…

…cabazes com bens alimentares a quem apresenta maiores dificuldades económicas e sociais.

Em nota enviada à Rádio Boa Nova, a autarquia adianta que a ação solidária este ano abrange 218 famílias em situação de carência, que foram previamente sinalizadas por equipas técnicas, em parceria com as juntas de freguesia.

Os cabazes de natal, que começaram a ser distribuídos esta segunda-feira, são compostos por bacalhau, bolo-rei, azeite, óleo, açúcar, farinha, conservas e enlatados, leite e alguns doces, produtos adquiridos nos supermercados locais.

Enquadrada nas políticas complementares e efetivas de apoio social, esta medida representa um investimento de 6.861.00€ e pretende, sobretudo, contribuir para que aqueles que mais precisam possam viver esta época festiva mais felizes, proporcionando uma ceia de Natal mais condigna e reconfortante, nas melhores condições possíveis.

Natal é sempre tempo de alegria, de paz e de confraternização. Assim, paralelamente à distribuição de cabazes e à semelhança das ações promovidas em anos anteriores, a Entrelaços – rede de lojas e cantinas sociais concelhias – organiza um convívio de Natal para famílias numerosas e monoparentais.

O convívio vai ter lugar no dia 15 de dezembro, pelas 14h, na Casa Municipal da Cultura, reunindo 50 famílias numerosas e monoparentais, num total de cerca de 100 pessoas. O momento de confraternização anual entre famílias apoiadas pela rede de lojas e cantinas sociais concelhias comporta uma festa de Natal, com distribuição de prendas para crianças, com idades até aos 12 anos, e um lanche convívio. A ação tem como objetivo proporcionar um momento diferente na vida destas famílias, funcionando também numa lógica de apoio, à semelhança da ajuda em bens materiais que, ao longo do ano, a rede de lojas sociais e cantinas sociais disponibiliza. Trata-se de um evento suportado em contributos voluntários de algumas entidades, particulares e empresas locais, diluindo assim os custos de organização.




Município de Arganil lança concurso público para ampliação da zona industrial da Relvinha

A Câmara Municipal de Arganil deu mais um importante passo para modernização e requalificação do parque industrial da Relvinha, no Sarzedo, ao proceder à abertura do concurso público para a concretização da ampliação da Zona Oeste.

Segundo nota enviada à Rádio Boa Nova, o concurso, lançado no dia 20 de novembro, tem um preço base de 3.596.842,33 euros e um prazo de execução de 360 dias (cerca de um ano), podendo as propostas ser apresentadas até 20 de dezembro.

Em causa está a criação de mais de duas dezenas de lotes empresariais, com dimensões a variar entre os 6.500 e os 37.500 metros quadrados. Esta ampliação do Polo Oeste, que representa um investimento superior a 3,5 Milhões de euros, financiado pelo FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Europeu, vai incidir sobre uma área de aproximadamente 600 mil metros quadrados.

A expansão desta zona de atividade económica, que tem como principal objetivo acolher novos investimentos, vem permitir a criação de melhores condições de ordenamento, de organização e de gestão do território e, contribuirá para o desenvolvimento de um modelo de ocupação territorial mais equilibrado, mais estruturado e mais apto do ponto de vista urbanístico e ambiental.

Luís Paulo Costa, presidente da Câmara, justifica a importância do investimento com o impacto que terá na dinamização do tecido empresarial local e no consequente desenvolvimento económico do concelho. “Trata-se de uma aposta com bastante tempo de maturação e que tem alimentado a ambição de um desenvolvimento municipal sustentado”, frisa o autarca, afirmando que “a ampliação do parque empresarial vem promover e fortalecer a capacidade de atração e fixação de investimentos, capazes de criar mais e melhor emprego e, assim, contribuir para níveis de qualidade de vida e de coesão social mais consolidados e qualificados”.

A modernização, estruturação e ampliação dos espaços vocacionados para a instalação de empresas (e também dos espaços existentes) tem vindo a ser um dos objetivos centrais das políticas de desenvolvimento municipal. Sobretudo porque a atual zona industrial da Relvinha se encontra lotada e, realça Luís Paulo Costa, “não se pode estar em pior posição do que ter de dizer que não a eventuais empresas que se queiram instalar no nosso território, por falta de espaço e condições; seria estar a fechar portas ao investimento e ao desenvolvimento económico local”.

Nos últimos dois anos, o processo de expansão exigiu um longo e necessário trabalho burocrático, estando agora a entrar na fase da infraestruturação. “Diria que dentro de um ano teremos condições para dizer aos investidores que podem começar a construir”, avança o autarca eleito pelo PSD. A pretensão do executivo camarário passa por atrair e facilitar a instalação de empresas, procurando sectores de mão-de-obra qualificada que permita fixar os jovens do concelho, mas também atrair jovens de outros municípios.

