Associação de Vila Nova da Rainha continua fechada um mês após incêndio

Associação de Vila Nova da Rainha continua fechada um mês após incêndio

Um mês após o trágico incêndio na Associação Cultural, Recreativa e Humanitária de Vila Nova da Rainha, em Tondela, esta encontra-se ainda fechada …

… à espera dos resultados da investigação, mas a vontade dos seus responsáveis é reerguê-la.  

Na sequência do incêndio de 13 de janeiro, que provocou 11 mortos, o Ministério Público instaurou um inquérito para apurar as circunstâncias em que o fogo ocorreu.

“Ainda está tudo fechado à espera dos resultados da investigação da Polícia Judiciária”, disse à agência Lusa o presidente da associação, Jorge Dias.

De momento, só Jorge Dias pode entrar dentro do edifício, depois de obter essa permissão. Apesar da vontade de reerguer a associação, para que volte a ser um espaço de convívio da aldeia, para já, nada está planeado.

“Enquanto não estiver decidida a situação, não pensamos em obras. Neste momento, ainda estamos a receber os feridos que estão a sair do hospital. Já saíram quase todos, mas ainda há alguns internados”, afirmou Jorge Dias.

O incêndio de 13 de janeiro provocou nesse dia oito mortos e 38 feridos, entre graves e ligeiros, mas o número de mortos entretanto aumentou.

A 29 de janeiro, um homem morreu no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, elevando para 11 o número de vítimas mortais. No dia 17, tinha já morrido um ferido que estava internado no Hospital de São João, no Porto, e, no dia 27, registou-se a morte de um doente internado no Hospital da Prelada, na mesma cidade.

Apesar de estar toda a gente a favor de que “a associação seja reerguida o mais rapidamente possível”, Jorge Dias admitiu que situações como esta “demoram sempre muito tempo” até ficarem resolvidas.

Poucos dias após o incêndio, o presidente da Câmara de Tondela, José António Jesus, explicou à Lusa que a associação “foi constituída em 1979, tendo desde então ocorrido diversas intervenções de construção/beneficiação”.

Segundo o autarca, o edifício teve “uma obra de adaptação para servir de sede da associação, em 1992, data em que existe licenciamento de obras”, tendo o processo sido “instruído com a legislação em vigor à época, incluindo o projeto de arquitetura e demais projetos de engenharia, elaborados com termo de responsabilidade do autor”.

José António Jesus referiu que “a obra foi desenvolvida ao longo de várias fases”, sendo “o procedimento de licenciamento deste edifício igual ao dos edifícios particulares (licença, processo instruído e termo de responsabilidade dos projetistas)”.

O autarca esclareceu ainda que “obras de conservação ou de alterações de interiores que porventura tenham sido introduzidas após o licenciamento são isentas de controlo prévio por parte do município”.

“Presume-se a existência de licença de utilização”, afirmou, acrescentando que, “sempre que há conhecimento formal de que alguma obra não tenha requerido a autorização de utilização, o município procede à notificação dos proprietários para a sua regularização”.

A situação do dia 13 terá acontecido em poucos segundos, de acordo com relatos de testemunhas.

“A matéria que revestia a face interior da chapa de cobertura (poliuretano), face ao calor emanado do tubo proveniente da salamandra, terá entrado em combustão sem que tal fosse percecionado, já que existia um teto falso em placas de gesso cartonado e revestidas com lã de rocha”, contou José António Jesus.

Deu-se então “um brutal colapso de toda a estrutura do teto falso consequente à combustão violenta” do revestimento da cobertura, tendo “a eventual abertura de um vão de janela alimentado e acelerado essa combustão”, acrescentou.

Segundo o autarca, foi nesse cenário que se formou “uma mancha de fumo, altamente tóxica, e com grande carga de monóxido de carbono”, que terá levado muitas pessoas a ter dificuldades respiratórias, a perder o sentido de orientação e a ficar com “graves queimaduras nas zonas expostas” e nas vias respiratórias.

As consequências do fumo “poderão ter comprometido a forma como ocorreu a descida para o piso inferior”, considerou o autarca, lembrando que “decorria um torneio de sueca, que se realiza há mais de uma dezena e meia de anos”, e que “a generalidade dos participantes conhecia de forma detalhada os circuitos de entrada e saída”.

José António Jesus explicou que “a escada que conduzia ao rés-do-chão apresentava duas possibilidades”. Havia “uma saída para o lado esquerdo, que se encontrava desimpedida e cuja porta abria para o exterior dessa escada”, por onde “saíram algumas das pessoas que estavam no piso superior”, referiu.

“As primeiras quedas na escada terão originado uma situação de pânico e de bloqueio do acesso ao exterior”, frisou.

image_pdfimage_print
Previous País: Centenas de sismos registados em S. Miguel
Next Resultados desportivos de fim-de-semana

Artigos Relacionados

Destaque

Oliveira do Hospital vai contrair empréstimo de dois milhões de Euros

Foi unânime a posição da Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital na aprovação da proposta de contratação de um empréstimo de dois milhões de Euros…

Informação

Colocação de dois novos médicos deverá melhorar estado da Saúde em Oliveira do Hospital

Por ocasião de mais uma comemoração do Dia Mundial da Saúde, que hoje se assinala, a Rádio Boa Nova tomou o “pulso” ao estado da saúde no concelho de Oliveira

Última Hora

Quatro anos de prisão para assaltante de Oliveira do Hospital

O Tribunal de Coimbra condenou um assaltante de Oliveira do Hospital, com residência em Negrelos, a quatro anos de prisão efetiva, por três furtos em, habitações  e numa empresa.

