Aumento do uso de canábis e consumos intensivos de álcool pelos jovens

Aumento do uso de canábis e consumos intensivos de álcool pelos jovens

image_pdfimage_print

Um estudo sobre comportamentos aditivos aos 18 anos revelou um aumento do uso de substâncias ilícitas, principalmente canábis, …

… e dos “consumos intensivos” de bebidas alcoólicas pelos jovens, entre 2015 e 2018.

Metade dos jovens inquiridos (51,9%) no estudo do Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências (SICAD) disse já ter bebido de “forma intensiva” pelo menos numa ocasião no último ano, contra 47,5% em 2015, e 33,9% relatou ter ficado com uma “embriaguez severa” (29,8% em 2015).

“Parece delinear-se uma tendência de incremento do consumo binge [operacionalizado como cinco ou mais bebidas numa ocasião para as raparigas e seis ou mais bebidas para os rapazes] e da embriaguez severa entre os jovens de 18 anos”, refere o inquérito realizado do “Dia da Defesa Nacional 2018”.

Este crescimento “sucede tanto entre rapazes como entre raparigas, mas de forma mais acentuada nas raparigas”, salienta o SICAD, adiantando que estes consumos “mais intensivos tendem a ser pontuais no ano, predominando frequências de consumo inferiores a seis ocasiões”.

Contudo, entre os consumidores recentes de bebidas alcoólicas, cerca de 21% mencionam o consumo binge em 10 ou mais ocasiões no ano e 8% referem ter-se embriagado severamente com esta frequência.

Quanto à perceção de terem ficado alterados na sequência do consumo de álcool, 64% dos jovens consideraram que ficaram pelo menos uma vez “alegres” (embriaguez ligeira) e cerca de um terço ficou severamente intoxicado (embriaguez severa).

Outras conclusões do estudo, hoje divulgado, apontam que 89% já consumiram bebidas alcoólicas pelo menos uma vez na vida, 60% já experimentaram tabaco, 36% substâncias ilícitas e 7% tranquilizantes/sedativos sem receita médica.

A “maior discrepância” nos consumos entre raparigas e rapazes é observada nas substâncias ilícitas, com 22,1% e 33,8% respetivamente, revela o inquérito realizado anualmente desde 2015 junto dos jovens de 18 anos participantes no Dia da Defesa Nacional e que visa perceber os seus comportamentos aditivos e a respetiva evolução.

As prevalências de consumo de tabaco, bebidas alcoólicas e tranquilizantes sem receita médica têm-se mantido estáveis entre 2015 e 2018, mas “parece haver uma tendência de claro incremento da prevalência de consumo de substâncias ilícitas”, devido praticamente à canábis, principal substância ilícita consumida em Portugal.

Segundo o estudo, apenas 1% dos jovens referiram consumos recentes exclusivos de outras substâncias ilícitas.

Os dados mostram um aumento gradual do consumo recente de canábis pelos jovens, que se situava nos 22,6% em 2015, um valor que subiu para 23,8% no ano seguinte, para 25,3% em 2017 e para 26,7% no ano passado.

A seguir à canábis, as substâncias ilícitas mais mencionadas foram as anfetaminas/metanfetaminas (5,2%), incluindo o ecstasy, a cocaína (3,3%), alucinogénios (3%), as Novas Substâncias Psicoativas (2,5%) e a heroína e outros opiáceos (1,7%).

Das Novas Substâncias Psicoativas (NSP) faz parte o consumo de canabinóides sintéticos (1,9%), catinonas sintéticas (1,5%) e plantas ou outras NSP (1,8%), refere o estudo, observando que cerca de metade dos consumidores recentes de NSP reportou ter consumido estes três tipos de substâncias.

Independentemente da substância, os rapazes inquiridos consomem sempre com mais frequência do que as raparigas, sendo esta diferença “menos expressiva” no consumo de tabaco.