Encontrando-se Arganil num território com densidade populacional reduzida, muito do trabalho e do empenho da autarquia vai no sentido de tornar o concelho mais apelativo, apresentando respostas aos cidadãos. “Temos feito o que está ao nosso alcance para afirmar a atratividade do território, criando condições para que as pessoas se fixem e usufruam da melhor qualidade de vida possível no concelho”, salienta o presidente da Câmara, aludindo ao pacote de benefícios fiscais previstos pela autarquia que beneficiam munícipes (taxa mínima de IMI e devolução dos 5% de IRS aos cidadãos) e empresas (derrama de 0% sobre o lucro das empresas).

Para reforçar o papel de Arganil no contexto regional, não só como espaço habitacional qualificado mas também, e sobretudo, no que diz respeito à oferta de espaços de atividade económica estruturados e qualificados, a autarquia conta com a privilegiada localização geográfica do parque empresarial da Relvinha, que se apresenta já como o principal motor de desenvolvimento económico do município. “A proximidade e a relação funcional existente e evidente entre o Parque Industrial da Relvinha e a vila de Arganil, bem como a presença da

EN342-4 e a proximidade ao nó do IC6, constituem fatores de atração que fundamentam e evidenciam o caráter estratégico da localização deste espaço de atividades económicas”.

O projeto de ampliação das infraestruturas da zona industrial da relvinha, que deverá ficar terminado em 2021, prevê a construção de um sistema integrado de drenagem de águas pluviais; a criação de 23 lotes e instalação de rede de infraestruturas, tais como redes de abastecimento de água, rede de saneamento, energia elétrica, rede para alimentação de gás e telecomunicações; a construção da rede viária; a instalação de sinalização e tratamento paisagístico.




Saúde: Alexandrino rejeita que acordo com a FAAD seja “famigerado”. “Abençoado acordo”, contrapõe

O presidente do Município de Oliveira do Hospital considerou ontem “lamentável” que Maria Emília Moreira, elemento do PSD…

… que substitui o vereador do PSD João Paulo Albuquerque no executivo municipal tenha considerado o acordo estabelecido entre o ministério da saúde e o Hospital da Fundação Aurélio Amaro Diniz (FAAD) como um “famigerado acordo”.

Maria Emília Moreira expôs na reunião do executivo o caso do jovem de Lagares da Beira que demorou três horas a ser socorrido, referindo que esta situação existe desde que foi assinado o famigerado acordo feito antes das eleições com o Ministério da saúde com a FAAD e com “a aceitação e apadrinhamento do senhor presidente”. Questionou o autarca sobre quando é que Oliveira do Hospital vai ter um atendimento permanente, considerando que “os investimentos que o município possa fazer “não servem de nada se as estruturas de apoio às pessoas não funcionam, como é caso da saúde”.

José Carlos Alexandrino disse estar “absolutamente solidário” com a família do jovem de Lagares da Beira, considerando a situação ocorrida como “inqualificável”. Porém, o autarca considerou lamentável que Maria Emília Moreira se tenha referido ao acordo feito pelo Ministério da Saúde e a FAAD como “famigerado”. “Nunca concordo que seja um famigerado acordo. Antes um abençoado acordo. Para quem antes não tinha nada. Devíamos ter mais. Concordo consigo”, reagiu, o presidente da Câmara que, momentos antes tinha referido que “os vereadores do PSD” olham para si e pensam que é o “Ministro da Saúde”.

Alexandrino recuou ao tempo do governo PSD- CDS para lembrar que, nessa altura Oliveira do Hospital teve “16 mil pessoas sem médico de família”. “Hoje Oliveira do Hospital tem 13 médicos no quadro”, comparou o autarca, lembrando que não foi o próprio que encerrou o SAP e que “quem o fechou deve assumir as suas responsabilidades: têm nome, foram os médicos”. “Hoje só temos que agradecer à FAAD”, entende o autarca oliveirense, verificando ainda que se fosse Ministro da Saúde, como por vezes é visto “já cá tinha um serviço de urgências”. “Mas, infelizmente não tenho essas funções”, concluiu.




DGS estima pico da gripe na última semana do ano e primeira de 2020

O pico da gripe vai ser atingido entre a última semana deste ano e a primeira de 2020, estima a Direção-Geral da Saúde (DGS), que indica que a atividade gripal está com “tendência crescente”.

Apesar de a gripe estar ainda baixa a moderada, apresenta uma tendência crescente, à semelhança do que acontece em toda a região europeia.

“Estima-se que o pico seja atingido entre a última semana do ano e a primeira semana de 2020”, refere a DGS num comunicado hoje divulgado.

Na quarta-feira, a Associação Nacional de Farmácias (ANF) apontou que o pico da gripe iria ocorrer entre o Natal e a segunda semana do ano novo, uma estimativa feita com base na dispensa de medicamentos e produtos de saúde para infeções respiratórias.

Segundo a DGS, a evolução da atividade gripal não é uniforme em todo o país, mas tem sempre “repercussões na procura de cuidados de saúde”. Em termos nacionais, os hospitais registaram na última semana (entre 2 e 8 de dezembro) cerca de 110 mil episódios de urgência, sendo que 02% foram casos de síndrome gripal. Nos centros de saúde, o número de consulta por síndrome gripal está também a crescer, sobretudo nas regiões norte e centro.

