“Reinventar o Interior: Natureza, Homem, Economia”, dia 4 de abril, às 18.30H, no auditório do Crédito Agrícola, em Oliveira do Hospital.

“Reinventar o Interior: Natureza, Homem, Economia é um debate aberto à comunidade e uma iniciativa do Departamento de Ciências Sociais e Humanas, vai realizar-se no dia 4 de abril, às 18.30H, no auditório do Crédito Agrícola, em Oliveira do Hospital.
 A decisão de realização  deste debate, surgiu da constatação do despovoamento desta área do interior do país que não tem parado de perder dinamismo socioeconómico e população, nestes últimos anos. Tal facto, foi agravado com a ocorrência dos incêndios e com as consequências deles decorrentes.
Este debate pretende fazer uma abordagem em diferentes domínios científicos do problema ( Meio Físico, Meio Social e  Económico), que se constituam como potencial de desenvolvimento do concelho e da região e promovam a fixação da população.
São intervenientes no debate os  Professores Doutores Lúcio Cunha – Geografia Física (FLUC); João Luís Fernandes – Geografia Humana e Geografia do Turismo (FLUC);  António Amaro – História Económica  (FEUC) e um representante  do CISE.
A moderação é de Vítor Neves e tem a colaboração da Rádio Boa Nova.
Debate reinventar o interior



Intermarché  é ponto de venda do livro “Dia 15” editado pela Rádio Boa Nova

O livro “Dia 15”, lançado pela Rádio Boa Nova no passado dia 19 de março, está disponível para compra, pelo valor de 10 Euros, na loja Intermarché na cidade de Oliveira do Hospital.

Jorge Graça e Cidália Lopes, gerentes do Intermarché assumiram-se como parceiros da Rádio Boa Nova na venda do livro recentemente editado, por ocasião do 33º aniversário da RBN, e que reúne um conjunto de histórias de sobrevivência e de coragem que foram notícia na Rádio Boa Nova, na sequência do grande incêndio de 15 de outubro de 2017.


“É com muito gosto que temos o vosso livro. É uma iniciativa incrível da vossa parte, a de editar um livro”, afirmou esta tarde Jorge Graça, em direto no Programa Peça que Passa.

Na opinião do responsável este é “um livro muito completo”. “Eu não gosto muito de falar dos incêndios, gosto de falar do que é positivo. Este é um livro de esperança. É muito importante olharmos para o que aconteceu como uma forma de melhorarmos, com mais velocidade, o nosso futuro. Muitas vezes os problemas, as crises, servem para abrimos os olhos e fazermos o que está por fazer. Que este livro seja um sinal de esperança”, referiu o responsável.

Para apelar à compra do livro “Dia 15”, o Intermarché conta com um painel informativo localizado à entrada da loja. Os clientes podem tomar contacto com o livro nas várias secções do Intermarché.

A Rádio Boa Nova agradece ao Intermarché a disponibilidade demonstrada para a venda do livro “dia 15”




Calendário desportivo de fim-de-semana

O Futebol Clube de Oliveira do Hospital (FCOH) e a Associação Desportiva Nogueirense (ADN) disputam, este domingo, 31 de março, a 28ª jornada da Série C do Campeonato Nacional, pelas 16h00.

O FCOH recebe, em casa, o Benfica Castelo Branco e a ADN desloca-se ao reduto do Santa Iria.

Na Divisão de Honra da Associação de Futebol de Coimbra, a Associação Desportiva de Lagares da Beira disputa a 23ª jornada frente ao Penelense. A partida acontece no campo de Lagares da Beira, este domingo.

Em basquetebol, o Sampaense Basket joga amanhã, 30 de março, frente ao Barreirense, primeiro classificado da Fase da Promoção da Proliga. A 11ª jornada acontece pelas 16h00 no Pavilhão Serafim Marques, em São Paio de Gramaços.

Na modalidade de hóquei patins, o FCOH joga em casa, no próximo domingo, pelas 18h30. A 22ª jornada do Campeonato da 3ª Divisão da Zona Norte B é disputada frente à ACD Gulpilhares.

