Alexandrino quer fazer “a diferença” com intervenção na Zona Histórica

Alexandrino quer fazer “a diferença” com intervenção na Zona Histórica

O executivo municipal de Oliveira do Hospital apresentou os pré projetos daquela que deverá ser a requalificação da Zona Histórica da cidade com a qual pretende “fazer a diferença” no concelho.

Em sessão extraordinária da Assembleia Municipal, o autarca José Carlos Alexandrino que cumpre o último mandato partilhou a motivação do seu executivo em dar uma vida nova à zona mais antiga da cidade. Olhando para a falta de atenção que foi dada pelos executivos anteriores ao seu à Zona Histórica, Alexandrino verifica que este é “o primeiro executivo que se preocupa com a Zona Histórica”. “É uma verdade nua”, referiu, notando que mal houve oportunidade de o município aceder aos fundos do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU), logo colocou a intervenção na Zona Histórica como prioritária.

Aos deputados, o autarca contou que teve a preocupação de procurar especialistas em intervenções em zonas históricas, razão pela qual contratou o professor Jorge Carvalho que, com a sua equipa, realizou os pré projetos de intervenção na Zona Histórica, possibilitando a candidatura aos apoios comunitários (até 31 de dezembro 2018)

A tomar por base resultados de um estudo, o autarca oliveirense referiu que antes de se falar da requalificação da Zona Histórica, “40 por cento das casas estavam degradadas”, sendo que agora rondam os 30 por cento as casas em más condições . “Houve já recuperação de 10 por cento pela iniciativa privada, que pode e deve ter um papel preponderante na zona histórica”, referiu, lembrando  que existem mecanismos financeiros para aquisição de casas em zonas históricas com taxas de juro mais baixas. Entre os planos do autarca está a criação de uma área residencial para estudantes do ensino superior para evitar o que se verificou este ano, em que 31 alunos não se matricularam na ESTGOH por falta de quarto ou devido aos preços elevados que são praticados.

Jorge Carvalho apresentou as linhas orientadoras de requalificação do centro histórico, em que se inserem os acessos, espaços verdes, estacionamentos. As atenções recaem sobretudo na chamada de praça institucional, ou seja o espaço entre a Câmara Municipal e o Tribunal.

As propostas apresentadas mereceram grandes elogios, sobretudo da bancada socialista que considera que é a primeira vez que a cidade está a ser pensada como um todo. O presidente da União de Freguesias de Oliveira do Hospital e S. Paio de Gramaços (PS) alertou para a importância de preservação do comércio local,  implementação de serviços nos pisos superiores e a criação do conceitos de albergues difusos. Bruno Amado, do PSD, questionou sobre as respostas em caso de incêndio.

Alexandrino não saiu do tema sem lembrar que a requalificação será feita por fases. “Não temos dinheiro para fazer isto tudo. Estamos a preparar o futuro e faremos o que pudermos”, concluiu.

Previous Rádio Boa Nova lança calendário promocional 2019
Next Carlos Cardoso, engenheiro informático, é convidado do Espaço BLC3- Ciência no Interior

Artigos Relacionados

Informação

EPAL promove educação ambiental em Alvôco das Várzeas

A EPAL- Grupo de Águas de Portugal promove, no próximo dia 21 de julho, uma ação de consciencialização ambiental na Praia Fluvial de Alvôco das Várzeas, no concelho de Oliveira

Última Hora

Igreja Matriz de Oliveira do Hospital recebe concerto de música barroca

A igreja matriz de Oliveira do Hospital recebe no próximo domingo, dia 9 de abril, às 18h00, um concerto de música barroca, que terá a participação de executantes da Orquestra

Informação

Autarca de Oliveira do Hospital pede para que “não se faça política da terra queimada”

José Carlos Alexandrino iniciou a sua intervenção na última reunião da Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital com um pedido que dirigiu…

Informação

GNR de Viseu deteve sete pessoas por tráfico de droga

O Comando Territorial de Viseu da GNR, através do Núcleo de Investigação Criminal de Moimenta da Beira, deteve nos dias 18 e 19 de fevereiro, sete homens com idades compreendidas…

Politica

Deputados do PS apoiam conclusão do IC6

O deputado socialista Pedro Coimbra defendeu, ontem, a conclusão do IC6,  para servir Oliveira do Hospital e outros municípios vizinhos. Na ocasião, o presidente da Câmara disse que em janeiro

Região

Deputada do PCP visita concelho de Oliveira do Hosital na sequência do trágico incêndio

Esta segunda-feira, 23 de Outubro, 2017, a partir das 14 horas, a Deputada do PCP , Ana Mesquita, estará em visita de trabalho ao concelho de Oliveiira do Hospital…

Cultura

Lucinda Maria apresenta novo livro em Lagares da Beira

O livro “Sonho?… Logo, Existo!” de Lucinda Maria vai ser apresentado sexta-feira, dia 26 de janeiro, pelas 21h00, na Biblioteca Ludoteca de Lagares da Beira. Trata-se do mais recente livro

Educação

Já está escolhido o “Postal de Natal Digital 2016”

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital promoveu, pelo terceiro ano consecutivo, o concurso “Postal de Natal Digital” dirigido aos alunos do 3.º Ciclo, do Ensino Secundário e do Ensino

Última Hora

João Nunes lidera nova associação que quer tornar “economia mais eficiente e mais amiga do ambiente”

O jovem oliveirense, João Nunes, é o impulsionador da recém criada Associação Portuguesa a Bioeconomia e Economia Circular (ALL) que quer contribuir para “tornar a economia mais eficiente e mais

Região

GNR procura homem desaparecido no concelho do Fundão

A GNR está a efetuar buscas para encontrar um homem de 61 anos que foi dado como desaparecido na freguesia do Castelejo, concelho do Fundão.

Cultura

Igreja Moçárabe de Lourosa comemora 100 anos de classificação como Monumento Nacional

No próximo dia 14 de junho comemoram-se em Lourosa, no concelho de Oliveira do Hospital, os 100 anos de classificação da Igreja Moçárabe…

Informação

Município de Penacova desativou 85 ninhos de vespa asiática desde o início do ano

O município de Penacova informou que tem procedido à desativação dos ninhos de vespa asiática, que são detetados na área geográfica do concelho, como medida de controlo da proliferação…