Até agora, o Instituto Nacional de Saúde (INSA) detetou a circulação de vírus da gripe dos tipos A e B, em que predomina o B e de uma determinada linhagem.

A DGS indica que esses vírus estão contemplados na vacina da gripe que está a ser dada no SNS. Os serviços públicos de saúde tiveram este ano disponíveis 1,4 milhões de doses de vacina da gripe para dar gratuitamente à população alvo da vacina, como idosos e institucionalizados.

As autoridades da saúde recomendam a vacinação contra a gripe, sobretudo em pessoas a partir dos 60 anos e em doentes crónicos e vulneráveis.É ainda deixado o apelo para que, em caso de doença ou síndrome gripal, não se acorra para a urgência, devendo ligar-se antes para o centro de contacto SNS 24 24 24.




Mostra “Da Nossa Terra – Especial Natal” em Oliveira do Hospital

Neste mês de dezembro, a Mostra de Produtos Biológicos e Agrícolas em Modo de Produção Tradicional de Oliveira do Hospital – Da Nossa Terra tem uma edição Especial Natal, para oferecer os melhores produtos desta quadra natalícia.

Promovida pelo Município de Oliveira do Hospital e pela ADI – Agência para o Desenvolvimento Integrado de Tábua e Oliveira do Hospital, a Mostra estará de portas abertas este sábado, dia 14 de dezembro, entre as 9H00 e as 13H00 no Mercado Municipal.

Mantendo a autenticidade, o sabor e a frescura dos produtos que ocupam as bancas do mercado, a mostra Da Nossa Terra – Especial Natal conta, igualmente, com a doçaria natalícia e “produtos especiais” desta quadra festiva. Aos saborosos produtos junta-se a simpatia dos produtores do concelho e região.

Com nove anos de realização contínua, a Mostra de Produtos Biológicos e Agrícolas em Modo de Produção Tradicional é um evento marca em Oliveira do Hospital que atingiu o estatuto de excelência e se realiza no segundo sábado de cada mês.

“Da Nossa Terra”, que se realiza no segundo sábado de cada mês, é uma mostra procurada por diferentes segmentos de consumidores que procuram os produtos frescos e de qualidade, vindos diretamente das hortas e produções artesanais dos produtores locais e da região.

Ao longo do ano, as bancas do mercado enchem-se com a diversidade dos produtos da época, com particular enfoque nos hortícolas e frutícolas, ingredientes base para uma alimentação saudável, a que se junta o azeite biológico, o queijo e enchidos, as compotas e o mel, os licores, a pera passa e frutos secos, ou o pão e biscoitos, entre tantos outros.

Pioneira na região, o mercado Da Nossa Terra representa, há nove anos, um apoio à pequena economia agrícola de cariz familiar, bem como um incentivo ao desenvolvimento desta atividade, associando-se a diferentes efemérides, sendo que ostenta o selo de “Mercado de Montanha”.

No 2.º sábado de cada mês, o evento conjuga assim da melhor forma a componente de valorização dos produtos locais aliada à componente comercial e de sensibilização para a preservação dos estilos de vida tradicionais e hábitos de alimentação saudáveis.

O mercado Da Nossa Terra – Especial Natal” está integrado nas atividades de dinamização do Comércio Local de Oliveira do Hospital, que decorrem até ao dia 6 de janeiro, estando já a decorrer a iniciativa dos Vales de Natal e na próxima semana começará a animação de rua, o comboio de natal e a Tenda do Pai Natal.




Eptoliva vence prémio “Melhor Fotografia” no concurso Jovem Revelação do Turismo 2019

A EPTOLIVA – Escola Profissional de Oliveira do Hospital, Tábua e Arganil conquistou o Prémio – Melhor Fotografia – no Concurso Jovem Revelação do Turismo 2019, que decorreu em Santarém.

Promovido pelo ISLA – Instituto Superior de Gestão e Administração, este concurso que pretende criar uma oportunidade para os jovens estudantes de turismo se revelarem neste setor, contribuindo para a continuidade da qualificação no ensino e formação do turismo, objetiva ainda, valorizar os estudantes do ensino profissional e superior de Turismo, a nível nacional, reconhecendo desta forma os jovens talentos do turismo.

“E por isso, as equipas AKITURISMO e TUR-PRO-OH protagonizadas por sete jovens dos cursos de Turismo da EPTOLIVA, deslocaram-se a Santarém, para mostrar as suas habilidades turísticas nos vários tipos de provas com diferentes níveis, que pretenderam promover o espírito de equipa, a interação e a competição entre os alunos, cabendo à equipa “AKITURISMO” constituída por Inês Figueiredo, Daniel Duarte e Diogo Fernandes, a inspiração para realizar a melhor fotografia desta competição nacional”, refere a Eptoliva em comunicado enviado à ádio Boa Nova Nova.