Ainda neste fim-de-semana, no domingo, realiza-se a 5ª Corrida do Alva, organizada pelo Clube Maratona Vila Chã e o Clube Atlético de Oliveira do Hospital, que conta com três provas. A prova sénior, veteranos e prova aberta, a contar para o Campeonato Distrital de Estrada, tem início pelas 11h10 e conta com 12 km. Pelas 10h50 inicia-se uma caminhada com a extensão de 10 km. As provas dos escalões de formação (benjamins, infantis, iniciados, juvenis e juniores), que dizem respeito ao 5º Grande Prémio Jovem, estão previstas para as 10h10.




Nelas: Homem de 75 anos morre afogado em poço

Um homem de 75 anos caiu esta sexta-feira a um poço na localidade de Aguieira, em Nelas, no distrito de Viseu, acabando por perder a vida, …

… confirmou fonte do Comando Distrital de Operações e Socorro.

O alerta para uma situação de afogamento foi dado pelas 14h20 e chegados ao local os meios de socorro verificaram que  a vítima já se encontrava em paragem cardiorrespiratória. Segundo a mesma fonte, ainda foram feitas manobras de reanimação, mas o óbito acabou por ser declarado.

Para o local foram mobilizados os Bombeiros de Canas de Senhorim, o INEM e a GNR.

noticiasaominuto.com




GNR apreendeu duas armas e constituiu um arguido por suspeita de maus tratos a animais

O Comando Territorial de Coimbra, através do Núcleo de Investigação de Crimes e Contraordenações Ambientais, constituiu ontem como arguido um homem de 58 anos, …

… pela suspeita da prática do crime de maus tratos a animais, na localidade de Soure.

Em comunicado enviado à Rádio Boa Nova, a GNR refere que este foi o resultado de “uma investigação por maus tratos a animais, que decorre termos no Departamento de Investigação e Ação Penal de Coimbra,  em que um canídeo se introduziu num terreno alheio e, alegadamente, o proprietário do terreno o baleou gravemente”.

Os militares deram cumprimento a dois mandados de busca domiciliária e apreenderam duas caçadeiras, 36 cartuchos e uma cartucheira em cabedal.

O homem foi constituído arguido e sujeito à medida de coação de termo de identidade e residência.

Esta ação contou com a colaboração do Destacamento de Intervenção de Coimbra.




Seia volta a aderir à campanha “Abril – Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância”

“Pluralidade, diversidade cultural e colaboração é o tema subjacente à campanha nacional “Abril – Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância”, à qual Seia se associa pelo sexto ano consecutivo.

Lançada pela Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção de Crianças e Jovens, a organização do programa em Seia é da responsabilidade do Município de Seia e da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Seia (CPCJ) e conta com a realização de iniciativas diferenciadas, dirigidas à comunidade, aos pais, aos alunos, mas também destinadas a profissionais. As ações são desenvolvidas por entidades com competências em matéria de infância e juventude e têm como principais objetivos sensibilizar, formar e informar, para que as crianças cresçam saudáveis, felizes e seguras.

Para assinalar a causa, à semelhança das edições anteriores, os edifícios senenses ostentarão um Laço Azul, uma ação simbólica a que se associaram todas as escolas do concelho, Instituições Particulares de Solidariedade Social, Juntas e Uniões de Freguesia e os restantes serviços públicos da autarquia e demais entidades públicas.

O amplo programa contra os maus tratos infantis inicia com uma caminhada pelo Dia da consciencialização do autismo, na manhã do dia 2, dinamizada pelos agrupamentos de escoas do concelho. Durante a tarde, na Casa Municipal da Cultura, acontece a primeira oficina para profissionais, sob o tema “Somos uma família – intervenção no divórcio”, promovida por Rute Agulhas (psicóloga clínica).

O dia 4 de abril é dedicado ao cinema, proporcionado pelo 7ª Sena – Núcleo Cinéfilo de Seia. Durante o dia serão exibidas duas sessões cinematográfica com “Billy Elliot”, para alunos do ensino secundário, e à noite (às 21h30) o Cineteatro recebe o filme “Cafarnaum”. O cinema regressa no dia 25 de abril, com a exibição do filme “Inimigo da turma”.

