Calendário desportivo de fim-de-semana

A equipa sénior do Futebol Clube de Oliveira do Hospital (FCOH) vai disputar a 5ªa jornada da Série C do Campeonato Nacional frente ao Torreense.

A partida acontece às 15h00 de domingo, 22 de setembro, no Estádio Manuel Marques, Torres Vedras. Recorde-se que a equipa oliveirense, até ao momento, apenas somou empates na sua caminhada no Campeonato.

Miguel Valença, treinador do FCOH, fez a antevisão do jogo»»»»

Ainda no futebol, referir que a Divisão de Honra da Associação de Futebol de Coimbra inicia-se este domingo, dia 22 de setembro.

A Associação Desportiva Nogueirense recebe, em casa, pelas 15h00, a Académica. Daniel Santos, treinador da equipa, em entrevista à Rádio Boa Nova, fez a antevisão do jogo.

Por sua vez, a Associação Desportiva de Lagares da Beira disputa a 1ª jornada também em casa frente ao Eirense. João Rocha, em entrevista à Rádio Boa Nova, antevê um jogo “difícil e competitivo”.

Na modalidade de hóquei em patins, o Pavilhão Municipal de Oliveira do Hospital acolhe este sábado, dia 21 de setembro, o “Troféu Joaquim Caçapo 2019”, disputado pelos sub-19 e seniores.

Esta sexta-feira, joga-se a 1ª jornada do Campeonato Regional AZEMAD, sub-13, a decorrer no Pavilhão de Oliveira do Hospital. O encontro tem início às 19h30 e junta em campo o FCOH e a AA Coimbra B.




“Vamos intensificar a fiscalização em relação à qualidade das refeições”

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital assegurou, hoje, que vai ser intensificada a fiscalização…

… em relação à qualidade das refeições, que estão a ser servidas aos alunos do pré-escolar e 1º ciclo, desde o dia 2 de setembro.

A Rádio Boa Nova tomou conhecimento do descontentamento de vários encarregados de educação relativamente à qualidade das refeições que passaram a ser servidas por uma empresa às crianças do pré-escolar e 1º ciclo do concelho.

Na última reunião pública da Câmara Municipal, José Carlos Alexandrino tornou público que por “imposição legal” a Câmara Municipal se viu obrigada a contratar uma empresa de restauração para assegurar as refeições às crianças, substituindo-se a várias IPSS do concelho que o vinham fazendo e com qualidade. Já naquela reunião, José Carlos Alexandrino chegou a antever que “nunca teremos a qualidade que tivemos”.

Esta manhã, questionado sobre a posição do município face ao descontentamento dos pais relativamente à qualidade das refeições, José Carlos Alexandrino logo clarificou que “a Câmara nunca defendeu esta opção”, e que o que fez foi “buscar um acordo quadro” existente no âmbito da CIM da Região de Coimbra com a empresa em causa, para acelerar o processo, “porque senão ainda não tínhamos refeições”.

Aos pais, o autarca assegura: “vamos intensificar a fiscalização em relação à qualidade das refeições”. Segundo o autarca, está em causa a contratação de 185 mil refeições e “há um caderno de encargos” que tem que ser cumprido.

Passado ainda nem um mês, José Carlos Alexandrino admite que “neste início, a própria empresa não estava preparada para fazer este número de refeições”. “Tivemos que atualizar uma cozinha no Centro Escolar de Nogueira do Cravo, de onde partem as refeições para outras escolas”, disse ainda o autarca.

Para José Carlos Alexandrino “ainda não é a hora de se fazerem grandes balanços”. “Vamos fazer fiscalização, se não estivermos contentes teremos que encontrar outras soluções. Não posso garantir mais do que isso. É preciso dizer aos pais que estamos no início do ano letivo e que há reajustamentos que tivemos que fazer”, disse ainda o autarca.


A propósito desta matéria, o diretor do Agrupamento de Escolas, que hoje acompanhou o presidente da Câmara Municipal numa visita ao Jardim de Infância de Alvôco de Várzeas, disse “estar preocupado para que tudo decorra com normalidade”. “É claro que haverá situações que carecem de algum aperfeiçoamento”, referiu, Carlos Carvalheira, apelando aos pais para que sejam “positivos” e percebam que “as coisas irão melhorar”




Detido membro de gangue violento autor de diversos roubos com sequestro e um homicídio

A Polícia Judiciária deteve um homem, membro de um grupo violento e presumivelmente responsável pela prática…

… de diversos crimes de roubo, sequestro e de um homicídio, ocorridos nos concelhos de Leiria, Marinha Grande, Pombal, Figueira da Foz e Coimbra.

Em comunicado enviado à Rádio Boa Nova, a PJ refere que “os elementos do grupo atuavam encapuzados, por meio de arrombamento de portas ou janelas e usando armas brancas e bastões, penetravam em casas isoladas, habitadas por pessoas idosas, que eram surpreendidas durante a noite, sendo agredidas de forma gratuita, com extrema violência e depois amarradas”

“O indivíduo agora detido encontrava-se “a monte” desde setembro do ano passado, altura em que a Polícia Judiciária levou a cabo uma operação policial, denominada “Operação Sénior”, que incidiu em diversos locais da faixa litoral, entre as cidades da Figueira da Foz e a Marinha Grande, no âmbito da qual foram detidos os outros elementos do grupo”, referem as autoridades.

O detido de 43 anos de idade vai ser presente ao Tribunal de Leiria, tendo em vista a aplicação das medidas de coação.




Idoso detido por suspeita de abusar sexualmente de mulher com deficiência

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou a detenção de um homem, de 71 anos, pela presumível prática, reiterada, de crimes de abuso sexual…

… de pessoa incapaz de resistência, ocorridos em Coimbra, de que foi vítima uma mulher, de 44 anos.

