Associação de vítimas em condições de recorrer ao Tribunal contra o Estado

Associação de vítimas em condições de recorrer ao Tribunal contra o Estado

A Associação das Vítimas do Maior Incêndio de Sempre em Portugal está mandatada para avançar com uma ação coletiva contra o Estado se o Governo…

… insistir em “medidas de apoio discriminatórias”.

Assim foi deliberado em Assembleia Geral da Associação realizada na sexta-feira à noite e que contou com a presença de várias dezenas de vítimas do incêndio de 15 de outubro e que chegam em número cada vez maior ao conhecimento da Associação.

Luís Lagos, presidente da Associação, defende que o recurso aos tribunais deverá ser o caminho a seguir no caso “de a negociação com o Estado falhar” e “se o poder político continuar a ignorar e a tratar as vítimas do incêndio como “portugueses de segunda ou de terceira”. “Chega de incúria e de falta de respostas”, sustentou em Assembleia Geral o dirigente que, em nome das vítimas, não aceita a desigualdade que se está a verificar no que respeita aos apoios que foram disponibilizados à agricultura e às empresas do incêndio de Pedrogão Grande

O presidente da Associação de Vítimas espera que não seja necessário agir judicialmente, porém toma como exemplo o caso de uma associação semelhante em que só por via dos tribunais foi possível conseguir “o respeito do Estado”.


“Estamos numa situação de emergência, de catástrofe. Passou mês e o apoio continua por chegar, o apoio que não seja um conjunto de intenções escritas no papel, porque o papel aguenta tudo, não chega ao terreno”, verifica o dirigente.

Em causa estão os apoios anunciados pelo governo para a recuperação de empresas que são menores dos que foram disponibilizados para Pedrogão Grande. Do mesmo modo, a Associação também não aceita que a agricultura seja discriminada ao ver disponibilizadas apoios menores do que os que estão reservados para o setor empresarial. O apoio à recuperação das segundas habitações, tão essenciais para o setor turístico no concelho é outra das lutas da Associação que também não considera aceitável um apoio médio de 2500 Euros para a recuperação do recheio das habitações ardidas. “O Estado falhou aqui na função mais básica de proteção civil. A responsabilidade é do Estado. Tem obrigação de nos dar uma resposta”, sustenta Luís Lagos

A Associação das Vítimas do Maior Incêndio de Sempre em Portugal, constituída em Oliveira do Hospital, no distrito de Coimbra, propõe-se combater a interioridade e defender o mundo rural. A associação conta com cerca de 300 associados, entre cidadãos e empresários dos vários concelhos afetados pelos incêndios de 15 de outubro, que, no distrito de Coimbra, causaram 24 mortos.

image_pdfimage_print
Previous Ténis de Mesa solidário com as vítimas do grande incêndio de outubro
Next Homem detido por incêndio florestal no concelho da Guarda

Artigos Relacionados

Informação

Oliveira do Hospital está “bem servida” e “com mais locais de qualidade onde dormir”

Por ocasião da comemoração do Dia Mundial do Turismo, é positivo o balanço em torno do setor turístico no concelho de Oliveira do Hospital. Em 2016, o concelho assistiu …

Última Hora

Oliveira do Hospital é o terceiro município do distrito de Coimbra com melhor desempenho financeiro

Oliveira do Hospital é o terceiro município do distrito de Coimbra com melhor desempenho financeiro, revelou em novembro a Ordem dos…

Última Hora

Medidas de apoio às populações afetadas pelos incêndios de junho entram hoje em vigor

A lei que estabelece as medidas de apoio às vítimas dos incêndios florestais de junho na região Centro e de reforço da prevenção e combate foi publicada…

Informação

“A Escola e o Meio” na Rádio Boa Nova

Este sábado, dia de 22 de outubro, entre as 19h00 e as 20h00, é emitido o 3.º  programa “A Escola e o Meio”, uma produção do Clube de Rádio do

Última Hora

A emoção de ser “ajudado” e “salvo” pelos bombeiros

Foi na primeira pessoa que os bombeiros de Oliveira do Hospital, em particular e os de Portugal, em geral, receberam uma agradecimento pelo apoio prestado em situação de socorro. Matilde

Informação

Hospitais de Coimbra ultrapassaram os 3.000 transplantes renais

O serviço de Urologia e Transplantação Renal do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) anunciou hoje ter ultrapassado a barreira dos 3.000 transplantes renais,…

Informação

Rádio Boa Nova em simultâneo com Antena 3 em programa de Ana Galvão e Joana Marques

A Rádio Boa Nova vai amanhã, dia 28 de outubro, emitir em simultâneo com a “Antena 3” no programa “Donas de Casa”.