Para a segunda semana de abril estão agendadas quatro oficinas. No dia 9, o Grupo de teatro universitário de intervenção do CAOJ da Beira Alta será responsável pela dinamização da oficina “questões de género, maternidade/paternidade responsável”, tendo como público os jovens participantes no FootPáscoa. Neste dia, durante a tarde, Ana Lourenço e Anabela Fonseca, do Instituto de Apoio à Criança (IAC), promovem uma sessão para profissionais sobre “os recreios e sua dinamização como forma de reduzir situações de violência”. No dia seguinte, João Caseiro (pedopsiquiatra no CHUC) abordará a temática da hiperatividade e défice de atenção, na oficina com e para pais.

Durante os dias 9 e 10 de abril e 2 de maio, os alunos do pré-escolar recebem a contadora de histórias da Biblioteca Municipal, Mariana Aires, nos Contos de todo o mundo.

A programação continua no dia 23 de abril com várias oficinas sobre sexualidade. Durante a manhã, Vânia Beliz (psicóloga clínica) promove a oficina “Sexualidade nos jovens: o que querem e o que precisam de saber” para alunos do ensino secundário. A sexualidade na deficiência é abordada mais tarde numa outra ação para profissionais, a cargo de Goretty Ribeiro (psicóloga clínica). A finalizar o dia, às 21h30, Vânia Beliz volta para mais uma palestra, esta com e para pais, sobre a temática da sexualidade – “Envelhecimento, amor e intimidade na idade madura”.

Na reta final do programa do mês da prevenção dos maus tratos infantis constam mais duas oficinas para alunos do ensino pré-escolar, sob o tema “Esqueci-me como se chama e outras histórias que me lembro”, dinamizada por Miguel Gouveia (Bruaá Editora).

A campanha termina a 30 de abril, com a formação de um laço humano no largo do município.




GNR multou ICNF por falta de limpeza da Mata Nacional de Leiria

A GNR multou o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) por falta de limpeza da Mata Nacional de Leiria.

Segundo informação enviada à agência Lusa, o Comando Territorial de Leiria informou que, até à data, é a primeira vez que o faz.

De acordo com o comandante da unidade, em causa estiveram “oito situações de falta de gestão de combustíveis na Mata Nacional de Leiria”, denunciadas a 25 de setembro de 2018 através da linha SOS Ambiente.

“Na sequência da análise das denúncias reportadas e posterior deslocação ao terreno, entre 09 de outubro e 06 de novembro de 2018, procedeu-se ao levantamento de oito autos de notícia por contraordenação”, acrescenta o Comando Territorial de Leiria da GNR.

Contactado pela agência Lusa, o ICNF reconhece ter sido notificado, mas apenas por quatro autos de contraordenação, “relativos a alegadas violações de normas do Sistema Nacional de Defesa da Floresta Contra Incêndios”.

O valor das contraordenações é ainda desconhecido, porque “os respetivos processos encontram-se em fase de instrução”, acrescenta o ICNF.

A ação da GNR foi divulgada pelo “Jornal da Marinha Grande” na edição de 21 de março de 2019. Segundo a notícia, a denúncia foi feita em março de 2018 por um munícipe não identificado, que terá reportado – à autarquia da Marinha Grande, PSP, GNR e Autoridade de Proteção Civil – situações de deficiente manutenção de áreas não ardidas no incêndio de 2017, que consumiu 86% da Mata Nacional de Leiria.

De acordo com o ICNF, “todas as situações que terão motivado a instauração de contraordenações estão ultrapassadas”.

Em causa, acrescenta o instituto, estavam “alegadas violações do n.º 2 do art.º 36 do Sistema de Defesa de Floresta Contra Incêndios”, que obriga à remoção de materiais de áreas ardidas numa faixa mínima de 25 metros para cada lado das faixas de circulação rodoviária.

Além disso, o mesmo diploma obriga “à gestão de combustível numa faixa exterior de proteção de largura mínima não inferior a 100 metros nos aglomerados populacionais inseridos ou confinantes com espaços florestais”, o que também não se verificava nos locais denunciados.

Para intervir nos locais alvo de denúncia, o ICNF informa que, ao abrigo do Código dos Contratos Públicos, procedeu à contratação de uma empresa, por não dispor de “meios suficientes para proceder à gestão de combustíveis na totalidade das áreas públicas”.

“A escassez de mão-de-obra especializada e as condições meteorológicas, que impediram e dificultaram muito a circulação de máquinas nas zonas rurais, levaram a que muitos dos trabalhos de gestão de combustível não pudessem ter sido realizados dentro dos prazos contratados, tendo sido concluídos logo que possível”, acrescenta o ICNF.

