25 de abril em Oliveira do Hospital: “Felizmente estamos a virar a página” (com vídeo)

Na comemoração do 45º aniversário do 25 de abril de 1974, o presidente do Município de Oliveira do Hospital referiu, esta manhã, que “felizmente estamos a virar a página”.

Há um ano, o autarca oliveirense disse que o concelho tinha pela frente a “revolução do renascimento”.

Numa sessão evocativa que iniciou com o hino nacional e com a canção de abril “Grândola Vila Morena” pelo Coral de Sant’Ana, José Carlos Alexandrino olhava assim para o caminho percorrido pelo concelho após o grande incêndio, fazendo alusão àquilo que o próprio presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, referiu aquando da sua última visita ao concelho, de que o povo oliveirense está a recuperar do grande incêndio.

“Felizmente, estamos a virar a página, mas o incêndio continua a marcar a nossa atividade”, afirmou o autarca, lamentando que algumas reportagens televisivas “tentem desacreditar o nosso trabalho”. “Uma pessoa sente-se ferida”, confessou Alexandrino, informando que até ao momento está concluída a recuperação de 95 habitações e 27 estão em execução, estimando que até ao final de junho todas as habitações estejam recuperadas. Destacou ainda o apoio de 20 milhões de Euros que foram canalizados, através da CCDRC, e que têm possibilitado a recuperação das empresas. De um modo geral, a atuação do executivo foi no sentido de suprir as necessidades das “pessoas mais desfavorecidas”.

José Carlos Alexandrino recordou que foi sob a sua liderança que o Município começou a comemorar o 25 de Abril e assegurou que enquanto for presidente, o executivo continuará a comemorar “sempre” o 25 de abril. “Houve uma fase em que parece que quiseram apagar o 25 de abril”, comentou o autarca que, ao mesmo tempo, que se mostrou grato pelos que fizeram a revolução, lamentou ainda haja quem desconheça quem foi Salgueiro Maia”. “É preciso que as escolas ensinem como foi conquistar a liberdade e quem a conquistou”, afirmou o autarca. A encerrar a sessão comemorativa do 25 de abril, o autarca oliveirense considerou que “a nossa democracia não será plena enquanto tivermos uma morte por violência doméstica”. “Muitas vezes as mulheres são esquecidas”, lamentou José Carlos Alexandrino que quer ver edificado no concelho um monumento de homenagem a todas as mães de Oliveira do Hospital.


A importância que a mulher passou a ter após o 25 de abril já tinha sido destacada na sessão evocativa por Patrícia Lopes, representante do PS, mostrando o seu orgulho por ser mulher e mãe de uma menina e, enquanto professora poder ensinar e educar outras meninas. A educação acessível a todos foi uma das conquistas destacadas pela socialista, que sem ter vivido a revolução dos cravos, nos seus 38 anos entende que “certamente muito há ainda muito para fazer” e “não se pode dar a democracia como adquirida”.

A representar o PSD, a jovem Bárbara Coquim, agradeceu as conquistas de abril, mas questionou se os ideais estão a ser cumpridos: “será o povo que mais ordena?”. “Temos muito que fazer. É tempo para agir”, comentou a jovem social-democrata que apontou o dedo ao Serviço Nacional de Saúde “ineficaz”, ao sistema educativo igual ao de alguns anos atrás, “escolas frias e com poucas condições” e ao “interior deserto e despovoado”. “ Após o ensino superior, são poucos os jovens que regressam às suas terras”.

Preocupações que esta manhã foram também partilhadas pelo jovem Rafael Dias, representante do CDS-PP. “Não creio que seja para isto que se criou o 25 de abril”, afirmou, defendendo lutar por “um Portugal mais justo e mais coeso”.

Na comemoração do 25 de Abril em Oliveira do Hospital, onde a CDU não se fez representar, a presidente da Assembleia Municipal, Dulce Pássaro considerou que, entre os jovens, “há ainda um trabalho mais aprofundado a fazer”. “Não se valoriza e não se sabe o que é viver em liberdade”, afirmou a antiga ministra do Ambiente, que de entre as várias conquistas de abril destaca a o florescimento do poder local que é o que equivale à “vontade do povo”.

António Campos, oliveirense que foi perseguido pela PIDE e chegou a estar preso em período de ditadura, foi convidado especial da comemoração do 25 de abril. A recordar que “em Oliveira do Hospital estava (instalado) um centro de fascismo por excelência”, António Campos apelou a que agora aconteça uma “mudança de mentalidades”. “Fizemos a revolução da democracia e da liberdade. Hoje as pessoas têm medo e não têm ambição. Nenhum país se constrói pelo medo, tem que ser sempre pela ambição”, afirmou.

A comemoração do 45º aniversário do 25 de abril ficou ainda marcada pela participação de Lucinda Maria e Álvaro Assunção na entoação de poemas, assim como das pequenas Maria Inês e Madalena que leram excertos do livro “O Tesouro”. Abel Gouveia também explicou o material que tem exposto no Salão Nobre da autarquia, entre fotografias, documentos e provas da censura.