Num comunicado enviado à Rádio Boa Nova, a PJ revela que, para cometer os abusos, o arguido aproveitou-se do facto de a vítima padecer de doença de foro mental, o que a torna incapaz de se determinar sexualmente.

O detido, que já tinha antecedentes criminais, foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicadas as medidas de coação de proibição de contactos e apresentações periódicas junto das autoridades.




Alexandrino quer voltar a ver JI com “10, 15 ou 20 alunos”. Autarca prepara arranque de novo centro escolar na cidade (com vídeo)

O Jardim de Infância (JI) de Alvôco de Várzeas foi, esta manhã, o local escolhido pelo Município de Oliveira do hospital para assinalar o arranque do novo ano escolar.

No espaço que é frequentado por sete crianças, José Carlos Alexandrino disse que a sua vontade é “que este Jardim de Infância volte a ter 10, 15 ou 20 alunos”.

O ato foi simbólico, mas a mensagem foi clara e de defesa da manutenção dos jardins de infância e das escolas do 1º ciclo nas freguesias do concelho. “Houve uma lei de fecho das escolas com menos de 16 alunos e o que aconteceu foi que as aldeias ficaram muito abandonadas”, afirmou, esta manhã, o presidente do Município oliveirense. José Carlos Alexandrino assegurou que o seu executivo tem defendido as escolas do 1º ciclo e os Jardins de Infância, evitando que os alunos sejam deslocados “porque as aldeias quando têm alunos ainda têm vida, e quando deixam de ter há uma série de consequências”.

Na visita ao Jardim de Infância de Alvôco, onde se cantaram os parabéns à pequena Andreia pelo seu 4º aniversário, Alexandrino foi claro: “o que queremos é que este Jardim de Infância volte a ter 10, 15 ou 20 alunos”. A par dos números da perda de alunos no país, que nos últimos 10 anos, foi na ordem dos dois milhões, e que considerou “dramático”, o autarca deu conta de que Oliveira do Hospital a situação “tem-se mantido estável “. “Este foi o ano em que (o concelho) perdeu o menor número de alunos”, observou.

No caso do Jardim de Infância de Alvôco de Várzeas, o autarca destacou a boa parceria e apoio que tem sido dado pela Junta de Freguesia e pelo CERCAV, instituição que assegura o apoio social na freguesia.

O futuro Centro Escolar “terá as melhores condições”

Ao mesmo tempo que defende a manutenção dos JI e escolas do 1º ciclo nas freguesias mais afastadas da sede de concelho, Alexandrino prepara o arranque do novo centro escolar num investimento a rondar os cinco milhões de Euros e que ficará situado junto à Escola Secundária da cidade. “Já adquirimos os terrenos. É um projeto que é um sonho meu e da vereadora da Educação”, referiu o autarca, explicando que a atual EB1 será depois remodelada para acolher a ESTGOH. Para José Carlos Alexandrino trata-se de “um ganho em duas frentes”.

O futuro Centro Escolar, que implica alteração de vias, tem um investimento associado de cinco milhões de Euros e está referenciado no Pacto de Coesão da CIM da Região de Coimbra, não sendo ainda certo o seu montante do seu financiamento. Alexandrino disse hoje que espera levar a abertura da adjudicação da obra à primeira reunião pública do executivo do mês de outubro. “Estaremos muitos próximos de lançar a obra”, referiu.

Na opinião do autarca, o futuro centro escolar “terá as melhores condições. Pode não ser inaugurado no meu tempo. Mas vai ser uma realidade”.

“O ano escolar começou de forma calma, tranquila e organizada”

Carlos Carvalheira, diretor do Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital, acompanhou o autarca na visita ao JI de Alvôco de Várzeas, onde fez um balanço positivo do início do novo ano escolar. “Começou de forma calma, tranquila e organizada”, referiu o responsável, notando, no caso concreto, que “o pré-escolar merece a atenção e dedicação” da direção do Agrupamento de Escolas”. Carvalheira sublinhou o “ensino de proximidade e de contacto com as populações”. “Esta é a escola pública que temos”, frisou, apreciando o trabalho de parceria com a Câmara Municipal e que “é importante mantermos”.


Esta manhã, Carlos Carvalheira referiu que, no novo ano letivo, o Agrupamento de Escolas oliveirense conta com um total de 2231 alunos, distribuídos por 17 salas de Jardim de Infância, 37 salas do 1º Ciclo e 85 turmas.




AD Lagares: “A equipa está extremamente motivada para fazer uma grande época” (com vídeo)

A poucos dias de iniciar o Campeonato da Divisão de Honra da Associação de Futebol de Coimbra, a Associação Desportiva (AD) de Lagares da Beira está “preparada” e “motivada” para “fazer a melhor época de sempre, ou seja conseguir ficar acima do 8º lugar da tabela classificativa, garante o treinador.

Em entrevista à Rádio Boa Nova, João Rocha, treinador da AD Lagares, afirmou que a sua equipa fez “uma boa pré-época e, por isso, está “preparada” para a luta no campeonato.

“A equipa está muito motivada e ansiosa para que chegue domingo”, defendeu.

Quanto ao plantel, o técnico adiantou que o “núcleo central” manteve-se mas “mais de metade do plantel foi renovado”, com escolhas de toda a equipa técnica que o acompanha.

“O objetivo é fazer a melhor época de sempre no Lagares da Beira”, disse, realçando que isso significa ficar acima da 8ª posição classificativa.

Para João Rocha, o sonho da subida de divisão “é uma ambição um pouco elevada no presente momento”.