A GNR de Leiria avança que, na Mata Nacional de Leiria e até à data, estas foram primeiras situações em que autuou o ICNF.




Relógios adiantam uma hora na madrugada de domingo

Portugal vai adiantar os relógios uma hora na madrugada de domingo, dando início ao horário de verão, indica o Observatório Astronómico de Lisboa (OAL).

Na madrugada de 31 de março, no domingo, em Portugal continental e na Região Autónoma da Madeira, à 01h00 os relógios devem ser adiantados 60 minutos, passando para as 02h00.

Na Região Autónoma dos Açores, a mudança será feita à meia-noite, 00h00, de domingo, passando para a 01h00.

A hora legal volta a mudar a 27 de outubro, marcando a mudança para o regime de inverno, atrasando os relógios uma hora.

No final de agosto do ano passado, o presidente da Comissão Europeia, Jean Claude Juncker, anunciou que a instituição iria propor formalmente o fim da mudança de hora na União Europeia, depois de um inquérito não vinculativo feito a nível comunitário, segundo o qual mais de 80% dos inquiridos disseram preferir manter sempre o mesmo horário.

Em outubro, o primeiro-ministro, António Costa, defendeu que Portugal deve manter o atual regime bi-horário e ter uma hora de verão e uma hora de inverno, considerando que “o bom critério e único é o critério da ciência”.

Na terça-feira, o Parlamento Europeu pronunciou-se, em Estrasburgo, França, a favor da proposta de fim da mudança de hora bianual, mas apenas em 2021, e não já este ano, como propunha inicialmente a Comissão Europeia.

Segundo o Parlamento Europeu, caberá a cada Estado-membro decidir se quer aplicar a hora de verão ou a hora de inverno, mas os países da União Europeia deverão todavia coordenar entre si a escolha das respetivas horas legais, de modo a salvaguardar o bom funcionamento do mercado interno, e notificar essa decisão a Bruxelas até 1 de abril de 2020, o mais tardar.

O relatório propõe que a última mudança obrigatória para a hora de verão ocorra no último domingo de março de 2021. Os Estados-membros que optem pela hora de inverno acertariam ainda uma vez os relógios no último domingo de outubro de 2021. Após essa data, as mudanças de hora sazonais deixariam de ser possíveis.

O atual regime de mudança da hora é regulado por uma diretiva (lei comunitária) de 2000, que prevê que todos os anos os relógios sejam, respetivamente, adiantados e atrasados uma hora no último domingo de março e no último domingo de outubro, marcando o início e o fim da hora de verão.




Viseu: Idoso de 84 anos morre atropelado dentro de instituição

Um idoso de 84 anos morreu, esta sexta-feira, atropelado por um autocarro no interior da Fundação Mariana Seixas, em Ranhados, Viseu. A notícia é avançada pelo Correio da Manhã.

O alerta foi dado às 9h00. De acordo com o jornal, ao que tudo indica, um autocarro fazia uma manobra quando atropelou o homem, que será utente da instituição.

Os Bombeiros Municipais de Viseu estiveram no local, assim como a PSP.

Fonte e foto: Correio da Manhã




Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital reúne hoje em sessão extraordinária

Esta sexta feira, 29 de março, realiza-se uma sessão extraordinária da Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital. Os trabalhos têm início às 17h30.

A reunião de trabalho conta com três prontos na Ordem do Dia. Do primeiro ponto consta a Proposta de Transferência de Competências para as autarquias locais e entidades intermunicipais.

Segue-se, no ponto dois, a proposta de atribuição de subsídio à Freguesia de Lourosa e, no terceiro ponto, a Proposta de atribuição de subsídio à União de Freguesias de Penalva de Alva e S. Sebastião da Feira.




Polícia Judiciária deteve um homem suspeito da prática dos crimes de abuso sexual de crianças

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Leiria, deteve um homem pela presumível autoria dos crimes “de abuso sexual de crianças,…

…na sequência de denúncia feita por uma menor”.

“Aproveitando a situação de proximidade com a vítima, o suspeito, nos últimos três anos, terá praticado vários atos sexuais de relevo, obrigando a criança ao silêncio e a nada dizer, factos ocorridos na zona de Tomar”, adianta a PJ em comunicado.

