Agrupamento de Escolas acolhe 2360 alunos e aguarda “visto” para remoção de amianto (com vídeo)

Agrupamento de Escolas acolhe 2360 alunos e aguarda “visto” para remoção de amianto (com vídeo)

image_pdfimage_print

Começaram ontem e decorrem até amanhã as apresentações nas várias escolas do Agrupamento de Oliveira do Hospital. As aulas têm início na próxima sexta-feira, dia 14 de setembro.

O calendário foi partilhado na Rádio Boa Nova por Carlos Carvalheira, diretor do Agrupamento de Escolas, que adiantou que o arranque do ano letivo está acontecer de “forma faseada”. “Ontem começámos com as apresentações dos cursos profissionais. Amanhã, dar-se-ão as apresentações no 1º ciclo, 5 ,7º e 10º anos da escola sede. Nas escolas da periferia, amanhã é dia de apresentação para todos os anos. Na sexta-feira, dia 14, iniciam-se as aulas normalmente (para todos os alunos)”, referiu Carlos Carvalheira.

No novo ano letivo, o Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital vai contar com um universo de 2360 alunos, desde o pré-escolar até ao 12º ano. Segundo Carlos Carvalheira aquele número reflete um decréscimo em “cerca de 70 ou 80 alunos”. “Esta é uma tendência. Este ano (o decréscimo) não foi tão acentuado”, constata o responsável que em anos anteriores tem registado perdas de cerca de 100 alunos. Na Rádio Boa Nova, Carvalheira confessou-se preocupado com a escola de Lagares da Beira, onde “tem havido um grande decréscimo” e que parte para o novo ano letivo com 150 alunos, “o que manifestamente é um número muito baixo”. No que respeita aos restantes ex agrupamentos de escolas, o da Cordinha é o que apresenta “maior número de alunos, mais de 200”, seguindo-se a escola da Ponte das Três Entradas “com 180 alunos”.

No ano letivo que está a iniciar, o Agrupamento de Escolas vai contar com “304 a 308 professores, “20 a 21 funcionários dos serviços administrativos” e “cerca de 100 assistentes operacionais”. Carlos Carvalheira adianta que estes números são suficientes para o normal funcionamento do Agrupamento” que vai contar também com o apoio de dois psicólogos afetos à escola a tempo inteiro e um terceiro profissional a meio tempo. A estes profissionais junta-se também a equipa do projeto “Escola + Feliz” que é assegurado  pelo Município de Oliveira do Hospital.

A marcar o novo ano escolar está, contudo, o atraso no arranque das obras de requalificação da escola sede, de que faz parte a substituição das placas de fibrocimento (com amianto), num investimento de um milhão de Euros.  Estes eram trabalhos que o Agrupamento de Escolas e o Município de Oliveira do Hospital esperavam realizar no período de férias escolares, tendo até colocado as placas de substituição no recinto escolar. “Infelizmente, a burocracia faz com que as coisas demorem.  Estávamos na expectativa de realizar as obras neste período de interregno (férias), mas não foi possível. Ainda não foi emitido o visto (do Tribunal de Contas), explicou.  Na Rádio Boa Nova, Carlos Carvalheira lembrou que “este foi um processo que começou todo do zero” já que o Agrupamento não tinha a titularidade do terreno”. “Tem havido uma grande dificuldade”, contou.

Com as aulas à porta, o diretor do Agrupamento disse estar “à espera que de um dia para o outro venha o visto para serem iniciadas as obras”. Assegurou, porém, que os trabalhos de remoção das placas de fibrocimento não acontecerão em período de aulas, mas por ocasião de interrupção de atividades letivas (férias e/ou fins de semana). Para salvaguardar a segurança dos alunos, Carvalheira disse que já na manhã de hoje começaram a ser retirados os painéis de substituição, que se encontravam no recinto da escola. “A escola é responsável e tem dirigentes que se preocupam com a segurança dos alunos. Estejam tranquilos todos os pais e encarregados de educação”, frisou.

Previous Região: Detidos quatro homens por roubos, sequestro e homicídio
Next Oliveira do Hospital: Oito projetos a concurso para Memorial de homenagem às vítimas do incêndio

Artigos Relacionados

Última Hora

GNR de Leiria recebeu 24 denúncias em 2017 por descargas no domínio hídrico

O Comando Territorial de Leiria da GNR recebeu 24 denúncias em 2017 relacionadas com descargas no domínio hídrico na sua área de influência, das quais seis resultaram em processos-crime.

Politica

Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital reúne hoje em sessão extraordinária

Esta sexta feira, 29 de março, realiza-se uma sessão extraordinária da Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital. Os trabalhos têm início às 17h30.

Última Hora

Confira os resultados desportivos do fim-de-semana

A 28ª jornada da Série C do Campeonato Nacional ditou derrotas para o Futebol Clube de Oliveira do Hospital (FCOH) e a Associação Desportiva Nogueirense.

Região

Isabel Baltazar lança livro na Feira do Livro de Arganil

A autora Isabel Baltazar vai lançar o livro “Irene de Vasconcelos- a Europeia” na Feira do Livro de Arganil.

Última Hora

AMMA fechou e atirou 200 trabalhadores para o desemprego em Arganil

A empresa de confeções AMMA, especializada em fatos para homem e que trabalhou com diversas marcas internacionais e teve a marca própria “Carlo Viscontti”,…

Sociedade

“Temos registo de perto de 10 mil pessoas” que ajudaram Oliveira do Hospital no pós grande incêndio

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital prepara-se para, no próximo domingo, juntamente com o Presidente da República, agradecer a solidariedade …

Cultura

Município de Seia distingue personalidades e alunos no 32º aniversário de elevação a cidade

As comemorações do 32º aniversário de elevação de Seia a cidade iniciam-se amanhã, dia 3 de julho.

Informação

Penacova: casas ardidas isentas de IMI durante três anos

As habitações de Penacova consumidas pelas chamas nos incêndios de outubro vão estar isentas do IMI durante três anos.

Informação

Incêndio destruiu novo setor da fábrica da Roca em Cantanhede

Um incêndio que deflagrou ontem, cerca das 19h12, destruiu o setor mais recente da fábrica de torneiras da Roca, localizada na Zona Industrial de Cantanhede.

Informação

Meios de combate a incêndios reforçados a partir de hoje

Os meios de combate a incêndios vão ser reforçados a partir hoje, passando a estar no terreno 8.187 operacionais, apoiados por 1.879 viaturas e 40 meios aéreos, segundo a Diretiva

Última Hora

Comissão Independente com mandato para investigar fogos de outubro

A Assembleia da República aprovou hoje, só com a abstenção do PAN, uma resolução para que a Comissão Técnica Independente (CTI) constituída…

Informação

Oliveira do Hospital vai ter consultório de saúde oral no SNS

Três concelhos da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (CIM-RC) integram o grupo pioneiro do projeto dos médicos dentistas nos cuidados de saúde primários. Oliveira do Hospital faz parte do grupo e