Este é mais um prémio que “honra a EPTOLIVA, sendo demonstrativo da abrangência e qualidade dos projetos que são realizados na Escola, conseguindo obter reconhecimentos e prémios, em áreas de formação distintas, para além do Empreendedorismo, Ciência e Tecnologia”. “É um sinal claro de que a EPTOLIVA é hoje uma Escola que forma alunos com reconhecida qualidade em todas as suas áreas formativas profissionais, contribuindo assim para a afirmação da EPTOLIVA como uma “Escola Vencedora” em várias áreas”.




Restaurantes e bares de Oliveira do Hospital com horário alargado no Natal e Ano Novo

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital (CMOH) deliberou conceder um alargamento do horário de funcionamento, …

… nesta quadra festiva de Natal e Ano Novo, aos estabelecimentos de restauração e bebidas que se encontram instalados no município.

“A título excecional, estes estabelecimentos passam a ter autorização de encerramento alargado até às 3h00, entre 21 e 25 de dezembro e também de 28 a 31 deste mês. No primeiro dia de janeiro de 2020, o horário será alargado até às 4h00”, refere a autarquia em nota enviada à Rádio Boa Nova.

Com esta decisão, a o Município oliveirense “pretende estimular um importante setor da economia local que, nesta altura do ano, regista uma grande afluência de visitantes, assegurando um ambiente de lazer e diversão aos munícipes e às muitas pessoas que se deslocam a Oliveira do Hospital para celebrar esta quadra festiva”.

“A Câmara Municipal apela aos clientes deste tipo de estabelecimentos para que seja sempre respeitado o direito à tranquilidade e o repouso dos cidadãos residentes”, concluiu.




OHá+Saúde: Oliveira do Hospital vai comparticipar medicamentos a pessoas com carência económica

O Município de Oliveira do Hospital vai proceder, a partir do dia 1 de janeiro de 2020, à comparticipação de medicamentos a pessoas que se encontrem “em situação de carência económica”, com a implementação do programa OHá+Saúde.

O protocolo para a adesão ao programa ABEM – Rede Solidária do Medicamento, foi assinado esta manhã, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, entre a Associação Dignitude (Instituição Particular de Solidariedade Social sem fins lucrativos) e o Município oliveirense.

Na ocasião, José Carlos Alexandrino, presidente da autarquia de Oliveira do Hospital, afirmou que o objetivo do programa “é claro”. “É garantir o acesso ao medicamento a qualquer munícipe de Oliveira do Hospital que se encontre numa situação de carência económica, que o impossibilite de adquirir medicamentos que lhes sejam prescritos pela receita médica”, explicou. O autarca deu o exemplo de “pessoas com uma reforma de miséria que, muitas vezes, têm de fazer um esforço financeiro enorme”.

Sobre o procedimento do programa, Augusto Meneses, presidente da Delegação do Centro da Associação Nacional das Farmácias (ANF) e representante da Associação Dignitude, afirmou que “pela primeira vez na história, dois setores que nem sempre estão alinhados, a saúde e o setor social, uniram as mãos”.

Segundo o responsável, o programa “quer-se solidário, agregador, anónimo e nacional”. Nacional porque, tal como justificou, permite que um beneficiário tenha acesso ao medicamento seja na sua localidade, seja noutro local do país”.

“Os custos são totalmente suportados pelos promotores iniciais, sobretudo a ANF e Abifarma (Associação Brasileira de Indústrias Farmacêuticas). Cada euro que é colocado no fundo do ABEM é usado na comparticipação dos medicamentos”, explicou.

De acordo com Augusto Meneses, a aquisição dos medicamentos é feita “através de um cartão com o qual o utente se dirige à farmácia, num total anonimato”.

Perante os presentes na celebração deste protocolo, entre os quais gerentes das farmácias do concelho e presidentes de junta, o presidente da Delegação do Centro da Associação Nacional das Farmácias adiantou alguns dados reveladores acerca do programa que foi implementado em maio de 2016. Segundo o responsável, “nestes três anos e meio, o programa está representado em todos os distritos de Portugal continental e nas duas regiões autónomas”. “Estão envolvidos 136 concelhos, 151 entidades referenciadas, já fazem parte desta rede 746 farmácias, até ao momento 11 804 pessoas foram beneficiárias do programa e já foram dispensadas cerca de 400 mil embalagens, o que representa comparticipações acima de um milhão de euros”, concluiu.




Aveiro: PJ deteve suspeito do crime de pornografia de menores agravado

A Polícia Judiciária (PJ), através do Departamento de Investigação Criminal de Aveiro, identificou e deteve um programador informático, com 28 anos de idade, fortemente indiciado pela prática do crime de pornografia de menores agravado,…

…consubstanciado na obtenção e divulgação, através de redes de partilha na Internet, de ficheiros multimédia (vídeo e imagem) retratando, ou em que são intervenientes ativos, crianças em práticas sexuais explícitas com adultos.

Em comunicado enviado à Rádio Boa Nova, a PJ adianta que a investigação surgiu no âmbito do combate internacional à pornografia infantil em articulação com autoridades estrangeiras.