O detido, de 31 anos de idade, sucateiro, foi detido e presente no dia de ontem a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.




Politécnico de Coimbra liga-se ao planeta

O Politécnico de Coimbra vai estar ainda mais ligado ao Planeta no próximo sábado, dia 30 de março, entre as 20h30 e as 21h30, ao aderir à “Hora do Planeta”. Esta iniciativa é da World Wildlife…

…Fund (WWF) e consiste em apagar as luzes para alertar a população para a necessidade de proteger o planeta contra os efeitos nefastos das alterações climáticas.

Recorde-se que a “Hora do Planeta” se concretiza, anualmente, desde 2007, quando em Sidney, na Austrália, 2,2 milhões de pessoas e mais de duas mil empresas apagaram as luzes por uma hora, para mostrarem o seu apoio a esta causa. Dez anos depois, a Hora do Planeta tornou-se num movimento de sustentabilidade global com mais de 3.5 mil milhões de pessoas, em 188 países a mostrarem o seu apoio a esta causa ao desligarem, simbolicamente, as suas luzes.

O Politécnico de Coimbra não quis ficar de fora deste movimento e, nesse sentido, vai apagar as luzes como forma de contribuir e consciencializar para o alcance de um planeta saudável, conforme ambicionado no âmbito do seu projeto “Politécnico de Coimbra +Sustentável”.

“Junte-se ao Politécnico de Coimbra e ligue-se ao Planeta!” é o apelo deste Instituto.

 




Fim-de-semana com calor mas com céu nublado e aguaceiros

Este fim-de-semana os termómetros não vão registar descida das temperaturas, mas o céu apresentará períodos de céu muito nublado e aguaceiros.

De acordo com a previsão do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), para este sábado há previsão de períodos de céu muito nublado, apresentando-se pouco nublado ou limpo nas regiões Norte e Centro até ao início da tarde. Há ainda a possibilidade de ocorrência de aguaceiros nas regiões do interior durante a tarde.

Quanto ao vento, irá soprar moderado (até 25 km/h) do quadrante leste, rodando para o quadrante norte a partir da tarde, e soprando moderado (25 a 35 km/h) no Algarve até meio da tarde. Nas terras altas das regiões Centro e Sul, o vento será moderado a forte (25 a 40 km/h) do quadrante leste até final da manhã. Para o final da noite é esperado um acentuado arrefecimento noturno.

Para domingo o cenário esperado é muito idêntico. São previsíveis períodos de céu muito nublado, possibilidade de ocorrência de aguaceiros nas regiões do interior, em especial durante a tarde.

O vento, por sua vez, soprará em geral fraco do quadrante leste, tornando-se gradualmente do quadrante norte, e soprando por vezes moderado (20 a 35 km/h) nas terras altas.

Quanto à temperatura, esta irá variar entre os 19ºC de máxima (Faro), os 20ºC (Porto e Viseu), os 22ºC (Viana e Lisboa), os 23ºC (Aveiro) e os 24ºC (Setúbal, Santarém, Leiria e Braga).

No sábado, o concelho de Oliveira do Hospital vai contar com céu parcialmente nublado, com temperaturas a rondar os 7º de mínima e 20º de máxima. No domingo estão previstos aguaceiros e as temperaturas vão oscilar entre os 8º e os 19º.




Covilhã: Nove pessoas desalojadas devido a incêndio em habitação

Um incêndio numa habitação na Covilhã, na noite de quinta-feira, deixou uma residência inabitável e desalojou nove pessoas, que foram para casa de familiares.

Segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Castelo Branco, o alerta foi dado às 22h58 para um incêndio habitacional. A habitação unifamiliar foi totalmente tomada pelas chamas, mas a situação entrou em resolução  cerca das 00h30.

Segundo a mesma fonte, não existem feridos a registar, mas a ocorrência levou a que nove pessoas fossem deslocadas para a casa de familiares.

No local estiveram 29 operacionais e nove viaturas, dos bombeiros, INEM e GNR.




Final do Concurso Municipal de Ideias de Negócio disputa-se esta sexta-feira

A final do Concurso Municipal de Ideias de Negócio de Oliveira do Hospital, durante a qual os alunos do concelho irão defender os seus projetos, acontece esta sexta-feira, 29 de março.

