Associação de Vila Nova da Rainha continua fechada e decorre investigação

Associação de Vila Nova da Rainha continua fechada e decorre investigação

Um ano após o trágico incêndio na associação de Vila Nova da Rainha, em Tondela, que provocou onze mortos, a instituição mantém-se fechada e…

… ainda decorre a investigação da Polícia Judiciária (PJ) para apurar o que se passou.

Fonte da Diretoria do Centro disse à agência Lusa que “o inquérito, registado no DIAP (Departamento de Instrução e Ação Penal) de Viseu, se encontra ainda na PJ em fase final de investigação”.

Em Vila Nova da Rainha, o destino a dar ao espaço onde ocorreu o incêndio, na noite de 13 de janeiro de 2018, ainda não foi decidido. “A situação não é fácil, porque fazer no mesmo sítio não é fácil, fazer noutro sítio também não é fácil, mas estamos ainda à espera das decisões”, referiu à Lusa o presidente da Associação Cultural, Recreativa e Humanitária de Vila Nova da Rainha, Jorge Dias.

O edifício esteve apreendido pela PJ até julho e, depois de voltar a ser disponibilizado à associação, Jorge Dias tinha anunciado que o iriam limpar para ficar com melhor aspeto.

No domingo, passa um ano do incêndio na associação. Nesse dia, o balanço foi de oito mortos e 38 feridos, entre ligeiros e graves, mas o número de mortos aumentou para onze nos dias seguintes.

Jorge Dias contou que, para assinalar a data, às 15h00 de domingo irá realizar-se uma missa de homenagem às vítimas na igreja de Vila Nova de Rainha, seguida de uma romagem ao cemitério.

A Associação Cultural, Recreativa e Humanitária de Vila Nova da Rainha não está no grupo de 71 associações com as quais a Câmara de Tondela celebrou protocolos para que possam implementar medidas de segurança contra incêndios.

“A associação de Vila Nova da Rainha, pelas circunstâncias do processo que está a decorrer, não foi objeto de vistoria”, explicou Miguel Torres, vereador da Câmara de Tondela.

No entanto, o vereador garantiu que há um diálogo com os seus dirigentes e que, se decidirem reerguer a associação, “têm sempre a Câmara como parceiro”.

Na sua opinião, para já, “a associação de Vila Nova da Rainha precisa de ter o seu tempo para definir como, quando e de que forma quer fazer a recuperação ou o que quer que seja”.

“E esse tempo tem que ser essas pessoas a geri-lo, não somos nós, nem são as condições mediáticas do acontecimento que o devem fazer”, frisou.

Poucos dias após o incêndio, o presidente da Câmara de Tondela, José António Jesus, explicou à Lusa que a associação “foi constituída em 1979, tendo desde então ocorrido diversas intervenções de construção/beneficiação”.

lusa.pt

Previous Um milhão de euros para projetos de inovação social no Pinhal Interior que abrange Oliveira do Hospital
Next Festa do Bodo realiza-se nos dias 19 e 20 de janeiro em Vila Pouca da Beira

Artigos Relacionados

Informação

Oliveira do Hospital assinalou Dia Internacional dos Monumentos e Sítios

Cerca de 50 crianças que frequentam os CAF da Fundação Aurélio Amaro Diniz e do Município de Oliveira do Hospital, participaram, ontem, na comemoração do Dia Internacional …

Cultura

Alunos do 1.º CEB sobem ao palco da Casa da Cultura César Oliveira

Esta sexta-feira, amanhã, dia 8 de junho, o Município de Oliveira do Hospital recebe a aventura “No Palco com o Gaspar e a Inês”, uma iniciativa dinamizada no âmbito do

Nacional

Incêndios: Já foram aceites 75 propostas de indemnização

A Provedora de Justiça recebeu, até hoje, 162 requerimentos de indemnizações, referentes a 74 vítimas mortais dos incêndios do ano passado,…

Última Hora

Região: Militares do GIPS identificaram suspeitos de furtos de combustível

A Unidade de Intervenção, através do Subagrupamento de Montanha do Grupo de Intervenção Proteção e Socorro (GIPS), que presta serviço na Serra da Estrela, no passado dia 13 de novembro,…

Região

Idanha-a-Nova: Homem morreu após ser eletrocutado em acidente de trabalho

Um homem de 45 anos morreu, na manhã desta sexta-feira, após ter sido eletrocutado em plena via pública.

Informação

Rafael Gomes foi o 3º melhor português no Triatlo XTerra da Golegã

No caminho para o Challenge de Roth (distância Ironman), Rafael Gomes foi o terceiro melhor português no triatlo Xterra da Golegã,…

Última Hora

Homem encontrou cannabis quando apanhava míscaros no concelho de Oliveira do Hospital

Um homem encontrou um porta sacos com mais de dois quilos de cannabis, quando procedia à apanha de míscaros na localidade de Pinheirinho, freguesia de Lourosa, no concelho de Oliveira

Sociedade

Jovens desaparecidas encontradas mortas em Montemor-o-Velho

As duas adolescentes que estavam desaparecidas desde quarta-feira em Montemor-o-Velho foram encontradas sem vida esta sexta-feira, aparentemente, colhidas por um comboio. A informação foi confirmada por fonte da GNR de

Região

Limpeza de terrenos tem de estar concluída até 15 de março

Todos os proprietários de terrenos localizados em espaços rurais têm até 15 de março para limpar o mato e podar árvores junto a casas isoladas, aldeias e estradas,… 

Informação

Incêndio desaloja homem em Mortágua

Um homem ficou hoje de madrugada desalojado na sequência de um incêndio numa casa em Rio Milheiro, Sobral, no concelho de Mortágua.

Politica

Atribuição de subsídios às freguesias vai dominar Assembleia Municipal de 8 de setembro

Está marcada para a próxima sexta-feira, dia 8 de setembro, a realização da última Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital, …

Região

“Empreendedorismo nas Escolas da Região de Coimbra” alargado ao 2.º Ciclo do Ensino Básico

No âmbito do projeto “Promoção do Espírito Empresarial da Região de Coimbra”, a CIM Região de Coimbra desenvolve no ano letivo 2017/2018 uma nova edição do programa “Empreendedorismo nas Escolas da