Ao final da manhã, foi ainda inaugurado o painel de azulejos alusivo à temática do 25 de abril e que foi realizado no âmbito do curso ministrado pelo CEARTE em Oliveira do Hospital.

Devido ao mau tempo, várias iniciativas que estavam agendadas para hoje e que deveriam decorrer ao ar livre foram canceladas. Destaque para o encontro de filarmónicas que deveria decorrer no Jardim Oliveira Mano, no centro da cidade, e que foi adiado, devendo acontecer no dia 10 de junho, Dia de Portugal, de Camões e das comunidades portuguesas.

Veja as fotos>>>




Assembleia Municipal  vota prestação de contas de 2018

A Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital reúne amanhã, 26 de abril, em sessão ordinária, pelas 14h30, no Salão Nobre do Município, destinada…

… à apreciação e votação dos documentos de prestação de contas do ano 2018.

A votação às contas dos ano passado constitui o ponto seis da Ordem de Trabalhos da Assembleia Municipal que também prevê, na mesma alínea a apreciação e votação do inventário de todos os bens, direitos e obrigações patrimoniais e respetiva avaliação. No último ponto da Ordem de Trabalho (7º), os deputados são chamados a apreciar e votar a proposta de aplicação do resultado líquido referente ao ano de 2018.

A Ordem de Trabalhos, que sucede ao período antes da Ordem do Dia e que é habitualmente marcado pelas intervenções dos eleitos naquele órgão, inicia (ponto um) com a informação acerca da atividade e da situação financeira do Município.

Segue-se a apreciação e votação da proposta de atribuição de subsídio às freguesias de Aldeia das Dez, Alvôco de Várzeas, S. Gião, Meruge, Nogueira do Cravo e Travanca de Lagos como compensação pelos custos suportados com os trabalhos complementares de recolha e transporte de Resíduos Sólidos Urbanos indiferenciados, no ano de 2017, no valor total de 19.468,80 Euros.

Do terceiro ponto consta a apreciação e votação da proposta de primeira revisão ao Plano Plurianual de Investimentos do ano de 2019, cujo valor ascende a 895.122, 17 Euros.

Segue-se, no ponto IV, a apreciação e votação da proposta de segunda revisão às Atividades Mais Relevantes, para o quadriénio 2018/2021, cujo valor ascende a 295 mil Euros.

No ponto cinco, os deputados vão apreciar e votar a proposta de segunda revisão ao Orçamento para o ano de 2019, cujo valor ascende a 2.490.122,17 Euros.




Região Centro cumpre metas da Vacinação com percentagens de 96%

As metas do Programa Nacional de Vacinação (PNV) estão a ser cumpridas no Centro do país, com percentagens iguais ou superiores a 96%, …

… segundo o boletim de avaliação regional, relativo a 2018, foi hoje anunciado.

Estas coberturas vacinais atingem “os níveis necessários para conferir imunidade de grupo e para cumprir os objetivos dos programas prioritários de erradicação da poliomielite e de eliminação do sarampo e da rubéola, na componente da vacinação”, frisa o boletim.

O documento divulgado pela Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC) adverte, no entanto, para a necessidade de ter em atenção as assimetrias a nível local, havendo necessidade de investir nas unidades de saúde com menores taxas de cobertura vacinal.

O boletim destaca os valores atingidos para a vacina contra o vírus do papiloma humano, que “são uma vez mais reveladores do trabalho efetuado”.

O documento foi divulgado a propósito da Semana Europeia da Vacinação 2019, que tem como tema central deste ano #VaccinesWork, as vacinas resultam.

com:lusa.pt




Renovar o Cartão de Cidadão vai demorar apenas cinco minutos

Pessoas com 25 anos ou mais e que tenham já os seus dados no sistema informático dos serviços de identificação, vão passar a poder renovar o cartão de cidadão…

… em qualquer loja do cidadão do país, demorando apenas cinco minutos.

Esta foi uma das medidas hoje apresentadas pela secretária de Estado da Justiça, Anabela Pedroso, e pelo secretário de Estado Adjunto e da Modernização Administrativa, Luís Goes Pinheiro, durante uma visita ao Espaço Cidadão da Misericórdia, em Lisboa, para anunciar inovações que visam contribuir para a redução das filas de espera e para a agilização do acesso aos serviços de emissão e renovação do cartão de cidadão.

Com a entrada em produção, prevista para 20 de maio, de uma nova versão do sistema informático de suporte às renovações de cartão de cidadão, será possível descentralizar e melhorar o fluxo de atendimento deste serviço, tornando-o, de acordo com o Ministério da Justiça (MJ), “mais cómodo, mais rápido”, mantendo simultaneamente os padrões de segurança.

A otimização do fluxo de atendimento, como resposta a algumas queixas do cidadãos no acesso ao serviço, resulta da possibilidade do processo de renovação do cartão de cidadão passar a ser efetuado em apenas cinco minutos (e não em 15 ou 20 minutos) desde que o cidadão tenha idade igual ou superior a 25 anos e já tenha guardado no sistema os seus dados, designadamente impressão digital, fotografia e altura, e os mesmos estejam atualizados.