A sessão terá lugar a partir das 21h00 no auditório da Caixa de Crédito Agrícola e é promovida no âmbito da 6.ª edição do programa “Empreendedorismo nas Escolas da Região de Coimbra” desenvolvido pela Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra em parceria com os seus municípios constituintes.

Sob o lema “Imagine.Create.Succeed”, integrado no projeto “Realiza.te”, o concurso, que conta com o envolvimento do Município de Oliveira do Hospital, é dirigido aos alunos que frequentam o ensino secundário e profissional no Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital (AEOH) e na EPTOLIVA – Escola Profissional de Tábua e Oliveira do Hospital.

No centro das atenções estarão dez ideias de negócio finalistas que serão defendidas pelos seus respetivos promotores nesta sessão pública. O projeto vencedor será o representante do município  oliveirense na final intermunicipal que será disputada em Mortágua, dias 6 e 7 de abril.

Nesta final do concelho de Oliveira do Hospital, serão também apresentadas as ideias de negócio do 2.º e 3.º ciclo que vão participar na iniciativa Expo Empresas Júnior, no dia 25 de maio em Vila Nova de Poiares.

Também no início da semana, os alunos do 1.º CEB receberam a visita da mascote Inês, da “Aventura do Gaspar”, constituída por 15 atividades que as três turmas do 4.º ano da EB1 de Oliveira do Hospital têm de executar até à apresentação final, e que lhes permite desenvolver várias temáticas como o perfil empreendedor, criatividade e comunicação.

 




Gafanha da Nazaré: Apreendidos 506 quilos de pescado

A Unidade de Controlo Costeiro, através do Subdestacamento de Controlo Costeiro de Aveiro, apreendeu 30 quilos de raia curva, Raja undulata, e 476 quilos de biqueirão, engraulis encrasicolus, ontem e hoje, na lota de Aveiro.

Em comunicado enviado à Rádio Boa Nova, a GNR refere que no âmbito de uma operação destinada ao controlo do cumprimento das normas que regem a descarga, transporte e comercialização de pescado fresco, foi detetou biqueirão, no cais de descarga da lota de Aveiro, que não tinha sido sujeito à 1ª venda em lota (fuga à lota), cujo o objetivo é furtar-se ao pagamento dos impostos devidos.

Numa outra fiscalização, os militares detetaram ainda um transporte de raia num veículo sem qualquer documento de acompanhamento, levando também à suspeita de fuga à lota.

O regime de venda de pescado fresco prevê que a primeira venda seja, obrigatoriamente, realizada em lota, pelo sistema de leilão. A base deste regime assenta, sobretudo, na intenção de se manter e preservar um mecanismo regulador de preços neste sector pela concentração da oferta e da procura, pela transparência na constituição de preços e pelo controlo higiossanitário do pescado.

Foram elaborados dois autos de contraordenação por fuga à lota, sendo a infração punível até ao montante máximo de 3 740 euros ou 44 891 euros, consoante o infrator seja pessoa singular ou coletiva.




Guarda: PJ detém suspeito de abuso sexual a pessoa incapaz de resistência

A Polícia Judiciária (PJ) deteve, na Guarda, um homem de 40 anos, com a profissão de calceteiro, pela alegada prática de um crime de abuso sexual de pessoa incapaz de resistência.

Em comunicado enviado à Rádio Boa Nova, o Departamento de Investigação Criminal da PJ da Guarda refere que o crime terá sido praticado naquela cidade.

Segundo a nota, a investigação teve início após a receção de uma denúncia que foi apresentada diretamente no serviço de piquete do Departamento de Investigação Criminal da PJ da Guarda.

A PJ recolheu “diversos elementos de prova que, não só reforçaram a credibilidade da mesma, como também permitiram identificar e localizar o autor do crime em causa, assim como o esclarecimento das circunstâncias em que este ocorreu”, lê-se no comunicado.

O detido vai ser presente às autoridades judiciárias competentes para primeiro interrogatório e aplicação das adequadas medidas de coação.




Câmara Municipal rescinde contrato com a CIP e lança nova adjudicação para obras no AEOH

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, entidade que subsidia em parte a remodelação do AEOH, em conjunto com o Ministério da Educação, vai avançar com a rescisão do contrato com a CIP, empresa responsável pela obra, e “lançar outra adjudicação”.