Cerca de 20% dos jovens associaram o consumo de diferentes substâncias psicoativas, sobretudo álcool e canábis.

O estudo revela um “ligeiro incremento” da experiência de problemas com o consumo de bebidas alcoólicas (18,5% em 2015, 21,1% em 2018) e de substâncias ilícitas (9,2%/9,4%), tendo sido as situações de mal-estar emocional e as relações sexuais desprotegidas as mais mencionadas.

lusa.pt

Previous Castelo Branco: Homem morre em terreno. PJ investiga os ferimentos
Next 5º Encontro Internacional de Renault 4L acontece em Tábua e Oliveira do Hospital

Artigos Relacionados

Informação

Cooperativa da Beira Central aposta em supermercado renovado para continuar a atrair clientes

O supermercado da Cooperativa Agro Pecuária da Beira Central em Oliveira do Hospital reabriu na sexta feira, dia 10, num espaço renovado.

Destaque

Alexandrino quer voltar a ver JI com “10, 15 ou 20 alunos”. Autarca prepara arranque de novo centro escolar na cidade (com vídeo)

O Jardim de Infância (JI) de Alvôco de Várzeas foi, esta manhã, o local escolhido pelo Município de Oliveira do hospital para assinalar o arranque do novo ano escolar.

Informação

Cristiano Ronaldo eleito melhor do Mundo em 2016

Cristiano Ronaldo, que já ganhou a Bola de Ouro da revista France Football, recebeu ontem o seu quarto troféu de melhor jogador do mundo, num ano em que conquistou …

Última Hora

Semana começa nublada com chuva e aguaceiros a marcarem presença

A semana que hoje começa conta com céu nublado e a chuva (ou aguaceiros) que deverão ser uma constante nos próximos dias.

Informação

11 alunos do concelho de Seia participam na Prova Intermunicipal para Concurso Nacional de Leitura

A Biblioteca Municipal recebeu, no passado dia 17 de janeiro, o segundo momento da Fase Regional do 13º Concurso Nacional de Leitura,…

Informação

15 detenções, 805 infrações e 90 acidentes no distrito de Coimbra

O Comando Territorial de Coimbra procedeu, de 6 a 12 de março, a várias operações, no distrito de Coimbra, como a prevenção e o combate à criminalidade violenta e a

Informação

Aveiro e Nazaré: Apreendidas 1,5 toneladas de crustáceos e pescado

A Unidade de Controlo Costeiro, através do Destacamento de Controlo Costeiro da Figueira da Foz, apreendeu, no passado dia 20 de novembro, nas localidades de Aveiro e Nazaré, 1 050

Destaque

Escolas de Oliveira do Hospital sobem no ranking, com exceção de Lagares da Beira

O ranking das escolas divulgado este fim de semana, dá conta de uma melhoria conseguida em 2018 nos exames da Escola Secundária de Oliveira do Hospital. A subida no ranking

Informação

Município de Oliveira do Hospital tem linha de apoio a vítimas de violência

O reforço da capacitação técnica do Gabinete de Apoio Social para dar resposta aos casos de violência doméstica, no namoro ou de género é uma das medidas que o Município

Região

Seia: Orçamento Participativo Escolar recebeu sete propostas

O Município de Seia voltou a dar voz aos alunos e, nesta que já é a 3ª edição do Orçamento Participativo Escolar, recebeu sete propostas,…

Última Hora

Despiste com trator agrícola faz um morto em Alvoco das Várzeas

Um despiste com um trator agrícola provocou uma vítima mortal, um homem de 81 anos, na manhã de ontem, 7 de abril, na freguesia de Alvoço das Várzeas, no concelho

Informação

Sete meios aéreos combatem incêndio em Castelo Branco

Um incêndio que deflagrou ao início da tarde, numa zona de mato no distrito de Castelo Branco, está a ser combatido por sete meios aéreos e mais de 100 bombeiros.