Nesta primeira fase, o serviço vai ficar disponível nos Espaços Cidadão da área metropolitana de Lisboa, devendo gradualmente ser alargado a outros espaços de atendimento locais, como, por exemplo, juntas de freguesia e abrangerá também o atendimento digital assistido, que passará a ser prestado na modalidade de agendamento prévio.




PIDS inaugura requalificação da sede no dia 29 de abril

A Associação “Plano de Intervenção e Dinamização da Freguesia de Seixo da  Beira” (PIDS) vai inaugurar, na próxima segunda feira, 29 de abril, pelas 17h30 …

… a requalificação do seu edifício sede, a antiga escola primária da Sobreda.

Em comunicado enviado à Rádio Boa Nova, a associação informa que estas remodelações aconteceram ao abrigo de uma candidatura aprovada a um fundo lançado pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, denominado de “Fundo Recomeçar”, que era destinado a todas as Associações Juvenis sediadas nas freguesias afetadas pelos incêndios de outubro de 2017.

Para a Associação PIDS que é presidida pelo jovem Júlio Mendes “este é um grande passo para o desenvolvimento da associação”.

Recorde-se que em julho de 2017, a associação recebeu a visita do Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo.

 




Equipa “Ervedal Solidário” promove Noite de Fados

“Ervedal Solidário” promove, hoje, uma Noite de Fados, na Casa de Teatro da Sociedade Recreativa Ervadelense. A iniciativa está prevista para as 21h00 e reverte a favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro.

Com um custo de entrada de 2.5 Euros, a Noite de Fados vai contar com a participação dos fadistas Alice Oliveira, Manuela Zenha e Rogério Albernaz e dos músicos Diana Nunes, José Augusto, Mário Albernaz e Rafael Abrantes.

De referrir que “Ervedal Solidário” é uma das equipas que faz parte do projeto “Dou Mais Tempo à Vida” que decorre em Oliveira do Hospital, até ao dia 30 de junho, que visa promover iniciativas com o objetivo de sensibilizar a população acerca da doença e angarirar fundos para Liga Portuguesa Contra o Cancro.




Tábua cancela Corrida João Brandão devido ao mau tempo

A Corrida João Brandão inicialmente agendada para amanhã, dia 25 de abril, foi cancelada tendo em conta a previsão de vento forte e precipitação para todo o dia.

A organização da Corrida João Brandão informa que a data encontrada, junto dos serviços de cronometragem, nomeadamente a empresa Stopandgo, foi o dia 10 de junho de 2019 (Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas).

Todos os inscritos na Corrida João Brandão (10km), na Corrida e Caminhada dos Cravos (5km e Corrida em Família 600m), para o dia 25 de abril estão automaticamente inscritos para o dia 10 de junho de 2019. Os novos interessados em participar nesta prova desportiva poderão inscrever-se até ao dia 31 de maio de 2019




Oliveira do Hospital comemora feriado 25 de abril com várias iniciativas

Nos próximos dias, o Município de Oliveira do Hospital assinala o 45.º aniversário do 25 de Abril de 1974 com a dinamização de várias iniciativas que convidam à participação ativa de todos os oliveirenses, como exposições, concertos, encontros intergeracionais e tertúlias.

Segundo nota enviada à Rádio Boa Nova, o ponto alto das comemorações acontece na sessão solene evocativa, na quinta-feira, a partir das 10h30 nos Paços do Município. A cerimónia é antecedida por arruada na cidade, pelas Fanfarras dos Bombeiros Voluntários de Oliveira do Hospital e de Lagares da Beira e pelo hastear da bandeira com interpretação do Hino Nacional pela voz do Coral de Sant’Ana, com participação da Fanfarra e da Escolinha dos Bombeiros Voluntários de Lagares da Beira (10H00).

Será ainda inaugurado um painel de azulejo “Abril, Liberdade de Expressão” concebido no âmbito do curso de pintura do CEARTE bem como a exposição de fotografia/documental “Do Estado Novo ao 25 de abril”, cedida pelo docente de História, Abel Oliveira. Ao longo do dia irá disputar-se o “Troféu da Liberdade”, torneio de futsal no pavilhão municipal na cidade.

De destacar, na noite de 24 de abril, a inauguração da 5.ª Exposição Coletiva de Artes Plásticas, às 21h00 nos Paços do Município onde ficará patente até maio, seguida do concerto “Cantar Abril” com o grupo Musk Abril.

O público pode visitar várias exposições de abril patentes, até ao final do mês, em diversos espaços do concelho como as Bibliotecas Municipais de Oliveira do Hospital e de Lagares da Beira, Museu Municipal Dr. António Simões Saraiva, Bibliotecas Escolares e Paços do Município.

Do programa consta ainda a tertúlia “A celebrar Sophia”, na Biblioteca Municipal de Oliveira do Hospital, no dia 26 de abril às 21h00; o Encontro Internacional de Coros, no sábado a partir das 17h00, no salão nobre dos Bombeiros Voluntários de Oliveira do Hospital; e o espetáculo “InSomnio” (dia 27 de abril às 21h30) no Anfiteatro Romano da Bobadela no âmbito da programação cultural Coimbra Região de Cultura.