“Os treinos têm corrido com grande intensidade e a equipa está extremamente motivada para fazer uma grande época”, garantiu.

Relativamente à primeira jornada do campeonato que será disputada em casa do Lagares já no próximo domingo, frente ao Eirense, o treinador antevê um “jogo difícil e competitivo”. “O Eirense é uma equipa que nos provoca sempre grandes dificuldades. É uma equipa muito estável, faz sempre épocas muito confortáveis”, concluiu.

 




“Uma equipa como o Nogueirense tem que sempre ambicionar estar nos Campeonatos Nacionais” (com vídeo)

Depois de uma “queda difícil”, que empurrou a Associação Desportiva Nogueirense (ADN) para os distritais, depois de nove épocas em campeonatos nacionais, o clube prepara-se para lutar por uma boa classificação e a subida de divisão esta época não é o “objetivo principal” do treinador.

Em entrevista à Rádio Boa Nova, Daniel Santos, novo treinador da ADN, afirmou que foi “fácil” aceitar o desafio de comandar a equipa sénior do clube de Nogueira do Cravo. “O Nogueirense é um clube com muita história e é sempre fácil aceitar um convite desta instituição”, justificou.

Daniel Santos, que antes já era treinador adjunto da equipa, ao lado de João Pires, referiu que encontrou “uma equipa que acabou de descer mas que tem a consciência tranquila pela época que fez”. “É uma equipa que tudo fez para não descer mas, infelizmente, na última jornada, isso aconteceu”, disse.

Crente de que “é uma equipa que tem toda a ambição e todo o valor para voltar aos Campeonatos Nacionais”, o treinador de 29 anos defende que esse “não é o primeiro objetivo” esta época.

“Uma equipa como o Nogueirense tem que sempre ambicionar estar nos Campeonatos Nacionais”, afirmou Daniel Santos.

Segundo o técnico, o objetivo para esta época que inicia já no domingo é “fazer um grande campeonato e estar nos primeiros lugares”.

Relativamente ao plantel, Daniel Santos referiu que, em relação à época passada, “ficaram poucos jogadores, apenas três”. “É um plantel quase novo, com muitos jogadores vindos da formação, que nunca jogaram no distrito de Coimbra, com alguma falta de experiência mas com muita ambição, muita vontade de viver e colocar o Nogueirense novamente onde merece”, referiu.

Quanto ao campeonato da Divisão de Honra da Associação de Futebol de Coimbra que se inicia já no próximo domingo, onde a ADN recebe, em casa, a Académica, o treinador antevê “alguma ansiedade”. É neste jogo da 1ª jornada que o plantel se vai conhecer melhor e o técnico vai observar “o que é que cada um pode dar” à equipa. “Estamos com muita vontade de vencer”, garantiu.

Questionado sobre o momento atual que vive o Nogueirense, Daniel Santos defendeu que o clube “está bem estruturado”, apesar do abalo que sofreu na época passada.

“Foi uma queda difícil mas uma queda que nos fez voltar à realidade e, se calhar, vamos voltar ainda mais fortes”, afirmou.

À Rádio Boa Nova, o treinador garantiu que “a curto prazo, este clube estará, outra vez, nos nacionais”.




Hóquei em Patins do FCOH organiza “Troféu Joaquim Caçapo” este sábado

A Secção de Hóquei em Patins do Futebol Clube de Oliveira do Hospital promove, este sábado, 21 de setembro, o “Troféu Joaquim Caçapo 2019”, a decorrer no Pavilhão Desportivo de Oliveira do Hospital.

Em nota enviada à Rádio Boa Nova, a direção da secção adianta que estarão  envolvidos os escalões de Sub-19 e Seniores.

Os clubes representados são o Futebol Clube do Porto, Futebol Clube de Oliveira do Hospital,   Académica de Coimbra e Centro de Actividades Recreativas Taipense.

Segundo a organização, este evento foi criado como forma de homenagear Joaquim Caçapo, antigo dirigente desta secção do FCOH que faleceu no dia 14 de janeiro de 2018.

 




Viseu: Homem detido por ter ateado um foco de incêndio florestal

A Polícia Judiciária, através da Diretoria do Centro, com a colaboração do Núcleo de Proteção Ambiental da GNR de Viseu, no passado dia 18 de setembro, deteve um homem, de 36 anos, desempregado,…

…pela presumível prática de um crime de incêndio florestal, ocorrido na noite de 29 de julho de 2019, numa freguesia do concelho de Viseu. 

Em comunicado enviado à Rádio Boa Nova, as autoridades referem que o suspeito, recorrendo a chama direta, terá colocado o foco de incêndio em zona florestal e agrícola, povoada com matos, pinheiros e várias dezenas de hectares de vinha da região do Dão, respetivamente, nas imediações da zona urbana.

O incêndio não atingiu proporções mais gravosas devido à rápida intervenção dos sapadores florestais e bombeiros.

O detido, sobre o qual recaem suspeitas de envolvimento em outros incêndios florestal, vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das adequadas medidas de coação.




Chuva e descida da temperatura no fim-de-semana

No calendário, o outono chega na próxima segunda-feira, dia 23, mas tendo em conta a previsão do tempo para o fim-de-semana, parece que o verão já fez as malas.

Para esta sexta-feira, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê períodos de céu muito nublado, apresentando-se muito nublado no litoral até final da manhã e para o final do dia e períodos de chuva, em geral fraca, em especial no litoral Centro e Sul até meio da tarde.

Os meteorologistas frisam também a possibilidade de ocorrência de aguaceiros e trovoada nas regiões do Interior. A par disso, esta sexta-feira fica também marcada por uma pequena descida da temperatura máxima nas regiões do interior Norte e Centro e na região Sul.