Programas

“A Escola e o Meio” na Rádio Boa Nova

Este sábado, dia 29 de abril, entre as 19h00 e as 20h00, é emitido o 28.º programa “A Escola e o Meio”, uma produção do Clube de Rádio do AEOH.

Região

Utentes e trabalhadoras livres de perigo após incêndio em lar

Todos os 14 idosos e duas trabalhadoras de um lar da Misericórdia de Arganil afetados por um incêndio na madrugada de hoje estão “livres de perigo”.

Destaque

Mais de 1500 figurantes dão vida ao Carnaval do Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital

O Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital realiza, no próximo dia 24 de fevereiro, a partir das 11h00, o Desfile de Carnaval 2017, participado por alunos de todas as

Informação

Luís Lagos diz que a sua queijaria nunca foi convidada para Feira do Queijo e considera “um erro” a promoção de um queijo contra outro queijo

O deputado do CDS-PP criticou na última Assembleia Municipal o modelo da Feira do Queijo que é realizada em Oliveira do Hospital. Luís Lagos referiu …

Informação

Eptorádio resultou numa parceria de “sucesso” entre a Eptoliva e a Rádio Boa Nova

O último programa da primeira temporada do projeto EPTORÁDIO foi realizado em direto na emissão na Rádio Boa Nova.

Informação

“Este é o dia mais dramático de Oliveira do Hospital”

É trágico o balanço que resulta do forte incêndio que no domingo afetou o concelho de Oliveira do Hospital, considerando o….

Região

Empresa investe 20 milhões para produzir canábis medicinal em Cantanhede

A empresa canadiana Tilray estima investir, até 2020, 20 milhões de euros em Portugal na produção de canábis medicinal com que abastecerá o mercado europeu,…

Última Hora

Idealmed vence projeto para construir hospital em Omã

O grupo do setor da saúde português Idealmed venceu o concurso internacional para o projeto de um hospital em Muscat, no sultanato de Omã,…

Última Hora

Câmara Oliveira do Hospital abre  gabinete de apoio técnico  para micro e pequenas empresas

O Município de Oliveira do Hospital vai disponibilizar a partir de segunda-feira, 12 de junho, apoio técnico aos promotores de candidaturas aos fundos comunitários …

Nacional

Banco Alimentar recolheu 1.848 toneladas de alimentos

O Banco Alimentar contra a Fome recolheu 1.848 toneladas de alimentos durante a campanha realizada no fim de semana em mais de 2.000 superfícies comerciais e com a participação de

Última Hora

Adolescente e um adulto detidos por suspeita de tentarem matar um homem de 29 anos

A Polícia Judiciária deteve um homem de 31 anos e de um jovem de 15 anos suspeitos de tentativa de homicídio, em Lamego, na madrugada de 19 de agosto.

Nacional

GNR deteve 74 pessoas em flagrante delito no fim de semana

A Guarda Nacional Republicana deteve 74 pessoas em flagrante delito no fim de semana e apreendeu 941 doses de cocaína, informou hoje a GNR.

Última Hora

Detido por caça ilegal em Miranda do Corvo

O Comando Territorial de Coimbra, através do Núcleo de Proteção Ambiental da Lousã, deteve ontem, na localidade de Cervajota, Lamas, …

Sociedade

Chuva intensa, neve e vento nas próximas 24 horas, alerta Proteção Civil

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) alertou hoje para os perigos do mau tempo na sexta-feira, com precipitação intensa, neve e vento, …

Informação

Operação de rescaldo do fogo em Góis com 600 operacionais no terreno

A operação de “rescaldo e vigilância” no perímetro do incêndio que deflagrou no sábado em Góis, distrito de Coimbra, está a ser feita hoje por 600 operacionais, apoiados por 140

Informação

Álvaro Assunção expõe pintura na Casa da Cultura César Oliveira

Foi ontem inaugurada a exposição de pintura “Vê moinhos… são moinhos. Vê gigantes… são gigantes” de Álvaro Assunção. A mostra está patente até 31 de maio na Casa da Cultura