Neste mês, o projeto “Lar na Biblioteca” das Bibliotecas Públicas Municipais, nos dias 24 e 26 de abril em Lagares da Beira e Oliveira do Hospital, também convida os utentes seniores das IPSS concelhias a recordar “Onde estava no dia 25 de Abril de 1974?”; o Ciclo de Conversas da Literatura à Ciência teve como convidada Vera Dias, jovem oliveirense e investigadora em biotecnologia vegetal; o Clube de Leitura em Voz Alta também não deixou passar em claro a Revolução dos Cravos centrando-se no poeta António Gedeão e para os mais novos, ao longo do mês, as bibliotecas públicas municipais fazem animação de leitura “O 25 de abril para os mais pequenos”.

Face às condições climatéricas adversas desta semana, as iniciativas previstas para a tarde do dia 25 de abril, no Jardim Oliveira Mano, foram canceladas.




Vento forte e neve colocam vários distritos sob aviso amarelo

Sete distritos de Portugal continental estão hoje sob aviso amarelo devido à previsão de vento forte e queda de neve, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Os distritos de Viana do Castelo, Braga, Vila Real, Bragança, Porto, Viseu e Guarda estão desde as 06h00 de hoje e até às 18h00 de quinta-feira sob aviso amarelo devido à previsão de vento forte.

Estes sete distritos estão também sob aviso amarelo por causa da queda de neve entre as 03h35 de hoje e as 06h00 de sexta-feira.

O IPMA colocou também os distritos de Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Leiria, Lisboa e Setúbal sob aviso amarelo devido à previsão de vento forte entre as 06h00 de hoje e as 18h00 de quinta-feira.

Sob aviso amarelo estão ainda os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria, Lisboa e Setúbal por causa da agitação marítima. Segundo o IPMA, o aviso amarelo para agitação marítima vai estar em vigor entre as 03h00 de quinta-feira e as 15h00 de sexta-feira.

O aviso amarelo, o segundo menos grave, indica uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

O IPMA prevê para hoje céu geralmente muito nublado, períodos de chuva ou aguaceiros e possibilidade de ocorrência de trovoada durante a tarde, em especial no Interior.

Está também prevista queda de neve acima de 1000/1200 metros nas regiões Norte e Centro, subindo temporariamente a cota para 1400/1600 metros entre o meio da manhã e o final da tarde e pequena subida da temperatura, em especial da máxima.

A previsão aponta ainda para vento moderado predominando de sudoeste, soprando moderado a forte no litoral, com rajadas até 75 quilómetros por hora, e sendo forte com rajadas até 100 quilómetros por hora nas terras altas.

As temperaturas mínimas no continente vão oscilar entre os 2 graus (em Bragança) e os 11 (em Lisboa e em Faro) e as máximas entre os 11 (na Guarda) e os 19 (em Santarém).




Linha da Beira Alta esteve cortada após colisão entre comboio e viatura ligeira

A circulação na Linha da Beira Alta esteve interrompida desde as 02h30 devido a uma colisão entre um comboio e uma viatura ligeira em Cerdeira,…

… distrito da Guarda, que causou um morto, segundo a proteção civil. a circulação foi restabelecida às 6h50.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) da Guarda adiantou à agência Lusa que o alerta para o acidente foi dado às 02h27.

“Uma viatura ligeira foi abalroada por um comboio de passageiros na Linha da Beira Alta, perto da estação de Cerdeira, concelho do Sabugal. Há uma vítima mortal”, disse.

Na sequência da colisão, a Linha da Beira Alta foi cortada devido aos danos, não havendo ainda uma previsão para a normalização da circulação.

“Não há feridos a registar no comboio de passageiros. O comboio, apesar de danificado, acabou por seguir viagem. Não foi necessário fazer transbordo de passageiros”, disse a fonte, acrescentando que a linha ficou com danos, pelo que a circulação está interrompida.

Às 07h30 estavam no local 11 operacionais, com o apoio de quatro viaturas. Estiveram elementos dos bombeiros do Sabugal e da Guarda, da Guarda Nacional Republicana (GNR) e da IP.




GNR detetou 769 infrações na última semana no distrito de Coimbra

Na semana de 16 a 22 de abril, o Comando Territorial de Coimbra da GNR levou a efeito um conjunto de operações que visaram a prevenção e combate à criminalidade violenta…

… e fiscalização rodoviária.

Em comunicado enviado à Rádio Boa Nova, a GNR refere que procedeu 13 detenções em flagrante, destacando-se dez por condução sob efeito do álcool.

No mesmo período, as autoridades apreenderam duas armas de fogo, 10 doses de haxixe, duas armas brancas e um veículo.

A GNR destaca a deteção de 769 infrações, das quais 73 por excesso de velocidade, 41 relacionadas com tacógrafos, 29 por falta de inspeção periódica obrigatória,  20 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido, 16 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução e 10 por falta de cinto de segurança e/ou sistema de retenção de crianças.

