52 Casas reconstruídas. “Não há casas a serem investigadas pelo Ministério Público porque houve um grande rigor” (com vídeo)

52 Casas reconstruídas. “Não há casas a serem investigadas pelo Ministério Público porque houve um grande rigor” (com vídeo)

image_pdfimage_print

Cinquenta e duas casas reconstruídas em Oliveira do Hospital é o balanço que faz José Carlos Alexandrino, presidente do Município, um ano após a tragédia que assolou o concelho.

Os dados foram divulgados hoje, após a visita do executivo camarário a uma das casas prontas a habitar depois de ter sido destruída pelo grande incêndio.

Trata-se da casa de Maria Conceição, no Seixo da Beira, que é uma das cinco reconstruídas através do consórcio. Segundo o autarca, as restantes tratam-se de casas com apoio até aos 25 mil euros, cujos proprietários são os donos da obra. A lesada sente-se, agora, “satisfeita” e “contente” por ter de volta a casa que era dos seus pais. Quanto à demora, Maria Conceição afirma que “não demorou muito”.

“Hoje sentimo-nos mais felizes do que ontem”, afirmou José Carlos Alexandrino, mostrando-se satisfeito apesar dos atrasos nas reconstruções. “Ninguém faz uma casa nova de repente”, disse, lembrando os problemas burocráticos que todo o processo implica.

Para José Carlos Alexandrino, o atraso deve-se ao rigor com que a sua equipa trabalha no que respeita à legalidade das situações. “Em Oliveira do Hospital não há casas a serem investigadas pelo Ministério Público porque houve um grande rigor. Temos a certeza que as casas que estão a ser reconstruídas eram de primeira habitação”, garantiu.

“Estou feliz mas amanhã estarei mais. E serei completamente feliz quando todas as pessoas terem o brilho dos olhos como esta senhora”, confessou o autarca.

Face a estes números, José Carlos Alexandrino garante que foi graças a um “esforço coletivo”, desde a sua equipa, aos presidentes de junta de freguesia e equipa da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional. “Ninguém constrói ou reconstrói um concelho sozinho”, reforçou.

Na ocasião, Pedro Almeida, administrador da Manteivias, empresa responsável por grande parte das reconstruções no concelho, adiantou que se trata de um “processo delicado” e, por isso, o atraso na conclusão das obras. Contudo, o responsável garantiu que têm “estado no terreno” para “cumprir a missão” de “devolver sorrisos”.

Beatriz Cruz (jornalista estagiária)

Previous José Carlos Alexandrino: “O concelho deve muito a estes empresários pela sua resiliência” (com vídeo)
Next Incêndios: Marcelo Rebelo de Sousa diz que o país tudo fará para vencer as "forças da natureza"

Artigos Relacionados

Informação

Guarda: homem ferido com gravidade após ter sido eletrocutado em posto de energia

Um homem ficou gravemente ferido após ter sido eletrocutado em posto de transformação de eletricidade que serve o Instituto Politécnico da Guarda.

Destaque

Conferência evidenciou “riqueza desportiva” do concelho de Oliveira do Hospital

O rendimento desportivo foi tema da 5ª edição do Ciclo de Conferências de Desporto, debate decorrido na passada sexta-feira, no Auditório do Crédito Caixa Agrícola, protagonizado por especialistas na área

Opinião

“Ca$h Resto Z€ro” com olhar sobre a “transparência”

Em mais um “Ca$h Resto Z€ro” na Rádio Boa Nova, Vítor Neves aplaude performance de Oliveira do Hospital no Índice de Transparência.

Desporto

CCPOH termina em 5º lugar o campeonato nacional da 2ª divisão de ténis de mesa

Na última jornada do campeonato nacional da 2ª divisão de ténis de mesa, disputada este sábado, o Clube de Caça e Pesca de Oliveira do Hospital (CCPOH) deslocou-se ao vizinho

Informação

Pingo Doce comemora 2º aniversário em Oliveira do Hospital

O Pingo Doce de Oliveira do Hospital comemora hoje, dia 4 de agosto, o 2º aniversário. A efeméride não passa despercebida junto dos clientes que hoje são brindados com café

Última Hora

CDS-PP ‘pisca o olho’ a José Carlos Alexandrino

Com as eleições autárquicas quase à porta, o CDS-PP  dirigiu um verdadeiro “piscar de olho” ao atual presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital. José Carlos Alexandrino assegurou não

Última Hora

2018 é quarto ano com menos fogos e o segundo com menos área ardida em dez anos

O ano de 2018 apresenta, até à data, o quarto valor mais reduzido em incêndios e o segundo mais baixo em área ardida da última década ao registar 6035 fogos

Informação

Sábado é o dia “Da Nossa Terra” no mercado de Oliveira do Hospital

Amanhã, 12 de março, realiza-se mais uma edição da Mostra de Produtos Biológicos e Agrícolas em Modo de Produção Tradicional de Oliveira do Hospital – “Da Nossa Terra”, no Mercado

Última Hora

Cooperativa da Beira Central vota balanço e contas de 2016 em Assembleia Geral

A Cooperativa Agro Pecuária da Beira Central reúne, esta quarta-feira, em Assembleia Geral ordinária numa sessão marcada paras as 17h00 no seu edifício localizado na Zona Industrial.

Última Hora

Câmara Oliveira do Hospital abre  gabinete de apoio técnico  para micro e pequenas empresas

O Município de Oliveira do Hospital vai disponibilizar a partir de segunda-feira, 12 de junho, apoio técnico aos promotores de candidaturas aos fundos comunitários …

Última Hora

Sinistralidade: oito detenções, 642 infrações e 69 acidentes no distrito de Coimbra

O Comando Territorial de Coimbra procedeu, de 16 a 22 de outubro, a várias operações, no distrito de Coimbra, como a prevenção e o combate à criminalidade violenta e a

Última Hora

Associação PIDS recupera tradições e confere novo fôlego à freguesia de Seixo da Beira (com vídeo)

Quase a terminar o roteiro pelas associações juvenis do país, o Secretário de Estado do Desporto e da Juventude visitou esta manhã a jovem associação PIDS, …