Beja, Vila Real e Bragança são os distritos que mais vão aquecer esta sexta-feira, não indo além dos 27ºC. No resto do território continental, as temperaturas máximas vão variar entre os 20ºC no Porto, os 23ºC em Lisboa e os 25ºC em Faro.

O cenário não melhorará no fim-de-semana, estando previstos para sábado períodos de chuva, por vezes forte no Norte e Centro, vento forte no litoral e terras altas, e novamente descida da temperatura máxima. Neste dia, Santarém será o distrito com a temperatura máxima mais alta, com 26ºC, e Guarda, com 18ºC, o distrito com a temperatura máxima mais baixa. Lisboa e Porto podem contar com 21ºC e 20ºC de máxima, respetivamente.

No domingo, a previsão aponta para céu muito nublado, diminuindo gradualmente de nebulosidade a partir da tarde e aguaceiros a Norte, diminuindo a intensidade e a frequência a partir da tarde.

Por Oliveira do Hospital, os termómetros variam, hoje, entre os 12 e os 25 graus. No sábado a máxima será de 22 e no domingo está prevista uma descida gradual das temperaturas, com a previsão de 10 graus de mínima e 18 de máxima.




Chapas de matrícula vão ser diferentes

O Conselho de Ministros aprovou, ontem, o diploma que altera o modelo de chapas de matrícula, introduzindo novas combinações de carateres…

… e um formato que harmoniza o modelo português com o da generalidade dos Estados da União Europeia.

Assim, foi aprovado o decreto-lei que altera o regulamento do número e chapa de matrícula, o código da estrada e o regulamento da habilitação legal para conduzir, introduzindo-se alguns ajustamentos de natureza técnica nos modelos de chapas de matrícula, adotando ainda um formato que simplifica a sua produção.

Adicionalmente – adianta uma nota do Conselho de Ministros – alterou-se o regime de emissão, revalidação, substituição, segundas vias e trocas de títulos de condução nacionais e estrangeiros, que passam a poder ser prestados nos Espaços Cidadão, pelos trabalhadores que prestam o atendimento do serviço.

Simultaneamente, o prazo de troca dos títulos de condução não comunitários é alterado de 90 dias para dois anos, alinhando-se com o regime previsto para a revalidação por caducidade das cartas de condução portuguesas.

Em dezembro último foi anunciada a passagem à nova série de matrículas, constituída por dois grupos de letras e outro central de dois algarismos, com previsão para o final de 2019.

De acordo com dados então disponibilizados pelo Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) à agência Lusa, ainda faltavam sensivelmente 500.000 matrículas, para a passagem à nova série, que está prevista para o final de 2019.

A nova série passará a ser constituída por dois grupos de duas letras e um grupo central de dois algarismos, mantendo-se a separação entre si por traços: AA-01-AA.

Segundo o IMT, a nova série permite atribuir cerca de 28 milhões de matrículas.

O IMT esclareceu que o novo número de matrículas tem efeito unicamente para viaturas novas.

A atribuição de matrículas é da responsabilidade do IMT, não sendo necessária qualquer ação por parte dos proprietários dos veículos.

com:jn.pt




Câmara de Arganil melhora acessos à Zona Industrial de Côja e ruas do Bairro de Côja

O Município de Arganil informou que vai avançar com as obras de requalificação do acesso à Zona Industrial de Côja e…

… de reabilitação das ruas do Bairro de Côja, na União das Freguesias de Côja e Barril de Alva. O investimento ultrapassa os 300 mil de euros e é suportado pela Câmara Municipal.

Em comunicado enviado à Rádio Boa Nova, a autarquia presidida por Luís Paulo Costa adianta que “a intervenção na Zona Industrial de Côja prevê a reabilitação da estrada que atravessa aquele polo, através da substituição do pavimento, de modo a contornar o considerável mau estado em que se encontra”.”Da mesma forma, estão previstos nos trabalhos de execução a colocação de sinalética vertical e horizontal e o alargamento da via em algumas zonas, garantindo uma largura constante de 6.30 metros em toda a faixa de rodagem”, refere.

Nas palavras de Luís Paulo Costa, presidente da autarquia, este investimento camarário “contribui não só para melhorar as condições de circulação, de segurança e de comodidade dos utentes que utilizam diariamente aquela estrada, como para melhorar as condições de atividade das empresas ali instaladas”. O autarca está convicto de que “vai resultar desta intervenção uma zona industrial mais atrativa, favorecendo a captação de novos investidores”.

As obras no Bairro de Côja preveem, de igual modo, a melhoria dos arruamentos, quer através da substituição do piso existente, quer através da recuperação e construção de novos passeios e sinalização horizontal. De forma a “responder às necessidades dos moradores de uma forma integral”, conforme destaca Luís Paulo Costa, “o Bairro vai também beneficiar de uma rede de drenagem de águas pluviais”.

O prazo previsto para a execução da empreitada é de 150 dias (5 meses), período durante o qual o presidente da Câmara apela aos residentes do Bairro “a melhor compreensão”, pelos inconvenientes que possam decorrer dos trabalhos, assegurando que “uma vez concluídas as obras, os moradores vão ficar garantidamente mais bem servidos”.




Região: Ex recluso novamente detido após assaltar sete casas de idosos

A GNR deteve, ontem, um homem com 32 anos, pelo crime de sete furtos qualificados, no concelho de Nelas, distrito de Viseu.

De acordo com comunicado das autoridades, o suspeito estava a ser investigado há cerca de cinco meses, por suspeitas de assaltar pessoas idosas, em situação vulnerável. O homem, através do método de arrobamento, furtava do interior das residências das vítimas, subtraindo, essencialmente, ouro e dinheiro.