No âmbito da fiscalização geral, a GNR emitiu 12 autos de contraordenação, dois na área da legislação policial e 10 no âmbito da legislação da proteção da natureza e do ambiente.

A GNR realizou ainda uma ação de sensibilização no âmbito da defesa florestal, tendo sido sendo sensibilizadas oito pessoas.




Equipa “Vida com Arte” realiza 1º Jantar de Gala solidário em Oliveira do Hospital (com vídeo)

No próximo dia 4 de maio, sábado, pelas 20h00 realiza-se o 1º Jantar de Gala Solidário promovido pela equipa “Vida Com Arte”, no âmbito do projeto “Dou Mais Tempo à Vida”, que decorre no concelho de Oliveira do Hospital até ao dia 30 de junho.

Cristina Carvalho e Fátima Oliveira, membros da equipa “Vida com Arte” com 12 elementos e liderada por Olga Duarte, explicaram na Rádio Boa Nova, em direto no noticiário das 15h00, que o jantar solidário vai decorrer no Salão Multiusos da Obra Dª Josefina da Fonseca, na cidade de Oliveira do Hospital, com valor de 20 Euros por pessoa, dos quais cinco Euros revertem a favor do Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC).

De acordo com as promotoras o objetivo é “a angariação de fundos para uma causa que nos une a todos”. “Achámos que poderia ser um jantar de gala para darmos valor à vida por uma causa que nos é tão sensível. Todos já tivemos um ou outro caso, mais perto ou menos perto…”, referiu Cristina Carvalho. Na Rádio Boa Nova, Fátima Oliveira explicou que a utilização do termo “Gala” não implica que as pessoas que marquem presença na iniciativa tenham que usar vestuário de gala. “O nome gala surge como uma forma de homenagear quem nos está a ajudar, nomeadamente artistas plásticos do concelho, que nos cederam obras de arte para leiloar, desde quadros a esculturas, entre outras peças”, explicou Fátima Oliveira.

O projeto “Dou Mais Tempo à Vida” está a ser dinamizado no concelho pelo grupo de voluntariado comunitário da Liga Portuguesa Contra o Cancro de Oliveira do Hospital, no âmbito do Núcleo Regional do Centro da LPCC.

Veja o vídeo>>>




Exposição Coletiva de Artes Plásticas é inaugurada amanhã em Oliveira do Hospital

Vai ser inaugurada amanhã, 24 de abril, pelas 21h00, a 5ª edição da Exposição Coletiva de Artes Plásticas no Salão Nobre dos Paços do Município de Oliveira do Hospital.

A exposição integra o programa comemorativo do 45º aniversário do 25 de abril de 1974 e é promovida pelo Município de Oliveira do Hospital, pelo projeto Friendly Municipality e pela associação OHsXXI.

A inauguração da exposição será seguida pelo concerto “Vozes de Abril”, com o grupo Musk Abril.




Alexandrino analisa “prós e contras”  para o concelho antes de avançar com candidatura à CIM da região de Coimbra

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, que exerce funções de presidente interino da Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra …

… até ao dia 2 de maio, está a equacionar a possibilidade de avançar com uma candidatura ao lugar deixado vago por João Ataíde.

Questionado pela Rádio Boa Nova, José Carlos Alexandrino referiu que “a CIM da Região de Coimbra traz-nos grandes responsabilidades”, e disse que a “grande maioria” dos seus colegas (autarcas da CIM) o têm “motivado e pressionado para ser candidato”.

O autarca lembrou que as eleições “estão marcadas para o dia 2 de maio” e que a acontecer uma candidatura da sua parte “será uma modificação muito grande” na sua própria vida. “Não era isso que eu esperava. Eu esperava que o Dr. João Ataíde levasse o seu mandato até ao fim, mas foi desafiado (para secretário de Estado do Ambiente) e desejo-lhe as maiores felicidades”.

Diante do atual cenário, José Carlos Alexandrino disse à RBN que está a “equacionar e a ver os prós e contras para os interesses do meu município, que têm que ser colocados à frente da minha própria vontade e interesses pessoais”. “Se calhar era mais fácil não aceitar neste momento”, comentou.

Até ao dia 2 de maio, data em que terá lugar o ato eleitoral, ainda decorrerão algumas reuniões “para conversarmos e percebermos os apoios”, disse o autarca, remetendo apara aquela data a sua decisão. “Só nesse dia haverá apresentação das listas”, reforçou.




Derrocada cortou estrada em Arouca. Desconhece-se a existência de vítimas

Um deslizamento de terras em Arouca, na segunda-feira à noite, deixou a EN326 cortada ao trânsito e, dada a acumulação de material derrocado,…

… ainda não permitiu confirmar a inexistência de vítimas, revelou hoje o comando local de bombeiros.

O incidente deu-se por volta das 23h30 numa área sem habitação situada entre Ponte da Ribeira e Mansores, perto do acesso à variante para acesso rápido a Arouca (distrito de Aveiro).

José Gonçalves, comandante dos Bombeiros Voluntários de Arouca adiantou que “naquela zona não vive ninguém, que é uma área deserta, mas não podemos dizer com certeza se há vítimas ou não porque, com o monte de terra que ali está, ainda não conseguimos saber se ficou alguém ou algum carro soterrado lá por baixo”.