Na sequência de busca domiciliária realizada na residência do suspeito, situada numa das freguesias da periferia sul da cidade de Águeda, foram apreendidos milhares de ficheiros daquela natureza, muitos deles de conteúdo violento, considerando quer os atos reproduzidos, quer a tenra idade das vítimas, bem como os equipamentos informáticos usados na prática criminosa descrita.

Os indícios até ao momento recolhidos pela investigação permitem concluir que o suspeito se tem dedicado ativamente à importação e distribuição de vídeos e de imagens de cariz pornográfico, através de redes de partilha de pornografia infantil.

modus operandi do suspeito denota evidente grau de sofisticação, fruto dos conhecimentos avançados de informática, adquiridos no âmbito da sua formação académica de investigação, nomeadamente realizando com regularidade a formatação dos equipamentos, por forma a apagar o rasto digital da sua atividade delituosa.

O detido foi presente às Autoridades Judiciárias competentes para interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicadas as medidas de coação de apresentações diárias no posto policial da área de residência, proibição de usar equipamentos informáticos ou com acesso à Internet e obrigação de se sujeitar a tratamento psiquiátrico, em instituição adequada.




Eptoliva: Sílvio Pinto, novo presidente da Associação de Estudantes quer “fazer mais e melhor”

Sílvio Pinto, aluno do segundo ano de Mecatrónica, tomou ontem posse na presidência da Associação de Estudantes (AE)…

… da Escola Profissional Eptoliva. Com a equipa que o acompanha, o jovem garante que “a vontade de fazer mais e melhor fala mais alto”.

A liderara lista M, Sílvio Pinto venceu as eleições para a Associação de Estudantes da Eptoliva. Adriana Almeida, liderava a Lista C, que reuniu o menor número de votos.

Ontem, dia 11, Sílvio Pinto e os restantes elementos eleitos tomaram posse numa cerimónia realizada na Biblioteca da Escola sede, em Oliveira do Hospital. O jovem, com 18 anos, agradeceu a todos os membros que “embarcaram nesta aventura e aos que confiaram” no seu projeto, bem como à lista adversária e à direcção da escola. “Iremos trazer o melhor de nós. Com isso, a persistência, a garra, a coragem, a atitude e a vontade de fazer mais e melhor fala mais alto. Contaremos com a ajuda de todos”, afirmou o novo dirigente associativo.


A dar posse à nova Associação de Estudantes, Daniel Costa, diretor da Eptoliva lembrou que o objetivo da AE é “trabalhar”, notando de igual modo, a “autonomia” que tem para a realização de atividades, mas “sempre em consonância com a direção da escola”. O responsável pela escola profissional deu ainda conta da disponibilidade da direção em apoiar a Associação de Estudantes a nível logístico e apoio financeiro que seja necessário para algumas atividades. “O que queremos é que vocês colaborem para que escola mantenha o sucesso que vem tendo até hoje”, disse, lembrando que a Eptoliva é hoje uma “escola vencedora. Vocês estão numa das melhores escolas do país”. “Sílvio tens esta responsabilidade acrescida e vais ser um exemplo a seguir”, afirmou Daniel Costa.

Presente na sessão, Graça Silva, vereadora da Educação, destacou o facto de o novo presidente da AE ter uma “responsabilidade acrescida” porque “vai ter também que ouvir os alunos de Tábua”, já que a Eptoliva é uma escola “especial” que representa duas Câmaras Municipais. Enquanto vereadora, Graça Silva disse ficar expectante para que a nova Associação de Estudantes possa ajudar na política da educação e da juventude. “Contamos convosco para que possamos fazer o melhor para o desenvolvimento dos nossos concelhos, Tábua e Oliveira do Hospital”.


Nuno Ribeiro, vereador do Desporto e da Juventude do Município oliveirense, desejou “um bom mandato”, até para os alunos perceberem a importância do associativismo. “A partir deste momento têm responsabilidades acrescidas. A partir de agora vão trabalhar pelo bem comum. Vão ter a responsabilidade de representar os alunos desta escola que não é uma escola qualquer”.




Agitação marítima coloca seis distritos sob aviso laranja

Seis distritos do continente estão hoje sob aviso laranja devido à previsão de agitação marítima forte, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra e Leiria estão a partir das 15:00 de hoje e até às 15:00 de sexta-feira sob aviso laranja por causa da agitação marítima, prevendo-se ondas de noroeste com 5 a 5,5 metros de altura significativa, podendo atingir 8/9 metros de altura máxima.

Por causa da agitação marítima, o IPMA colocou também os distritos de Lisboa, Setúbal sob aviso amarelo entre as 09:00 de hoje e as 03:00 de sábado, prevendo-se ondas de noroeste com 4 a 4,5 metros.

O IPMA pôs igualmente os distritos de Viseu, Porto, Vila Real, Viana do Castelo, Aveiro, Coimbra e Braga sob aviso amarelo devido à previsão de períodos de chuva por vezes forte e persistente entre as 09:00 e as 21:00 de hoje.

Os distritos de Castelo Branco e da Guarda estão também sob aviso amarelo mas por causa da queda de neve acima dos 1.400 metros até às 12:00 de hoje.