Para além do mandado de detenção, os militares deram cumprimento a um mandado de busca domiciliária, onde foram aprendidos artigos utilizados para a prática dos furtos, nomeadamente, “passa montanhas, luvas, pé de cabra e outras ferramentas para arrombar portas”.

A GNR conseguiu ainda recuperar cinco mil euros furtados e entregar os mesmos aos legítimos proprietários.

O detido, que já cumpriu sete anos de pena efetiva pelo mesmo tipo de crime, foi presente no Tribunal Judicial de Nelas, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.




Homem detido em Castro Daire por suspeita de homicídio

A Polícia Judiciária deteve, ontem, em Castro Daire, um homem, de 44 anos, suspeito dos crimes de homicídio qualificado, roubo, profanação de cadáver e incêndio.

Em comunicado enviado à Rádio Boa Nova, a PJ esclarece que os factos ocorreram na noite de sexta-feira, dia 13 de setembro, em Parada de Ester,  no interior da residência da vítima. Na ocasião, e após uma breve discussão por motivo fútil, o arguido muniu-se de um objeto contundente e agrediu a vítima com violência, causando-lhe a morte.

Posteriormente, apoderou-se de diversos bens da vítima, colocando fogo no cadáver com o objetivo de destruir qualquer vestígio que o ligasse aos crimes cometidos.

Apesar disso, as diligências efetuadas pela Polícia Judiciária permitiram reunir os elementos de prova necessários e proceder à sua detenção.

O detido, empregado da construção civil e com antecedentes criminais pelo crime de tráfico de estupefaciente, vai ser presente à autoridade judiciária competente para primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.




Hóquei Patins: “Temos um projeto que vai ser extremamente produtivo para a modalidade” (com vídeo)

A marcar o início da nova época desportiva na secção de hóquei patins do Futebol Clube de Oliveira do Hospital (FCOH), está o “espírito de família” e a ambição para alcançar “os melhores resultados”.

Jorge Gouveia, novo diretor da secção, eleito para o próximo biénio, à Rádio Boa Nova referiu que “foi equacionado um projeto para dar seguimento a um trabalho que tem vindo a ser feito no clube, nomeadamente nesta modalidade e na patinagem artística.

O facto de a secção contar com cerca de 150 atletas, desde escolinhas, benjamins, escolares, sub-13, sub-15, sub-19, seniores e patinagem artística, é prova de que “as zonas do interior” conseguem elevar, com dignidade, a modalidade.

“Temos um projeto para este biénio que, entendemos nós, vai ser extremamente produtivo para a modalidade”, afirmou Jorge Gouveia.

Neste momento, esta secção do FCOH tem “uma grande fragilidade em termos de atletas”. “Temos que pensar que a modalidade sofreu alterações neste último ano”, afirmou o responsável, referindo-se às modificações realizadas por parte da Federação Portuguesa de Patinagem, que provocaram “oscilações” em clubes. “Houve, inclusivamente, clubes que deixaram de ter atletas e escalões. No nosso caso, conseguimos manter os escalões, à exceção do sub-17 porque subimos a sub-19”, deu conta.

Na modalidade de hóquei patins, participam 98 atletas que, entre vários escalões, lutam pela melhor classificação nos Campeonatos Regionais e no Campeonato Nacional de Seniores.

A esta altura, Jorge Gouveia revelou à Rádio Boa Nova que a direção está a “fazer uma aposta muito grande na iniciação e na formação” para combater a lacuna de saída de jogadores no futuro, aquando do ingresso ao ensino superior.

“Vamos estar coesos, com espírito de equipa, para que consigamos sair todos com bons resultados e, acima de tudo, criar um espírito de família no hóquei”, defendeu.

Quanto à subida de divisão da equipa sénior, Jorge Gouveia afirma que “o sonho faz parte do ser humano”. “Acredito nos atletas. Acredito na vontade que eles têm em dar um bom contributo. São atletas esforçados e, portanto, podemos sonhar em ter um bom resultado”, afirmou.

De olhos postos nesta nova época que agora se inicia, o novo diretor da secção apela a toda a população “a ir cada vez mais ao pavilhão e puxar pelos atletas”. “É importante esta massa associativa”, concluiu.




Presidente da Proteção Civil também é arguido no caso das golas

O presidente da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, Mourato Nunes, foi na quarta-feira constituído arguido na investigação ao negócio das golas antifumo,…

… juntamente com o secretário de Estado, disse hoje à Lusa fonte ligada ao processo.

Mourato Nunes, tenente-general e ex-comandante geral da GNR, foi constituído arguido, juntamente com o secretário de Estado da Proteção Civil, José Artur Neves, que no mesmo dia da operação do Ministério Público pediu a demissão do cargo, pasta que agora passará para a responsabilidade do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita.

O Ministério Público (MP) está a investigar os negócios efetuados no âmbito dos programas “Aldeia Segura”, “Pessoas Seguras”, nos quais foram distribuídos cerca de 70 mil ´kits´ com as golas antifumo, e “Rede Automática de Avisos à População” (SMS) por suspeitas de fraude na obtenção de subsídio, de participação económica em negócio e de corrupção.

Foram realizadas oito buscas domiciliárias e 46 não domiciliárias, no inquérito que é dirigido pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP).

As buscas decorreram em vários locais, incluindo o Ministério da Administração Interna, a Secretaria de Estado da Proteção Civil, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil e Comandos Distritais de Operações de Socorro e empresas que realizaram contratos com o Estado.

A operação tem a participação de seis magistrados do MP.