José Gonçalves ainda não tem explicação para o sucedido, considerando que na segunda-feira “o dia esteve seco” e, mesmo ao final da tarde, não choveu em quantidade suficiente para justificar a derrocada.

O comandante notou, aliás, que “aquela zona sempre foi considerada estável e nunca representou qualquer perigo”, mas reconheceu que a encosta é constituída sobretudo por “lousa, que é uma pedra mais mole” e que poderá ter registado alterações não percetíveis à superfície.

A presidente da Câmara Municipal de Arouca, Margarida Belém, afirmou que a empresa pública Infraestruturas de Portugal “está a fazer a avaliação da situação, uma vez que se trata de uma estrada nacional”.

Os serviços municipais de Proteção Civil também estão a acompanhar o caso.

lusa.pt




Estradas na serra da Estrela encerradas devido à queda de neve

O acesso ao maciço central da Serra da Estrela está, desde hoje de manhã, encerrado devido à queda de neve e às condições meteorológicas adversas,…

… disse à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Castelo Branco.

Às 09h45, estavam encerrados os troços entre Piornos/Torre e Torre/Lagoa Comprida, informou a mesma fonte.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje “aguaceiros, por vezes de granizo e acompanhados de trovoada”, bem como “queda de neve acima de 1.000 metros nas regiões Norte e Centro”.




PSD: Membros da secção de Arganil tomaram posse na Comissão Política Distrital do PSD

Os novos Órgãos da Comissão Política Distrital do PSD tomaram posse no passado dia 16 de abril, na Casa da Cultura de Coimbra,…

… numa cerimónia que contou com a presença do líder do partido, Rui Rio. 

Paulo Leitão assumiu a liderança da Comissão Política Distrital do PSD, contando na sua equipa com os arganilenses Luís Almeida, presidente da Secção de Arganil, eleito primeiro vogal da Comissão Política Distrital, Ricardo Pereira Alves, que assume a vice-presidência da Assembleia Distrital, e Teresa Pereira, eleita vogal do Conselho de Jurisdição Distrital.

Atendendo à ausência de Maurício Marques, presidente da Mesa da Assembleia, na cerimónia de tomada de posse, assumiu Ricardo Pereira Alves a incumbência de empossar os membros recém-eleitos para os diversos órgãos distritais.

“A Secção do PSD de Arganil regozija-se pela forte representatividade do concelho nos órgãos distritais do partido, afirmando o seu envolvimento com o partido e assumindo o compromisso de continuar a trabalhar empenhada e ativamente pelas escolhas que melhor sirvam os interesses de Arganil e dos arganilenses”, refere a secção do PSD de Arganil em comunicado enviado à Rádio Boa Nova.

Ao presidente da renovada Comissão Política Distrital, a Secção de Arganil “endereça votos de sucesso no desempenho das suas funções, mostrando-se inteiramente convicta de que Paulo Leitão de tudo fará para concretizar as competências e o mérito que lhe são reconhecidos, ao serviço do partido”.




Operação “Páscoa” termina com 921 acidentes, 30 feridos graves e sete vítimas mortais

A GNR divulgou hoje que a “Operação Páscoa” realizada entre os dias 18 e 22 de abril terminou com o registo de 921 acidentes 30 feridos graves e sete vítimas mortais.

No período da Páscoa, a GNR intensificou o patrulhamento e a fiscalização nos principais eixos rodoviários, com a realização de várias ações por militares dos Comandos Territoriais e da Unidade Nacional de Trânsito que, diariamente, estiveram empenhados no patrulhamento rodoviário.

Em comunicado enviado à Rádio Boa Nova, a GNR refere que dos cerca de 21 200 condutores fiscalizados, 375 conduziam com excesso de álcool e, destes, 149 foram detidos por conduzirem com uma taxa de álcool no sangue igual ou superior a 1,2 g/l. Foram ainda detidas 46 pessoas por conduzirem sem habilitação legal.

A GNR detetou ainda 6 565 contraordenações rodoviárias, destacando-se 3 574 por excesso de velocidade; 327 por falta de inspeção periódica obrigatória;280 por anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização; 210 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução; 197 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças; 128 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório.

Neste período, a GNR registou 921 acidentes rodoviários, de onde resultaram 30 feridos graves e sete vítimas mortais.

A GNR adianta, em comunicado, que durante o ano de 2019, a GNR vai continuar a exercer uma fiscalização intensiva e terá uma especial preocupação com os comportamentos de risco dos condutores, sobretudo os que ponham em causa a sua segurança e a de terceiros.




Regressa a chuva, granizo e neve. Agitação marítima coloca três distritos sob aviso amarelo

Os distritos de Lisboa, Leiria, e Setúbal estão hoje sob aviso amarelo, até às 15h00, devido à previsão de agitação marítima forte, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O IPMA emitiu também aviso amarelo para o distrito de Leiria entre as 06h00 de quarta-feira e as 00h00 de quinta-feira devido à previsão de vento forte.