O aviso laranja indica uma situação meteorológica de risco moderado a elevado e o aviso amarelo é emitido quando as condições meteorológicas representam um “risco para determinadas atividades”.

Hoje, no concelho de Oliveira do Hospital são esperados períodos de chuva. Formação de gelo ou geada em alguns locais. As temperaturas variam entre 6 graus de mínima e 12 graus de máxima.




Região: Mulher morreu em incêndio numa habitação

Uma mulher de 94 anos morreu, ontem à tarde, na freguesia de Salvador, Penamacor, na sequência de um incêndio que consumiu parcialmente a habitação onde residia.

Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Castelo Branco, o incêndio ocorreu apenas numa divisão da habitação, parte da sala, desconhecendo-se as causas que estiveram na sua origem.O alerta foi dado às 14h10.

No local, estiveram os bombeiros de Penamacor, com três veículos e oito operacionais, uma viatura da GNR com dois militares e a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) de Castelo Branco.




Festa de Natal junta seniores em Penacova

O Auditório da Biblioteca Municipal de Penacova foi palco da tradicional Festa de Natal Sénior, uma iniciativa que se inseriu…

… no âmbito do Plano de Ação da Rede Social de Penacova, para o ano de 2019, e teve lugar em parceria com os Serviços de Cultura do Município. Aberta a todos os seniores do concelho, a iniciativa contou, igualmente, com a presença de cerca de 120 munícipes, utentes das Instituições de Solidariedade Social locais.

“Selva com Elas” foi a comédia musical, protagonizada pelas atrizes Paula Marcelo e Marisa Carvalho, a que todos tiveram oportunidade de assistir, numa tarde marcada por muitas gargalhadas originadas pela história de duas amigas que num Safari, se cruzam com personagens inesperadas. As inusitadas personagens, o retrato dos costumes e sotaques tradicionais, bem como a banda sonora constituída exclusivamente de música tradicional portuguesa deram o mote para que a interação entre o público e as atrizes crescesse ao longo do espetáculo e se mantivesse, após o mesmo, num lanche que se pautou pelos tradicionais sabores natalícios.

A assistir ao evento, Sandra Ralha, vereadora da Ação Social, teve oportunidade de se dirigir aos presentes afirmando “o prazer poder partilhar estes momentos de alegria. Partilharemos, certamente, outros momentos como este, no próximo ano, já que é uma intenção deste Executivo manter e melhorar as atividades que, em conjunto com as diversas instituições do concelho, nomeadamente IPSS’s e Juntas ou Uniões de Freguesia, vos têm como público alvo. Estou certa de que este, foi um momento especial e desejo a todos Vós que, o ano de 2020, seja pleno de saúde”.




Região: Despiste causou seis feridos, um em estado grave

Seis homens ficaram feridos, esta quarta-feira, no despiste do veículo ligeiro de passageiros em que seguiam, na localidade de Vale do Horto,…

… confirmou o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Leiria.

Segundo a mesma fonte, uma das vítimas ficou em estado grave”. Explicou que “a carrinha despistou-se e embateu numa árvore”.

As vítimas são todas do sexo masculino, com idades entre 35 e 50 anos, e foram transportadas para o serviço de urgências do Hospital Distrital de Santo André, em Leiria.

O acidente ocorreu numa Estrada Municipal, cuja circulação estava “condicionada”.

Ao local acorreram um total de 17 operacionais, apoiados por nove veículos dos Bombeiros, da PSP e a VMER.

O alerta foi dado pelas 14h12.




Alexandrino apela à União Europeia a criação de um Programa Operacional para os Territórios de Baixa Densidade

O presidente da Comunidade Intermunicipal  (CIM) da Região de Coimbra e autarca de Oliveira do Hospital defendeu na Assembleia da República…

… e junto das comissões de trabalho responsáveis pelas negociações em Bruxelas, para que o próximo Quadro Financeiro contemple um “Programa Operacional Específico para os Territórios de Baixa Densidade”.

Esta manhã, à margem do debate  “O quadro financeiro da UE” promovido pelo Centro de Informação Europe Direct da Região de Coimbra (CIED RC), realizado no Salão Nobre do Município Oliveirense, José Carlos Alexandrino considerou que o programa que defende em nome dos 19 concelhos que constituem a CIM da Região de Coimbra, “é fundamental” para concelhos como por exemplo, Oliveira do Hospital, Pampilhosa da Serra, Góis, entres outros. “Se conseguirmos este programa operacional com verbas para os territórios de baixa densidade para a fixação de pessoas será (uma mais valia ) enorme e começará a reverter-se a demografaria. Se não for ficarei pessimista”, afirmou.

