Seia: Buscas no rio Mondego para encontrar pescador desaparecido

Seia: Buscas no rio Mondego para encontrar pescador desaparecido

image_pdfimage_print

A GNR e os bombeiros de Seia estão a realizar buscas no rio Mondego à procura de um homem de 64 anos que está desaparecido desde as 23h51 de segunda-feira.

Segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) da Guarda, o homem, que “andaria a pescar”, desapareceu no rio Mondego, na zona de Carvalhal da Louça, no concelho de Seia.

Uma fonte do Comando Territorial da GNR da Guarda adiantou à Lusa que foram familiares que deram o alerta para o desaparecimento do homem que é residente na zona de Nelas, distrito de Viseu, e que “costumava pescar junto da ponte sobre o rio Mondego, que divide os distritos da Guarda e de Viseu”.

As buscas, iniciadas logo após o alerta, foram suspensas pelas 03:00 e retomadas às 08:00 de hoje, indicou a GNR.

Segundo o CDOS da Guarda estão envolvidos nas buscas um total de 16 elementos dos bombeiros voluntários de Seia e da GNR, apoiados por cinco viaturas.

Previous CDS-PP 'pisca o olho' a José Carlos Alexandrino
Next Sopas reinaram em mais um Festival em Santa Ovaia

Artigos Relacionados

Região

MAAVIM vai acompanhar visita de Ministros a Góis para reivindicar falta de apoios

O Movimento Associativo de Apoio às Vítimas dos Incêndios de Midões (MAAVIM) vai estar presente na visita dos Ministros a Góis, quarta-feira, 2 de maio, a fim de reivindicar a

Última Hora

Sete meios aéreos combatem incêndio em Castelo Branco

Um incêndio que deflagrou ao início da tarde, numa zona de mato no distrito de Castelo Branco, está a ser combatido por sete meios aéreos e mais de 100 bombeiros.

Cultura

Município de Oliveira do Hospital participa nas Jornadas Europeias do Património

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital preparou algumas atividades para assinalar as Jornadas Europeias do Património, que se celebram nos dias 23, 24 e 25 de setembro.

Informação

Madeira: Autor de incêndio que matou três pessoas condenado a 14 anos de prisão

O homem acusado de atear o fogo que matou três pessoas no Funchal, no ano passado, foi condenado a 14 anos de prisão efetiva.

Região

Proteção Civil regista mais de 50 ocorrências em vários distritos devido ao mau tempo

Mais de 50 ocorrências relacionadas com quedas de árvore e estruturas, movimento de massas e inundações foram registadas em vários distritos do continente pela Proteção Civil entre as 00h04 e

Destaque

FCOH: “Estamos a um passo de cumprir o objetivo da época”

O Futebol Clube de Oliveira do Hospital (FCOH) está a “um passo” de se sagrar campeão da Divisão de Honra da Associação de Futebol de Coimbra (AFC) e de subir

Informação

Seis meses após o grande incêndio: Alexandrino considera que “há aqui um tempo de esperança”

Há seis meses, o grande incêndio de 15 de outubro tirou-lhe o “sonho de poder transformar Oliveira do Hospital”, mas o presidente do Município não se deixa desarmar pela tragédia,

Informação

Centro de Portugal foi a região de turismo que mais cresceu em setembro

O Turismo do Centro de Portugal aumentou significativamente durante o mês de setembro. A região centro foi a que mais cresceu na procura turística, …

Destaque

Assembleia Municipal reúne esta tarde em sessão ordinária

Realiza-se hoje, pelas 14h30, a sessão ordinária da Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital. Os trabalhos vão decorrer no Salão Nobre do Município.

Informação

Agrupamento de Escolas entrega diplomas de Mérito Escolar e Companheirismo

O Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital entrega, na próxima sexta-feira, os diplomas alusivos ao Mérito Escolar e ao Companheirismo…

Última Hora

Dispositivo de combate a incêndios na capacidade máxima até 15 de outubro

O dispositivo de combate aos incêndios rurais vai ser prolongado na sua capacidade máxima até 15 de outubro devido às previsões meteorológicas e à manutenção do risco de fogo em

Informação

Cancros infantojuvenis aumentaram em Coimbra em 2017

O serviço de oncologia do Hospital Pediátrico de Coimbra registou um aumento de cancros infantojuvenis em 2017, ano em que foram realizadas quatro mil consultas e efetuados 480 internamentos, disse