O IPMA prevê para hoje no continente céu geralmente muito nublado, diminuindo de nebulosidade na região Sul a partir do início da manhã e aguaceiros, mais intensos no litoral Norte e Centro, podendo ser de granizo e acompanhados de trovoada.

A previsão aponta também para queda de neve acima de 1.000 metros nas regiões Norte e Centro, formação de gelo em alguns locais no interior Norte e Centro e descida de temperatura, sendo acentuada da máxima.

Está também previsto vento fraco a moderado do quadrante oeste, soprando por vezes forte, com rajadas até 60 quilómetros por hora, na faixa costeira até ao meio da tarde, e sendo moderado a forte, por vezes com rajadas até 70 quilómetros por hora, nas terras altas.

As temperaturas mínimas vão oscilar entre os 02 graus Celsius (na Guarda) e os 09 (em Faro e no Porto) e as máximas entre os 07 (na Guarda) e os 16 (em Faro).




Portugal vai ser palco de exercício europeu de Proteção Civil

Portugal vai acolher o exercício europeu de proteção civil Cascade 19, o maior de sempre em território nacional, que se realiza entre 28 de maio e 1 de junho, com a participação de cinco outros países.

Organizado pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, com a colaboração da Direção-Geral da Autoridade Marítima e cofinanciado pela União Europeia, o exercício irá mobilizar mais de 600 operacionais de Portugal, Alemanha, Bélgica, Croácia, Espanha e França.

Em comunicado enviado à Rádio Boa Nova, a Proteção Civil adianta que o exercício decorrerá nos distritos de Aveiro, Évora, Lisboa e Setúbal, em cerca de 20 localidades e abrangendo mais de 60 cenários distintos.

Entre os cenários estão “condições meteorológicas adversas, como precipitação muito intensa no distrito de Aveiro, e um evento sísmico nos distritos de Évora, Lisboa e Setúbal, com uma série de ocorrências em cascata, como cheias, poluição marítima, ruturas de barragens, acidentes químicos, colapso de estruturas, acidentes ferroviários e rodoviários, e incêndios urbanos, cujas consequências são danos materiais avultados e um número significativo de vítimas mortais”.

O Cascade 19 visa treinar a resposta internacional na sequência do acionamento do Mecanismo de Proteção Civil da União e, simultaneamente, a resposta interna a emergências de elevada complexidade.

O exercício será objeto de avaliação por parte de um conjunto de observadores e avaliadores, nacionais e estrangeiros, de forma a prosseguir o seu objetivo último: identificar quer boas práticas quer falhas e constrangimentos, e melhorar aos diversos níveis os processos de gestão das emergências.

Entretanto, realiza-se na terça-feira, em Ílhavo, no Auditório do Museu Marítimo, a Conferência Final de Planeamento, com a participação de dezenas de entidades nacionais e das equipas estrangeiras, seguida de visita a alguns dos cenários do distrito de Aveiro.




Meio Mundo é ponto de venda do livro “Dia 15” editado pela Rádio Boa Nova

O livro “Dia 15”, lançado e editado pela Rádio Boa Nova, está disponível para compra, pelo valor de 10 Euros, na papelaria e livraria Meio Mundo, na cidade de Oliveira do Hospital.

O conhecido espaço assumiu-se como parceiro da Rádio Boa Nova na venda do livro que foi lançado no passado mês, por ocasião do 33º aniversário da estação que emite a partir de Oliveira do Hospital.

Recorde-se que “Dia 15” reúne um conjunto de histórias de sobrevivência e de coragem que foram notícia na Rádio Boa Nova, na sequência do grande incêndio de 15 de outubro de 2017.

Para Manuela Marques, proprietária da Meio Mundo, é “bastante importante” ter o livro à venda no seu espaço, uma vez que é um gosto “ter autores do concelho” nas suas bancas e é uma peça “relacionada com o dia 15”.

“Não poderíamos deixar de colaborar com a Rádio Boa Nova que é a rádio do concelho e estarmos todos interligados é importantíssimo”, afirmou a responsável.

“Dia 15” está em destaque na papelaria/ livraria porque “é algo que nós todos passámos em conjunto” e para que “as pessoas comprem e compreendem todo o trabalho que vocês fizeram” para “memória futura”, explicou Manuela Marques.

Quanto à adesão por parte dos clientes, a proprietária referiu que “têm demonstrado interesse” e que já vendeu alguns exemplares.

“Todas estas notícias têm a ver com as pessoas e claro que foi uma brilhante ideia colocá-las em papel”, concluiu.

A Rádio Boa Nova agradece à Meio Mundo a disponibilidade demonstrada para a venda do livro “Dia 15”.




Operação “Páscoa”: 4 908 infrações, 764 acidentes e 163 detenções até ao momento

A Operação” Páscoa 2019” da GNR arrancou na última quinta-feira e, até ontem à noite, registou um total de 764 acidentes que deram origem a 27 feridos em estado grave e a seis vítimas mortais.

Em termos comparativos com o ano passado – ainda que com menos um dia de operação na estrada – a GNR registou menos 210 acidentes rodoviários e o mesmo número de vítimas mortais (seis).