O debate desta manhã, contou com a participação de João Faria, chefe do sector Político da Representação da Comissão Europeia em Portugal e de Alfredo Dias, vice-reitor da Universidade de Coimbra e com a participação, via vídeo, dos eurodeputados José Manuel Fernandes (Membro da Comissão de Orçamentos ) e  Margarida Marques (Vice-Presidente da Comissão de Orçamentos”. José Carlos Alexandrino referiu que o objetivo foi “consciencializar os jovens presentes do que é a União Europeia, os desafios que ela tem, as negociações do quadro e programas para estudos”. O Presidente da CIM e autarca oliveirense acredita que o próximo quadro de apoio traga “boas oportunidades”, porém verifica  que será de “difícil negociação”, sabendo-se já de “uma diferença do Orçamento para Portugal de menos 7 por cento em relação ao último quadro”, dada a “incapacidade” demonstrada pelo Estado em gastar o dinheiro em quadros anteriores. “Cabe agora ao governo negociar”, frisou.

Ainda no que respeita ao atual quadro e à aplicação das verbas, José Carlos Alexandrino partilhou a sua preocupação com a dificuldade na adjudicação das obras previstas no concelho oliveirense. Depois de o primeiro concurso para a construção de Campus Educativo ter ficado deserto, agora também o concurso para a requalificação do Parque dos Marmelos ficou vazio. “Nenhuma empresa concorreu”. “As empresas têm muitos trabalhos”, frisou José Carlos Alexandrino, notando ainda que as empresas estão habituadas a adjudicar por valores mais elevados, situação que já obrigou o município a elevar o valor do Campus Educativo em mais 1,5 milhões de Euros.

A esta altura, José Carlos Alexandrino está preocupado com a reprogramação do quadro, porque “quem não gasta o dinheiro, vai ficar sem ele”. “O dinheiro pode ser gasto até 2023. Mas o importante é o estado de maturidade do projeto”, explicou.

No conjunto, o Município de Oliveira do Hospital tem previstas obras num valor total estimado em 10 milhões de Euros.




Cooperativa Beira Central comemora 55º aniversário e continua com “política de preços muito própria”

A Cooperativa Agro Pecuária da Beira Central, com sede em Oliveira do Hospital, comemora hoje o seu 55º aniversário. A data está a ser assinalada de modo particular no espaço de supermercado com oferta de café aos clientes e produtos com preço “competitivo”.

Em declarações à Rádio Boa Nova, Luís Vaz Pato, presidente do Conselho de Administração da Cooperativa, afirmou que “a situação atual da Cooperativa faz esquecer momentos muito difíceis pelos quais passou”.

 

Com cerca de 4 000 associados, a Cooperativa continua a apostar na “contenção de preços na zona”. “A partir dos nossos preços, conseguimos regularizar o comércio local”, disse.

Também Maria da Guia, gestora da Cooperativa, partilha da mesma opinião. “Tentamos ter os melhores preços para depois dar os melhores preços ao cliente”, disse, reforçando que “a Cooperativa tem uma política de preços muito própria”. “O objetivo é prestar o serviço aos seus associados da melhor forma, inclusivamente tentar vender os produtos ao melhor preço”, afirmou.

À Rádio Boa Nova, os responsáveis adiantaram que, depois do supermercado ter sido alvo de um grande investimento em 2016 com a sua remodelação, este ano deram uma “nova cara” à loja agrícola, localizada na zona industrial de Oliveira do Hospital. Segundo Luís Vaz Pato e Maria da Guia, “para o ano, a prioridade será investir em Arganil”.




Sinistralidade: 425 infrações, 15 detenções e 88 acidentes na última semana no distrito e Coimbra

A semana de 3 a 9 de dezembro ficou marcada por 425 infracções e a ocorrência de 88 acidentes nas estradas do distrito de Coimbra.

De acordo com os dados do Comando Territorial de Coimbra relativos às operações levadas à cabo no âmbito da prevenção, combate à criminalidade violenta e fiscalização rodoviária, na última semana, a GNR detetou 425 infrações, com principal destaque para 54 relacionadas com tacógrafos, 35 por falta de inspeção periódica obrigatória, 22 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução, 15 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei, dez por iluminação e sinalização e dois por excesso de velocidade.

Na mesma semana, a GNR registou a ocorrência de 88 acidentes, dos quais resultaram um morto, um ferido grave e 28 feridos leves.

Na área do distrito de Coimbra, a Guarda procedeu a 15 detenções em flagrante delito: dez por condução sob o efeito do álcool, duas por condução sem habilitação legal, uma por furto em residência, uma por crime de falsificação e uma por posse de arma ilegal.

No mesmo período, a GNR apreendeu cinco armas de caça, uma arma de ar comprimido, uma arma de fogo, 190 munições de vários calibres, um aerossol de defesa, seis doses de haxixe, cinco doses de cannabis e uma dose de cocaína.

No âmbito da Fiscalização Geral, a GNR emitiu 19 autos de contraordenação: dez na área da legislação da proteção da natureza e do ambiente e  nove no âmbito da legislação policial.

A GNR levou ainda a efeito várias ações de sensibilização nas áreas de: “Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra a Mulher”, “Dia Internacional das pessoas com deficiência”, Perigos na Internet – Internet Segura, florestal, prevenção rodoviária- “Peão em Segurança”, “Projeto Noite Saudável” e duas em coordenação com a Ordem dos Enfermeiros no projeto denominado “LadoaLado”.