Informação

Mais de 80% de Portugal continental em seca severa em setembro

Mais de 80% de Portugal continental encontrava-se em setembro em seca severa, segundo o Boletim Climatológico do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), que caracterizou aquele mês como

Última Hora

Carnaval menos frio e molhado no Norte e Centro

Uma pequena subida das temperaturas mínimas vai trazer um Carnaval menos frio, mas molhado, sobretudo nas regiões do Norte e Centro, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera

Informação

Incêndio destruiu anexo de habitação em Coimbra

Um incêndio destruiu ontem à tarde um anexo de uma habitação na Rua da Baldeira, na Póvoa de S. Martinho do Bispo, em Coimbra.

Última Hora

GNR deteve homem de 34 anos suspeito de tráfico de droga

Um homem de 34 anos foi detido, na segunda feira, dia 17, na Figueira da Foz, por suspeita de tráfico de droga. A GNR procedeu ainda à apreensão de produto

Última Hora

Penalva do Castelo abre ciclo de Feiras do Queijo na região

Vão ser dois dias de festa para dar a conhecer um dos produtos que mais caracteriza o concelho de Penalva do Castelo. A feira do queijo deste município, acontece neste

Região

Oliveira do Hospital participa “com orgulho” na caminhada “O que nos Liga”

É já no próximo domingo, dia 27 de maio, que Oliveira do Hospital se associa à iniciativa promovida pelo Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa contra o Cancro.

Politica

José Carlos Mendes afasta cenário de candidatura à Câmara de Oliveira do Hospital

O ex candidato independente à Câmara Municipal de Oliveira do Hospital negou, em declarações à Rádio Boa Nova, qualquer intenção de voltar a ser candidato, mas pela bandeira do PSD.

Informação

Britânicos votaram “sim” à retirada da UE. Cameron anunciou demissão

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, anunciou a intenção de se demitir em outubro, na sequência do referendo em que os britânicos decidiram pela saída do Reino Unido da União Europeia.

Última Hora

Dois homens identificados por pesca ilegal no rio Ceira

O Comando Territorial de Coimbra, através do Núcleo de Proteção do Ambiente do Destacamento Territorial de Coimbra, identificou, no passado dia 18 de maio, dois homens por infração à lei

Última Hora

Morreu um dos feridos do incêndio de Vila Nova da Rainha. Sobe para nove o número de mortes

Subiu para nove o número de vítimas mortais resultantes do incêndio na Associação Recreativa de Vila Nova da Rainha, em Tondela. A vítima, que acabou por não resistir aos ferimentos,…

Região

CCDRC lança formulário para denúncias de eventuais fraudes na recuperação de casas

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) lançou um formulário eletrónico para a submissão de denúncias de suspeitas de irregularidades…

Região

Seis distritos do continente e Madeira sob aviso laranja devido a chuva

Seis distritos de Portugal continental e a Madeira estão hoje sob aviso laranja devido à previsão de chuva por vezes forte e acompanhada de trovoadas, segundo o Instituto Português do

Informação

Gastronomia e Vinhos Viseu Dão Lafões contam com Programa Seleção

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) e a Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal (TCP) apresentaram hoje, quinta-feira 24 de março, em Viseu, o

Programas

“A Escola e o Meio” na Rádio Boa Nova

Este sábado, dia 8 de abril, entre as 19h00 e as 20h00, é emitido o 26.º programa “A Escola e o Meio”, uma produção do Clube de Rádio do AEOH.

Região

Sinistralidade: oito detenções, 862 infrações e 69 acidentes no distrito de Coimbra

O Comando Territorial de Coimbra procedeu, 25 de setembro a 1 de outubro, a várias operações, no distrito de Coimbra, como a prevenção e o combate à criminalidade violenta e

Informação

Lesado pelo incêndio expõe oliveiras ardidas em protesto pela falta de apoios

Hoje, no dia em que faz precisamente sete meses que aconteceu o trágico incêndio 15 de outubro, Luís Miguel Falcão de Brito conta que “ainda nada foi feito” e que

Última Hora

Góis entre as Autarquias + Familiarmente Responsáveis

O Observatório das Autarquias + Familiarmente Responsáveis considera o município de Góis, pelo segundo ano consecutivo, como uma …

Região

Já foi retomada a circulação no IP3

A circulação automóvel foi retomada às 14h00 no IP3, depois de ter estado cortada cerca de uma hora e meia devido a um acidente que ocorreu na zona de Sabugosa,

Última Hora

PJ deteve oito suspeitos de tráfico de estupefacientes em Seia e outras localidades de Coimbra e Viseu

Cinco homens e três mulheres foram detidos através do Departamento de Investigação Criminal da Guarda da Polícia Judiciária, …

Última Hora

Viseu vai dar nome de Mário Soares a uma artéria da cidade

A Câmara de Viseu aprovou, por unanimidade, um voto de pesar pela morte do antigo Presidente da República Mário Soares e decidiu dar o seu nome a uma artéria da

Informação

Fogo em Góis lavra com grande intensidade

Fogo de grandes proporções está a lavrar floresta e mato no concelho de Góis (Colmeal e Cadafaz). Na última nota feita pela proteção civil, estão no terreno pelas 16h10, 342