No entanto, o número de feridos graves subiu de 19 para 27.

De acordo com a GNR, até ontem à noite foram “fiscalizados cerca de 17 mil condutores, dos quais 303 conduziam com excesso de álcool e, destes, 123 foram detidos por conduzirem com uma taxa de álcool no sangue igual ou superior a 1,2 g/l. Foram ainda detidas 40 pessoas por conduzirem sem habilitação legal”.

Com muitas pessoas a regressarem esta segunda-feira a casa após as mini-férias da Páscoa, a GNR apela ao cuidado e ao respeito pelas normas do Código da Estrada por parte de todos os condutores para, assim, se evitarem mais acidentes e perdas de vidas.

Os números da Guarda Nacional Republicana ainda são provisórios, uma vez que a operação só termina às 24h00 desta segunda-feira.




Resultados desportivos do fim-de-semana

A três jornadas do fim do Campeonato Nacional, o Futebol Clube de Oliveira do Hospital (FCOH) conquistou três pontos, enquanto a Associação Desportiva Nogueirense não foi tão feliz.

Na 31ª jornada da Série C, o FCOH venceu o Peniche por 2-1, ocupando agora o 5º lugar, com 46 pontos. Por sua vez, o Nogueirense não foi tão feliz, perdendo, em casa, frente ao Anadia por 2-1. A equipa de Nogueira do Cravo segue no 10º lugar, com 41 pontos.´

Em basquetebol, o Sampaense Basket perdeu por 78-68 frente à Académica. Face a esta derrota na penúltima jornada da Fase da Promoção do Campeonato da Proliga, o Sampaense ocupa a 7ª posição, com 40 pontos.

Na modalidade de hóquei patins, os oliveirenses derrotaram o Mealhada por 7-4. Com esta vitória na antepenúltima jornada do Campeonato da 3ª Divisão da Zona Norte B, o FCOH segue em 4º lugar, com 40 pontos.




Semana arranca com chuva e descida da temperatura

Depois de um fim-de-semana de Páscoa de sol e calor, a nova semana arranca com chuva e descida da temperatura em todo o território nacional.

As condições meteorológicas vão começar a alterar-se já esta tarde. De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) irão registar-se “períodos de chuva a partir do meio da tarde”, bem como “vento por vezes forte” e ainda uma “descida da temperatura máxima, em especial no litoral oeste”.

Quanto à chuva é esperada em forma de aguaceiros fracos nas regiões Norte e no Interior centro, aumentando a sua intensidade ao longo do dia, ao mesmo tempo que se estenderá por todo o território português.

O IPMA avisa que existe a “possibilidade de queda de neve nos pontos mais altos da Serra da Estrela no final do dia”.

Relativamente ao vento, este irá começar por soprar em geral fraco, tornando-se moderado e por vezes forte com rajadas que podem atingir os 65 km/h, em especial nas terras altas.

A temperatura também irá descer ligeiramente, sendo os distritos de Santarém e Faro os mais quentes registando 23ºC de máxima.

Em sentido oposto estarão os distritos da Guarda (5ºC) e de Bragança e Viseu (6ºC) que terão, esta segunda-feira, as temperaturas mínimas mais baixas.




Português que morreu nos atentados do Sri Lanka era de Viseu e estava em lua-de-mel

A vítima portuguesa dos ataques terroristas no Sri Lanka, que ocorreram este fim-de-semana, é do distrito de Viseu. Trata-se de um homem de 30 anos que estava hospedado num hotel em Colombo que foi alvo dos atentados.

A vítima, Rui Lucas, tinha casado há cerca de uma semana e estava de lua-de-mel com a sua mulher que sobreviveu aos atentados.

“Era uma pessoa com um coração enorme, um grande amigo”, afirmou Augusto Teixeira sobre Rui Lucas, que desde 2013 era seu colaborador na T&T Multielétrica, empresa que presta serviços nas áreas das energias renováveis, domótica e segurança, eletricidade e climatização.

Consternado com a notícia da morte do amigo, o empresário disse que é um “momento particularmente difícil” para os cerca de 30 colaboradores da empresa onde Rui Lucas trabalhava, em Crasto de Campia, a cerca de 40 quilómetros de Viseu, cidade onde a vítima mortal dos ataques residia.

A mulher da vítima já pediu ajuda ao governo português para regressar. O consulado está a acompanhar a situação e a dar o apoio para segurança dos portugueses.

O Presidente da República disse que já teve “ocasião de falar com a viúva do cidadão português”. Marcelo Rebelo de Sousa acompanha “a dor da viúva e da família”.

Quanto a outros portugueses, o Presidente da República diz que “até agora não há confirmação de nenhuma outra vítima”.

Ainda de acordo com a Secretaria de Estado das Comunidades, ainda há outra família portuguesa nos locais dos ataques que também já solicitou ajuda para sair do país.

Este domingo de Páscoa fica marcado por vários ataques a hotéis de luxo e igrejas no Sri Lanka, tendo as explosões feito mais de duas centenas de mortes.

Fonte: Jornal do Centro

Foto: JN