Ílhavo: GNR apreende 800 quilos de ostra por falta de documentos

A Unidade de Controlo Costeiro, através do Subdestacamento de Controlo Costeiro de Aveiro, apreendeu, no passado dia 9 de dezembro, 800 quilos de ostra Crassostrea gigas, na localidade da Gafanha da Encarnação, concelho de Ílhavo.

Segundo comunicado enviado à Rádio Boa Nova, no âmbito de uma operação de fiscalização ao transporte de moluscos bivalves vivos, os militares detetaram um homem de 55 anos, que fazia o transporte dos bivalves sem ser portador dos documentos necessários para a sua entrada no circuito comercial. No seguimento das diligências, foi identificada a empresa proprietária dos bivalves e elaborado o respetivo auto de contraordenação, cuja coima pode atingir o valor de 44 890 euros para pessoas coletivas.

A GNR alerta que o transporte de moluscos bivalves deve ser sempre acompanhado de documentação que garanta a sua rastreabilidade, para que possa entrar no circuito comercial até ao consumidor final em segurança.




Doze distritos vão estar quinta-feira sob aviso amarelo devido à chuva, neve e agitação marítima

Doze distritos do continente vão estar, amanhã, sob aviso amarelo devido à previsão de agitação marítima forte,…

… queda de neve e precipitação, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o instituto, os distritos de Viseu e Vila Real vão estar sob aviso amarelo entre as 09h00 e as 21h00 de quinta-feira por causa da previsão de chuva persistente e por vezes forte.

Os distritos do Porto, Viana do Castelo, Aveiro e Braga vão estar sujeitos ao mesmo aviso amarelo devido à chuva (entre as 09h00 e as 21h00 de quinta-feira), mas também por causa da agitação marítima (entre as 00h00 de quinta-feira e as 06:00 de sábado).

O IPMA emitiu também aviso amarelo para os distritos de Faro, Setúbal, Lisboa, Leiria, Beja e Coimbra, mas só por causa da agitação marítima, prevendo-se ondas de noroeste com 4 a 5 metros (entre as 00h00 de quinta-feira e as 06h00 de sábado).

Os distritos de Castelo Branco e da Guarda estão também sob aviso amarelo mas por causa da queda de neve entre 1 entre a 10 centímetros nos 1.000 a 1600 metros (entre as 03h00 e as 12h00 de quinta-feira).

O aviso amarelo é o segundo menos grave de uma escala de quatro e é emitido quando as condições meteorológicas representam um “risco para determinadas atividades”.




Oliveira do Hospital adere a Rede Solidária do Medicamento

Na próxima quinta-feira, dia 12, o Município de Oliveira do Hospital vai proceder à assinatura do protocolo com a Associação Dignitude…

… para adesão ao Programa ABEM: Rede Solidária do Medicamento. A cerimónia terá lugar no salão nobre da Câmara Municipal.

Este programa, designado OHá+ Saúde, entrará em vigor no Município de Oliveira do Hospital já no próximo dia 1 de janeiro de 2020 e pretende “dar resposta aos problemas de acesso aos medicamentos, por parte dos cidadãos mais carenciados, garantindo que todos os munícipes possam ter acesso aos medicamentos comparticipados que lhes são prescritos”, informa a autarquia.




Suspeitos de tráfico em silêncio no início do julgamento em Coimbra

Os 18 arguidos suspeitos de pertencerem a um grupo que controlava o tráfico de ‘crack’ na Baixa de Coimbra optaram…

pelo silêncio no julgamento que começou hoje.

Nenhum dos arguidos prestou declarações ao coletivo de juízes do Tribunal de Coimbra no arranque do julgamento, sendo que o alegado líder do grupo afirmou que poderá ainda falar durante uma das sessões, mas só após conversar com o seu advogado.

O grupo, considerado “altamente organizado”, com uma estrutura piramidal, dedicava-se, alegadamente, ao ‘crack’, com o Ministério Público a acreditar que os arguidos eram responsáveis “pela esmagadora maioria do tráfico” realizado na Baixa de Coimbra, estimando-se um lucro superior a 75 mil euros por mês.

De acordo com a acusação a que a agência Lusa teve acesso, o grupo terá tido atividade “pelo menos entre outubro de 2017 e novembro de 2018”, e seria encabeçado por um indivíduo de 32 anos, de Coimbra, que “não tocava no estupefaciente”, organizando toda a atividade de longe e evitando “estar relacionado diretamente” com a mesma.

Os 18 arguidos são acusados de tráfico de droga agravado e associação criminosa.




Cooperativa comemora aniversário. RBN realiza emissão especial

Amanhã, dia 11 de dezembro,  a Rádio Boa Nova vai realizar uma emissão especial a partir do supermercado Cooperativa da Beira Central, em Oliveira do Hospital, entre as 10h00 e as 11h00, a propósito da comemoração do seu 55º aniversário.

No período da tarde, esteja ainda atento à emissão da Rádio Boa Nova. No programa Peça que Passa, entre as 16h e as 18h00, Zé Conde tem um cabaz de compras para lhe oferecer.

A Rádio Boa Nova felicita a Cooperativa por mais um aniversário.