O caso das golas antifumo (golas que fazem parte do ‘kit’ distribuído à população no âmbito do programa “Aldeia Segura”, “Pessoas seguras”) levou o ministro da Administração Interna a pedir um “inquérito urgente” sobre a contratação de “material de sensibilização para incêndios”, a 27 de julho.

Dois dias depois da decisão do ministro, o adjunto do secretário de Estado da Proteção Civil, Francisco Ferreira, demitiu-se, depois de ter sido noticiado o seu envolvimento na escolha das empresas que produziram os ‘kits’ de emergência.




Altice Portugal anuncia investimentos na região Centro

A Altice Portugal iniciou, esta manhã, na Lousã, o périplo pela região Centro, onde anunciou o reforço de investimento em infraestruturação de fibra ótica.

Em comunicado enviado à Rádio Boa Nova, a Altice Portugal refere que “tem presente na sua estratégia o conceito de proximidade, que se estende além da aposta tecnológica, passando também pela proximidade ao território”. “Por isso, de forma transversal em todo o País, tem dotado de cobertura tecnológica de nova geração zonas de baixa densidade populacional, impulsionando assim novos investimentos privados e por consequência criando emprego e valor”, acrescenta.

Hoje e amanhã, 19 e 20 de setembro, o Conselho de Administração da Altice Portugal liderado pelo seu Presidente Executivo, Alexandre Fonseca,  desloca-se à Região Centro do País para um conjunto de iniciativas que “acrescentam valor ao território, nomeadamente reforço da expansão da fibra ótica, parcerias tecnológicas, parcerias com a Academia e ações de alargamento da responsabilidade social”.

Para além da Lousã, os concelhos a visitar são Mangualde, Coimbra, Pombal, Leiria, Batalha, Marinha Grande e Montemor-o-Velho.




Turismo Centro de Portugal eleita melhor região de turismo do país

A Turismo Centro de Portugal (TCP) foi reconhecida como a melhor região de turismo do país, durante a cerimónia de entrega dos Prémios Publituris Portugal Travel Awards, que decorreu na terça-feira em Cascais.

A TCP estava nomeada na categoria “Região de Turismo Nacional”, juntamente com as restantes regiões turísticas do país, tendo sido a grande vencedora da noite.

O galardão foi recebido por Pedro Machado e Jorge Loureiro, respetivamente presidente e vogal da comissão executiva da Turismo Centro de Portugal. Na ocasião, Pedro Machado fez questão de agradecer “à Publituris e ao júri” e de partilhar o prémio “com a equipa da Turismo do Centro e, em muito particular, com aquilo que representa hoje o Centro de Portugal”.

“O prémio enche-nos de alegria e orgulho. Lembro que o Centro de Portugal sofreu em 2017 contingências que ainda não estão ultrapassadas. Este prémio é, seguramente, um estímulo para as empresas e empresários, para os operadores turísticos e para todos aqueles que estão na cadeia de valor que o turismo hoje representa”, sublinhou Pedro Machado.

“Esta distinção representa, igualmente, o reforço do crescimento dos destinos turísticos que agora estão a emergir e que contribuem para o todo nacional. É seguramente com todos que fazemos um Portugal mais desenvolvido e mais justo”, acrescentou.

Os Publituris Portugal Travel Awards 2019, conhecidos como os “Óscares do Turismo” em Portugal e que vão já na 16.ª edição, destinam-se a premiar as melhores empresas, instituições, serviços e profissionais que se destacaram no setor do turismo no decorrer do último semestre de 2018 e o primeiro de 2019. Os vencedores resultam de uma média ponderada entre os votos dos assinantes da newsletter do jornal Publituris e dos votos de um júri.

É de destacar que esta é a segunda vez que a Turismo Centro de Portugal vence este prémio, depois de já o ter conquistado em 2015.




Agrupamento de Escolas entrega diplomas de Mérito Escolar e Companheirismo

O Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital entrega, na próxima sexta-feira, os diplomas alusivos ao Mérito Escolar e ao Companheirismo…

… alusivos ano letivo 2018/19, numa cerimónia que terá início às 21h30 e decorrerá no pavilhão desportivo da escola-sede, em Oliveira do Hospital.

“Num ato que constituirá uma grande comemoração de reconhecimento aos alunos que se destacaram no ano letivo passado, irão subir ao palco os que mais se distinguiram quer pelas classificações obtidas no final do ano letivo, quer pelas atitudes tomadas ao nível da cidadania e dos valores no interior da comunidade educativa”, refere a direção do Agrupamento em comunicado enviado à Rádio Boa Nova.

A cerimónia, aberta a toda a comunidade escolar,  contará ainda com a intervenção do Diretor do Agrupamento de Escolas, Carlos Carvalheira, e terá diversos momentos de animação, com atuações musicais a solo, recitais dos alunos do Conservatório de Seia que frequentam o ensino articulado no AEOH e apresentações do Clube de Ginástica.




Golas antifumo: Secretário de Estado da Proteção Civil demite-se

O secretário de Estado da Proteção Civil, José Artur Neves, demitiu-se esta quarta-feira, anunciou o ministério da Administração Interna em comunicado enviado à Rádio Boa Nova.

“Na sequência do pedido de exoneração, por motivos pessoais, do Secretário de Estado da Proteção Civil, o ministro da Administração Interna aceitou o pedido e transmitiu essa decisão ao Primeiro-Ministro”, pode ler-se na nota.

A demissão de José Artur Neves surge na sequência da polémica com as golas antifumo. No âmbito deste caso, a Unidade Nacional de Combate à Corrupção (UNCC) da Polícia Judiciária (PJ) fez esta quarta-feira buscas em vários locais, entre os quais o MAI e a sede da Proteção Civil.

