BE considera “dúbia” a criação de Empresa Intermunicipal de Águas Residuais e critica ETARs de Carregal do Sal, Santa Comba Dão, Tondela, Mortágua e Tábua

BE considera “dúbia” a criação de Empresa Intermunicipal de Águas Residuais e critica ETARs de Carregal do Sal, Santa Comba Dão, Tondela, Mortágua e Tábua

Os coordenadores do Bloco de Esquerda de quatro municípios do distrito de Viseu e um de Coimbra consideraram, esta quarta-feira (26 de dezembro), a criação da Empresa Intermunicipal de Águas Residuais (EIMAR) como “bastante dúbia, pouco esclarecedora e com alguns riscos envolvidos”.

Os coordenadores do Bloco de Esquerda de Carregal do Sal, Santa Comba Dão, Tondela e Mortágua, no distrito de Viseu, e de Tábua, no distrito de Coimbra, juntaram-se para manifestarem, através de um comunicado de imprensa, a preocupação existente no partido sobre o tratamento de águas nestes cinco concelhos.

“Conhecemos e temos denunciado várias situações de casos gravíssimos nos cinco municípios, que se converteram em verdadeiros desastres ambientais em consequência do abandono total e da falta de manutenção que a maioria destes equipamentos sofrem”, acusa o partido.

No comunicado, os coordenadores dizem que o estado da maioria das Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) destes cinco municípios envolvidos no processo “é lamentável e preocupante” e, nesse sentido, consideraram “importante e urgente encontrar uma solução viável a médio e longo prazo e uma solução efetiva a curto prazo para o tratamento eficiente dos efluentes residenciais e industriais”.

Segundo os coordenadores, “um bom número delas [ETAR] não estão a funcionar corretamente ou simplesmente estão inoperacionais, o que resulta num prejuízo enorme para os cursos de água nestes concelhos e, em consequência, para a saúde pública e para a fauna e flora” que dependem destas ETAR.

“Porém, não podemos deixar de considerar a proposta apresentada, a criação da EIMAR – Empresa Intermunicipal de Águas Residuais, EIM, SA, como bastante dúbia, pouco esclarecedora e com alguns riscos envolvidos”, acrescentam.

Apesar de perceberem que “a gestão regional integrada pode ter várias vantagens, desde económicas até de eficiência dos meios envolvidos”, acusam, em comunicado, que “esta gestão é uma imposição governamental com a intenção de reduzir custos nas requalificações e/ou construções de novas ETAR”.

Neste sentido, o Bloco de Esquerda lembra “as concessões e privatizações já feitas e que tanto prejuízo trazem ainda hoje em dia” e dá, como exemplo, a privatização das Águas do Planalto, que faz com que “estes cinco municípios tenham das águas mais caras do país”.

A este propósito, o Bloco defende que “seria importante consagrar no contrato de gestão delegada a obrigatoriedade de garantir que a maioria do poder de decisão da empresa nunca sairá da esfera pública para assim se evitar cometer os mesmos erros do passado”.

Previous Sinistralidade: 15 detenções, 955 infrações e 89 acidentes no distrito de Coimbra
Next Operação Natal Tranquilo: 15 mortos e mais de 200 detenções

Artigos Relacionados

Sociedade

Unidade Pastoral leva relíquia de S. João Paulo II a todas as paróquias de Oliveira do Hospital

É já no próximo sábado, dia 22 de outubro, que a relíquia de S. João Paulo II inicia a sua peregrinação pelas várias paróquias de Oliveira do Hospital. Até 26

Informação

Bombeiros de Lagares da Beira voltam a ser “brindados” com nascimento em ambulância

Um bebé nasceu ontem, 20 de janeiro, numa ambulância da Corporação dos Bombeiros Voluntários de Lagares da Beira, a caminho para a maternidade, em Coimbra.

Região

Quase 150 bombeiros combatem chamas em Mangualde

Um incêndio numa zona de mato na localidade de Abrunhosa, concelho de Mangualde, estava, às 07h30 de hoje, a ser combatido por 143 operacionais,…

Informação

202 famílias vítimas dos incêndios já receberam apoio do Governo

A Segurança Social já concedeu 104 mil euros em apoios a 202 famílias afetadas pelos incêndios de outubro de 2017, de forma a ajudar em gastos relacionados com rendas, fármacos,

Última Hora

Treze concelhos do continente em risco máximo de incêndio

Treze concelhos de Faro, Portalegre, Castelo Branco e Bragança apresentam hoje risco ‘máximo’ de incêndio, segundo informação disponível na página da Internet do Instituto Português do Mar e da Atmosfera

Última Hora

Vinhos do Centro de Portugal promovem-se em encontro que junta 450 especialistas mundiais

Turismo Centro de Portugal participa no “Wine Summit” Must – Fermenting Ideas, de 20 a 22 de junho. A iniciativa atrai ao Centro de Congressos do Estoril cerca de 450

Sociedade

Ordem dos Médicos denuncia carência de equipamentos de radioterapia no Centro

A Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos denunciou a falta de equipamentos de radioterapia e,…

Vídeos

Jovens de Oliveira do Hospital debatem alterações climáticas no Parlamento dos Jovens (com vídeo)

No âmbito das sessões do Parlamento dos Jovens, e subordinados ao tema Alterações Climáticas – Salvar os Oceanos, 30 jovens deputados do ensino básico do Agrupamento de Escolas de Oliveira

Última Hora

Mulher de 40 anos que desapareceu na Guarda já foi encontrada

Uma mulher de 40 anos que se encontrava desaparecida em Gonçalo, na Guarda, já foi encontrada, confirmou fonte da GNR.

Informação

Arganil: Eleito pela CDU queixa-se de vandalismo

O deputado da CDU na Assembleia Municipal de Arganil apresentou queixa contra desconhecidos, junto das autoridades policiais, denunciando o facto “de sua viatura ter sido alvo de actos…

Desporto

Câmara Municipal de Oliveira do Hospital realiza 4ª edição da Gala do Desporto

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital (CMOH) realiza no próximo sábado, pelas 21 horas, na Casa da Cultura César Oliveira, a 4ª edição da Gala do Desporto.

Sociedade

Termómetros vão chegar aos 36 graus. Há 17 concelhos em risco máximo de incêndio

O IPMA prevê para hoje no continente céu pouco nublado ou limpo, aumentando de nebulosidade nas regiões do interior durante a tarde, com possibilidade de ocorrência de aguaceiros e trovoada