A informação foi avançada por José Carlos Alexandrino, presidente do Município oliveirense, na passada terça-feira, a propósito da visita do Secretário de Estado da Educação, João Costa, à EB1 do Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital (AEOH).

Segundo o autarca, a empresa em questão “não cumpriu os prazos, entrou em algumas dificuldades de tesouraria” e, por isso, “demorou demasiado”. “Vamos ter que fazer rescisão do contrato e lançar um novo contrato”, afirmou José Carlos Alexandrino.

“São coisas que acontecem nas obras públicas”, disse o presidente que sente “uma angústia”, realçando que “a obra estava lançada” e que “estava tudo organizado”.

José Carlos Alexandrino não se conforma com esta “série de problemas”, uma vez que “neste momento” deveria haver “melhores instalações para os alunos”. “Temos um problema para resolver”, rematou.

Face aos “contratempos” que têm surgido em torno desta situação, o autarca abordou o facto de a Câmara Municipal ser alvo de críticas. “Às vezes parece que é a Câmara Municipal que tem culpa de tudo o que aconteceu”, adiantou José Carlos Alexandrino, recordando que inicialmente a autarquia não era titular do terreno e que, por isso, a burocracia atrasou ainda mais o processo para a adjudicação da obra.

“É uma coisa que me constrange. Serei um presidente feliz quando inaugurarmos aquelas instalações. No pacto ficou um milhão de euros para realizarmos as obras e tem sido um calvário autêntico que nos desgasta”, concluiu.




CISE promove caminhadas na Serra da Estrela e nas Aldeias de Montanha

O Centro de Interpretação da Serra da Estrela (CISE), em Seia, vai realizar dois passeios pedestres no mês de abril para divulgar a riqueza natural e cultural da região.

“Os itinerários propostos são de pequena rota, realizam-se às quartas-feiras, às 09h00, e procuram dar a conhecer a riqueza natural e cultural das Aldeias de Montanha e da Serra da Estrela”, refere a Câmara Municipal de Seia em comunicado enviado à Rádio Boa Nova.

Segundo a fonte, os dois passeios pedestres, dirigidos a todos os amantes do pedestrianismo, são realizados nos dias 10 e 17 de abril, “aproveitando o período da Páscoa e a afluência de turistas à região”.

O CISE promove as atividades com a utilização da rede de caminhos de montanha das Aldeias de Montanha, que é composta por 14 rotas, com mais de 100 quilómetros de extensão.

O município adianta que o primeiro percurso, a realizar no dia 10 de abril, decorrerá na rota das Canadas, na cabeceira do vale de Alvoco da Serra.

Classificada com um grau de dificuldade baixo, a rota tem uma extensão de cerca de seis quilómetros e desenvolve-se a montante da aldeia de Alvoco da Serra, “entre matos e afloramentos graníticos enquadrados pelos cimos da Torre [da Serra da Estrela]”, segundo a nota.

“Neste anfiteatro natural, atravessado por uma rede densa de canadas, confluem diversas ribeiras, que contribuem para a fertilidade dos campos agrícolas da aldeia”, acrescenta a fonte.

No dia 17 de abril, o CISE dará a conhecer a rota de Loriga, no troço compreendido entre a vila de Loriga e a aldeia de Cabeça.

Segundo a organização, “o percurso pedestre está classificado com um grau de dificuldade difícil e percorre um vale extenso, alojado no flanco sul da Serra da Estrela, num total de 7,2 quilómetros”.

No trajeto a percorrer naquele dia, “o engenho e a tenacidade” das gentes que ali vivem “revela-se nas vastas áreas de campos armados em socalcos e nos poços de broca, um dos aspetos mais peculiares da paisagem serrana”.

Os interessados em participar podem fazer a inscrição ‘online’ (em www.cise.pt), ou contactando diretamente o CISE por telefone ou através do correio eletrónico ([email protected]).

A participação na atividade, limitada a 13 pessoas, tem um custo associado de 10 euros (inclui transporte e seguro) e realiza-se com um mínimo de seis participantes.




GNR deteve suspeito de furtos nos distritos de Coimbra, Viseu, Leiria e Aveiro

Um homem, de 31 anos, foi detido pela GNR no Porto, por vários furtos em quatro distritos.

