Ana Abrunhosa entende que “se critério da população continuar”, o Interior está “condenado”

Ana Abrunhosa entende que “se critério da população continuar”, o Interior está “condenado”

image_pdfimage_print

A ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, disse hoje que o país precisa de alterar os critérios de criação…

… de serviços públicos para inverter a perda de população nos territórios do interior.

Na Guarda, na sessão comemorativa do Dia da Cidade, Ana Abrunhosa afirmou que “enquanto no país não mudarmos os critérios que presidem à criação dos serviços, e que presidem ao que quer que seja, os territórios do Interior vão sair sempre a perder”.

Segundo a ministra, a “primeira coisa” a fazer no país é “alterar os tradicionais critérios que levam à criação de tribunais, que levam à ampliação de centros de saúde, escolas, porque não há desenvolvimento do Interior enquanto forem estes os critérios a presidir às decisões políticas”.

“É a primeira grande mudança que temos que fazer, sob pena de termos um país abandonado, mas depois o preço que pagamos por esse abandono é bem mais elevado. Lembremo-nos dos incêndios, apenas”, concluiu a governante no seu discurso.

No final da sessão, em declarações aos jornalistas, Ana Abrunhosa referiu que para a criação de serviços o critério considerado é, “em geral”, o critério da população.

“Se continuar a ser esse critério da população a presidir à escolha do local dos serviços, estes territórios [do Interior] estão sempre condenados e, portanto, vão estar sempre a perder população, nunca vamos conseguir contrariar este círculo vicioso”, justificou.

Daí que, na sua opinião, “os critérios têm que mudar”, até porque os territórios do Interior “dão muito ao país”. “Dão a boa água, dão o bom ar, dão os bons alimentos e, portanto, o país tem uma dívida com estes territórios”, rematou.

Na sua intervenção, Ana Abrunhosa referiu ainda que o Governo tem um Ministério para a Coesão Territorial “para garantir que o Interior está próximo, que o Interior tem uma voz, que o Interior será ouvido”.

Disse ainda que o Interior “é muito diverso” e afirmou que não acredita que “seja só com medidas transversais”, como a redução das portagens nas autoestradas e dos impostos para as famílias e para as empresas, que seja alterada a realidade atual dos territórios mais desfavorecidos.

“Elas [as medidas] são importantes, não estou com isto a dizer que não as defendo, mas acredito que é olhando para cada território ‘per si’, tendo em conta as suas especificidades. Também não acredito que é com 100 projetos ou 100 anúncios que conseguimos alterar a realidade. É um passo de cada vez”, declarou.

E, a rematar, a titular da pasta da Coesão Territorial afirmou: “Mas uma coisa eu acredito: é que a transformação, a revitalização destes territórios, tem que ter como âncora estas cidades [como a Guarda]. E, depois, também não podemos esquecer os territórios rurais, para os quais temos que ter projetos concretos”.

Previous «Racismo e a Não discriminação» esteve em debate na Cerâmica Arganilense
Next Cabeça Aldeia Natal é ainda mais genuína e ecológica

Artigos Relacionados

Região

Região: Unidade de Ação Fiscal da GNR desmantelou rede de contrafação

A Unidade de Acção Fiscal, através do Destacamento de Acção Fiscal de Coimbra, desmantelou nos dia 19 e 20 de fevereiro, “uma rede organizada que se dedicava ao fabrico e

Última Hora

Aumento de nascimentos dá novo fôlego a creche de Travanca de Lagos

A freguesia de Travanca de Lagos, no concelho de Oliveira do Hospital assistiu ao aumento do número de nascimentos. A comprová-lo está o número de crianças a frequentar a creche

Última Hora

Politécnico de Coimbra assinalou Dia Mundial da Floresta e Dia Mundial da Água

O Serviço de Saúde Ocupacional e Ambiental do Politécnico de Coimbra (IPC) assinalou o Dia Mundial da Floresta, no dia 21 de março, e o Dia Mundial da Água, a

Educação

Associação de Pais dinamizou recolha solidária a favor do Banco de Recursos Sociais  

  No âmbito da sua participação no concurso “3R_Natal_Ambiental” promovido pela Câmara Municipal, a APAS – Associação de Pais e Encarregados de Educação …

Informação

Viseu: Dois homens detidos por tráfico de estupefacientes

O Comando Territorial de Viseu, através do Núcleo de Investigação Criminal de Viseu, deteve ontem, dia 28 de novembro, dois homens, com 33 e 40 anos, por tráfico de produtos

Última Hora

Tondela: Idoso de 76 anos detido por violência doméstica

Um homem de 76 anos está obrigado a usar pulseira eletrónica depois de ter sido detido pela GNR por violência doméstica em Tondela.

Informação

Incêndios: Pedido de indemnizações para feridos graves até 30 de maio

Os critérios para a atribuição de indemnizações por ferimentos graves, abrangendo danos físicos ou psíquicos, diretamente resultantes dos incêndios de junho e outubro já foram fixados,…

Informação

Chuva e descida da temperatura no fim-de-semana

No calendário, o outono chega na próxima segunda-feira, dia 23, mas tendo em conta a previsão do tempo para o fim-de-semana, parece que o verão já fez as malas.

Região

Menina de nove anos morreu em despiste de automóvel

Uma menina de nove anos faleceu na sequência de um acidente de viação, ontem à tarde, em Cabanões, nos arredores de Viseu. Segundo notícia avançada pelo JN, a menina seguia

Última Hora

Tábua: Homem de 80 anos morreu após ter sido atropelado

Um homem de 80 anos, residente em Percelada, morreu ontem após ter sido atropelado por um veículo ligeiro na EN230-6, naquela localidade da freguesia de Covas, Tábua.

Última Hora

Sampaense vence Sanjoanense por 84-80

Sampaense vence AD Sanjoanense por 84-80 no primeiro jogo da 2ª fase Grupo A da Proliga de Basquetebol. Uma partida dificil para a equipa da casa, que só no terceiro

Região

Penacova homenageou José Barbosa Santos Leite

No dia em que passaram 90 anos sobre a morte do Major Santos Leite, a Junta de Freguesia de Figueira de Lorvão homenageou, em parceria com a Câmara Municipal de