A polémica das golas remonta a julho passado, por suspeitas de que eram inflamáveis. Uma teoria que os testes feitos acabaram por desmentir, mas as notícias não se ficaram por aí, e puseram a nu todo o negócio, levando o Ministério Público a abrir um processo que corre termos no Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP).

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, aceitou a exoneração do secretário de Estado da Proteção Civil, José Artur Neves, proposta pelo primeiro-ministro, informou a Presidência.




Bombeiros promovem prova de perícia para adquirir Compressor Cardiotorácico. Requalificação de Central de Comunicações fica concluída até ao final do mês

A corporação de Bombeiros Voluntários de Oliveira do Hospital (BVOH) promove no próximo domingo, dia 22 de setembro, uma Prova de Perícia Automóvel,…

… em alcatrão, que tem cariz solidário. O objetivo é angariação de verba para aquisição de um compressor cardiotorácico para equipar a Ambulância de Emergência (INEM).

A iniciativa, que marca o regresso das provas de perícia automóvel ao concelho de Oliveira do Hospital, vai decorrer a partir das 14h00, em recinto fechado, no espaço da feira mensal. Emídio Camacho, comandante dos BVOH referiu à Rádio Boa Nova que esta é uma iniciativa privada e não integra qualquer competição e está muito ligada ao conhecido bombeiro Tó Guilherme, que é um “elemento carismático” da corporação, que há já vários anos sofreu um grave acidente ao serviço da corporação, ficando privado a uma cadeira de rodas. “Esta é uma forma de o ajudar a diluir o seu tempo livre”, referiu Emídio Camacho que recorda os anos em que Tó Guilherme promoveu as provas de perícia automóvel com o falecido Jorge Faria da Cunha. Depois de um “interregno”, a iniciativa é agora retomada e já conta com elevado número de inscrições. Para o efeito, Emídio Camacho destaca a ajuda dada por Pedro Faria da Cunha, já habituado às provas de perícia e que levou a iniciativa ao conhecimento de muitos periceiros.


A iniciativa tem associada a vertente social, tendo em vista a aquisição de um compressor cardiotorácico, com custo associado de 10 mil Euros. Segundo o comandante este é um equipamento muito importante que poucas ambulâncias INEM possuem “devido ao seu custo avultado”.

Não substitui o socorrista, mas favorece o seu trabalho. O socorrista chega a ter cansaço e o aparelho permite não haver paragem (da manobra) até à ressuscitação e à chegada do apoio diferenciado”, explicou Emídio Camacho.

Para a aquisição do compressor cardiotorácico, a corporação iniciou a angariação de verbas com a iniciativa da “Desmancha do Porco” e pretende realizar outras ações com o mesmo propósito solidário. Emídio Camacho revela-se grato por toda a generosidade e solidariedade que tem sido dirigida à corporação seja por beneméritos, instituições, empresas e comunidade. “Temos um conceito de parceria”, comentou o comandante, notando que também a corporação presta serviços e colabora com a população.

“Está-se a remodelar a Central de Comunicações que é a espinha dorsal e funcional desta estrutura”

Até ao final do mês de setembro deverá, entretanto, ficar concluída a requalificação da Central de Comunicações da corporação de bombeiros oliveirense. À Rádio Boa Nova, Emídio Camacho referiu que o início dos trabalhos coincidiu com a época crítica dos incêndios florestais, notando porém que a obra já estava prevista no seio da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Oliveira do Hospital, dirigida por Arménio Tavares, que naquela altura encontrou “uma janela de oportunidade”.

Sem adiantar o valor do investimento, por esta ser matéria da direção da Associação Humanitária, o comandante destacou a importância da requalificação que está a ser feita, considerando que “a Central de Comunicações é a espinha dorsal e funcional” do corpo de bombeiros. “Houve necessidade de equiparmos com recursos mais modernos, que permitam aos operadores melhorar a intervenção, a qualidade de atendimento e expor todos os recursos que sejam necessários”. A intervenção contempla a ampliação do espaço da Central localizado logo à entrada do edifício (lado esquerdo), bem como a instalação de um sistema “totalmente digital”, “desde as comunicações de rádio, chamadas telefónicas, encaminhamento de viaturas, georreferenciação e localização de viaturas e de bombeiros através da rede Siresp”.

“Vai melhorar em todos os aspetos. É uma melhoria da noite para o dia, em relação às centrais de comunicações”, reforçou o comandante.




Região: Colisão provocou a morte a mulher septuagenária

Uma mulher com cerca de 70 anos morreu, hoje de manhã, numa colisão rodoviária na Estrada Municipal 557, em Cachouça, Idanha-a-Nova.

Segundo adiantou o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Castelo Branco, o acidente ocorreu entre dois veículos, um ligeiro de mercadorias e outro de passageiros.

Para além da vítima mortal, há ainda dois feridos ligeiros a registar, dois homens, de 53 e 71 anos.

A vítima mortal viajava no veículo ligeiro de mercadorias. O alerta foi dado pelas 11h22. Ao local acorreram 20 operacionais apoiados por nove veículos.




Município de Penacova mantém aposta na comparticipação de livros de fichas de trabalho

O Município de Penacova informou que, tal como foi deliberado em reunião ordinária de 19 de julho, irá assumir o  pagamento…rticipar o material escolar a todos os alunos do 1º ciclo do ensino básico das escolas públicas do Concelho de Penacova.

“O Município de Penacova irá comparticipar as fichas de atividades dos 1.º, 2.º, 3.º e 4.º anos, de acordo com os manuais escolares adotados pelo Agrupamento de Escolas de Penacova, para o ano letivo de 2019/2020 e mediante apresentação das faturas em nome do educando e preenchimento do respetivo requerimento de comparticipação”, adianta em comunicado enviado à Rádio Boa Nova.

