Aristides de Sousa Mendes homenageado em exposição na ONU

 Aristides de Sousa Mendes homenageado em exposição na ONU

image_pdfimage_print

Portugal homenageou  o diplomata Aristides de Sousa Mendes (1985-1954) na apresentação de uma exposição na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque, dedicada a diplomatas considerados ‘Justos Entre as Nações’.

A exposição na sede da ONU, intitulada ‘Beyond Duty’ (Além do dever), presta tributo ao português Aristides de Sousa Mendes e outros sete diplomatas internacionais, considerados ‘Justos Entre as Nações’, pelo Centro Mundial de Memória do Holocausto, Yad Vashem, por terem ajudado a salvar milhares de judeus durante a Segunda Guerra Mundial.

Na cerimónia ouviram-se discursos do secretário-geral da ONU, António Guterres e dos diplomatas portugueses Francisco Duarte Lopes, representante permanente de Portugal junta da ONU e Maria de Fátima Mendes, cônsul-geral de Portugal em Nova Iorque e familiar de Aristides de Sousa Mendes.

A organização do evento foi feita em conjunto pelas missões de representação na ONU de Portugal, Israel e Peru, em comemoração do dia internacional em memória das vítimas do holocausto, assinalado no dia 27 de janeiro.

Na cerimónia estiveram também presentes sobreviventes do holocausto e familiares das vítimas, como o porta-voz do secretário-geral, Stéphane Dujarric, que se emocionou ao honrar a presença dos convidados, entre os quais estava a mãe, que conseguiu salvar-se, com a sua família, quando era criança, com vistos concedidos pelo português Aristides de Sousa Mendes, para sair da Europa para os Estados Unidos da América.

António Guterres sublinhou, no seu discurso, a discriminação sobre minorias, o antissemitismo e os crimes de ódio e contra a humanidade que se registaram na história da Segunda Guerra Mundial, mostrando a “capacidade da humanidade de indiferença ao sofrimento”.

O secretário-geral da ONU disse que os diplomatas têm o “dever moral de aplicar o Estado de direito” e “os valores democráticos” e de defender, “com compaixão”, todos os seres humanos.

A comunidade internacional deve “manter fresca” a memória do holocausto, tal como as memórias que as vítimas nunca vão esquecer, disse António Guterres, apelando também que as instituições de direitos humanos e de educação sirvam ao comunidade judaica e toda a população mundial.

O embaixador de Portugal para as Nações Unidas, Francisco Duarte Lopes, utilizou a frase de Aristides de Sousa Mendes — “Prefiro estar com Deus contra os homens, do que com os homens contra Deus” — para se referir a um valor que “deve estar no centro de todas as religiões” o de amar os próximos como a si próprio.

Aristides de Sousa Mendes, primeiro diplomata reconhecido pelo centro Yad Vashem como ‘Justo Entre as Nações’, em 1966, foi cônsul em Bordéus, França, tendo dado vistos a milhares de judeus que tentavam escapar e tomou, assim, a decisão de “desobedecer a instruções explícitas do seu governo”, liderado por António de Oliveira Salazar, segundo descreve a exposição.

Aristides de Sousa Mendes, Sampaio Garrido, José Brito Mendes e Joaquim Carreira são os quatro portugueses distinguidos pelo Yad Vashem, entre mais de 25 mil nomes gravados no Memorial dos Justos, em Jerusalém.

Previous Região: Apanhados com 264 doses de droga em parque de estacionamento
Next Politécnico de Coimbra apresenta ação de promoção de utilização de garrafas de vidro e consumo de água da rede

Artigos Relacionados

Última Hora

Cáritas Coimbra promove 9ª Campanha de Prevenção de Maus Tratos a Crianças e Jovens

A Cáritas Diocesana de Coimbra promove, uma vez mais, o Laço Azul – Campanha de Prevenção de Maus Tratos a Crianças e Jovens durante o mês de abril.

Informação

Oliveira do Hospital já investiu 236 mil euros no Incentivo à Natalidade

O Município de Oliveira do Hospital investiu, até 31 de dezembro de 2015, 236 mil euros no incentivo à natalidade beneficiando 213 crianças de 213 famílias. Os números constam do

Destaque

Luís Antero e Tiago Cerveira voltam ao CineEco com “O rio-parte3”

A curta documental “O rio – parte 3”, da dupla de Oliveira do Hospital Luís Antero e Tiago Cerveira, marca presença no XXII CineEco – Festival Internacional de Cinema Ambiental,

Informação

Derrocada na Serra da Estrela condicionou trânsito. Situação já está resolvida

As fortes chuvas que se fazem sentir no distrito da Guarda provocaram uma derrocada no acesso a Manteigas, na Serra da Estrela.

Sociedade

Rádio Boa Nova comemora 31º aniversário com emissão especial

É já no próximo domingo, 19 de março, que a Rádio Boa Nova comemora o 31º aniversário. A efeméride vai ser assinalada com uma emissão especial.

Desporto

Rally Regional do Centro: Victor Matias quer fechar temporada com bom resultado

A cidade de Pombal recebe, no próximo fim-de-semana, a última prova do Troféu Rally Regional do Centro 2018, o Rali Alitém “A Oficina”.

Informação

Beiras e Serra da Estrela contra o encerramento de balcões da CGD

A Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIM-BSE) aprovou por unanimidade uma moção contra o encerramento dos balcões da Caixa Geral de Depósito (CGD), com os municípios a

Última Hora

Sopas reinaram em mais um Festival em Santa Ovaia

O Festival das Sopas voltou a animar Santa Ovaia, no concelho de Oliveira do Hospital. No sábado, foram várias as sopas a concurso num festival onde reinaram os sabores da

Região

Região: Queijo Serra da Estrela vai ter centro de investigação em Seia

O presidente da Câmara Municipal de Seia, Carlos Filipe Camelo, anunciou que a autarquia vai recorrer a fundos europeus para criar, no concelho,…

Região

Acidente no IC2 causa sete feridos

Sete pessoas sofreram ferimentos ligeiros, na manhã desta quinta-feira, na sequência de uma colisão entre dois veículos ligeiros, no IC2, perto de Pombal.

Última Hora

“O paradigma da doença mudou. O cancro já não é sinónimo de morte”

Foi ontem apresentado o projeto “Dou Mais Tempo à Vida” pela prevenção do cancro em Oliveira do Hospital, cujo objetivo é “informar e sensibilizar” a comunidade e que já conta

Informação

Diretor do Agrupamento de Escolas pede “canal aberto” no centro de saúde para situações não urgentes

O Diretor do Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital quer que os alunos, em situação de queda ou doença considerada “não urgente”, possam ser vistos primeiro …