Relativamente ao material escolar” será comparticipado o valor do escalão A definido pelo Ministério da Educação, ou seja, 16€ para todos os alunos. No entanto, como estratégia de desenvolvimento da economia local, só serão aceites faturas das fichas e material escolar adquirido em estabelecimentos comerciais sediados no Concelho”, explica.

O prazo para a apresentação do requerimento acompanhado das faturas das fichas e material escolar em nome do educando termina no próximo dia 18 de outubro de 2019, sendo que o pagamento aos requerentes será efetuado até ao dia 31 de dezembro de 2019.

Sandra Ralha, vereadora da autarquia penacovense, com o pelouro da ação social e educação, refere que “a Educação será sempre uma das premissas deste Executivo Municipal, e tudo o que seja possível para minorar as despesas das famílias nesta área deve ser tido em conta. Assim esta medida surge também com a componente social bem patente, pois a intenção é mesmo de aliviar, na medida do possível, os encargos sempre muito dispendiosos para quem por esta altura começa o seu ano letivo.”




“Ciclo do Pão” em Meruge recria “descasca, malha e rota dos milheirais”

A freguesia de Meruge promove, no próximo dia 21 de setembro, a 10ª edição do Ciclo do Pão que pretende recriar a “descasca, malha e rota dos milheirais”.

Este encontro com a tradição e a etnografia inicia-se na Lage Grande em Meruge, pelas 20h00, com a partida para a caminhada noturna, designada: “A Rota dos Milheirais”.

Segundo a organização, pretende-se serpentear por caminhos onde outrora existiram prados de milho, cevada, centeio e trigo nas margens do rio Cobral. Estes cereais ancestrais, davam vida aos moinhos de água da freguesia, moendo a farinha, matéria-prima essencial ao fabrico artesanal do pão de trigo, de cevada, broa, centeio, bem como dos bolos na telha de aveia. Nos tempos que correm, ainda se vêm alguns campos semeados de milho e de zaburro para alimento dos animais.

Terminado o percurso e reunidos os passeantes aos sedentários que se quedaram pela Lage Grande, dispõem-se as caneiras de milho pela eira e convocam-se os presentes a iniciar a “descasca”, também conhecida por “desfolhada”.

À força de dedos ou com a ajuda do espeto, a azáfama é grande, no afã de encontrar o “milho rei”, sortilégio de que apenas alguns vão usufruir. Quando a última espiga for descascada, dispõe-se a totalidade em cumprimento, para dar espaço aos malhadores, não sem antes ter lugar uma “ação de formação” elementar em malha, para os curiosos.

À voz de comando de um malhador experiente, o grupo vai descarregando a força dos manguais nas eiras dos cereais, passo à direita, passo atrás, sobre o cereal indefeso, até que o alarido das mulheres reclama uma paragem para varrer os grãos dispersos. É então que a cântara de vinho roda pelos malhadores, num ritual de partilha que se estende ao adjunto.

Terminada a malha, “ergue-se” o milho e recolhe-se limpo em sacas de sarapilheira com destino às tulhas, de onde sairá para o moinho e posteriormente em farinha para as masseiras onde mãos artífices o vão tender e no final do Ciclo o calor do forno comunitário o transformará em broa.

Pelas 21h30h, o Rancho Folclórico Cultural de Lagares da Beira, animará a festa, tocando e cantando modas alusivas à labuta da terra, enquanto é servida a merenda tradicional a todos os participantes, que não dispensa a sardinha frita em molho de escabeche, os bolos de farinha triga com canela, o queijo curado e os enchidos que dão fama à Freguesia de Meruge.

No recinto da Lage Grande, funcionará uma barraquinha de venda de produtos de fabrico artesanal (triga milhos, broa, bôlas, bolos, enchido, licores, compotas, mel…).

“Preservar a cultura popular, as nossas tradições e vivências e proporcionar o conhecimento de atividades que foram dominantes na vida do nosso povo, são os objetivos principais da recriação do “Ciclo do Pão”, refere a organização.




Município de Arganil assinala 40 anos do Serviço Nacional de Saúde com plantação da “Oliveira SNS”

O Serviço Nacional de Saúde completou 40 anos no dia 15 de setembro e o Dia Mundial da Pessoa com Doença de Alzheimer celebra-se no próximo sábado,…

… datas que pela proximidade temporal e simbolismo, o Município de Arganil assinala no próximo domingo, dia 22 de setembro.

As comemorações iniciam-se com o Passeio da Memória a partir, pelas 09h30, pelo segundo ano consecutivo, no Parque Verde Urbano do Sub-Paço para percorrer cerca de 6 km pela consciencialização da importância do diagnóstico atempado, redução do risco e sinais de alerta da Doença de Alzheimer.

A caminhada solidária, da responsabilidade da Alzheimer Portugal em parceria com esta autarquia, antecede a plantação da “Oliveira SNS”, “símbolo da paz e resiliência”, cerimónia por excelência da celebração do 40.º aniversário do SNS e homenagem ao seu fundador, Dr. António Arnaut.

À iniciativa que resulta do movimento nacional lançado pela Liga dos Amigos dos Hospitais da Universidade de Coimbra (LAHUC) ao qual a Câmara Municipal de Arganil respondeu afirmativamente, replica a cerimónia que assinalou os 30 anos do SNS, em Coimbra, a 15 de setembro de 2009 e cumpre o desejo do seu fundador “perpetuar o símbolo do Serviço Nacional de Saúde”. Acontece em Arganil, pelas 12h00, no Parque Verde Urbano do Sub-Paço, na presença da presidente da LAHUC, Isabel de Carvalho Garcia.