Numa nota de imprensa, o Comando Territorial da GNR de Leiria refere que, através do Núcleo de Investigação Criminal de Pombal, deteve o suspeito de ter praticado 21 furtos, nos distritos de Leiria, Coimbra, Aveiro e Viseu.

Segundo as autoridades, no âmbito de uma investigação, que decorre há cerca de três meses, que incide no abastecimento de combustível com fuga e em diversos furtos em interior de estabelecimentos comerciais, interior de residências, capelas e igrejas, ocorridos entre janeiro e março, os militares da GNR deram cumprimento a um mandado de detenção e a uma busca domiciliária.

A operação permitiu recuperar material furtado, entre os quais duas pistolas de compressor de pintura automóvel, uma aparelhagem, um micro-ondas, uma máquina de café, uma motosserradora, um candeeiro e um missal.




Seia: Ações ambientais e educacionais marcaram comemorações dos dias da Água e da Floresta

Tendo subjacente a preservação das árvores e do meio ambiente, o Dia Mundial da Floresta foi comemorado com ações de arborização com as escolas, em Seia.

Segundo nota enviada à Rádio Boa Nova, numa associação ao Dia do Carbono, que também se celebra no dia 21 de março, o CISE – Centro de Interpretação da Serra da Estrela e alunos da Escola Profissional da Serra da Estrela realizaram uma plantação simbólica de 7 carvalhos-alvarinhos na Barroca da Fonte, em Seia, um por cada período da Tabela Periódica.

A autarquia refere que o objetivo das ações é sensibilizar, em especial a comunidade escolar, para a importância da preservação das árvores, quer ao nível do equilíbrio ambiental e ecológico, como da própria qualidade de vida dos cidadãos. As árvores são um dos principais reservatórios de dióxido de carbono, pelo que são importantes reguladores do clima, combatendo as alterações climáticas.

Enquadrado no tema, o CISE também realizou uma ação de educação ambiental – “A Flora da Serra da Estrela” na Escola Dr. Guilherme Correia de Carvalho, dirigida a todos os alunos dos quintos e sextos anos de escolaridade. Com esta ação pretendeu-se, não só dar a conhecer a flora e a vegetação da serra da Estrela e a função da floresta, mas principalmente alertar os alunos para a importância da conservação das espécies nativas da região.

Paralelamente, a convite do Chão do Rio – Turismo de Aldeia, o CISE realizou no dia 21 um percurso interpretativo por uma área que foi reflorestada, no início de 2018, em conjunto com a Casa de Santa Isabel e os alunos do 6ºA da Escola Dr. Guilherme Correia de Carvalho. A visita ao Chão do Rio incluiu ainda a colocação de uma série de 13 caixas ninho feitas na carpintaria da Casa Santa Isabel, que pretendem compensar um pouco a falta de abrigo pela redução da floresta no pós fogo Outubro 2017, e a plantação simbólica de dois vidoeiros. No final, os alunos foram protagonistas de momentos de poesia e da dramatização de uma obra da autoria de José Saramago.

No dia seguinte, a 22 de março, foi assinalado o Dia Mundial da Água no Centro Escolar de Seia com jogos e experiências, uma forma lúdica de chamar a atenção dos alunos do 1º ciclo para o uso sustentável da água.

A iniciativa foi desenvolvida em parceria com a Empresa Portuguesa das Águas Livres, SA (EPAL), que através do jogo “Glória” deu a conhecer o ciclo da água, o valor associado a este bem precioso para a vida e algumas dicas para um uso eficiente, como o consumo de água da torneira. Por sua vez, a Loja da Poupança Energética do Município proporcionou a realização de experiências sobre a água no espaço da loja itinerante

Trata-se de um conjunto de ações fundamentais na formação da consciência ambiental. O objetivo das iniciativas visa mostrar que, através de pequenas mudanças de comportamento no dia-a-dia, é possível reduzir o consumo de água e contribuir para o seu uso eficiente, e sensibilizar os alunos sobre a importância que a água e as florestas têm na nossa vida, motivando-os para a sua preservação.

Associadas a estas medidas, o Município tem previstas outras iniciativas no plano de sensibilização educacional, como a ação sobre o uso da água que a EPAL vai realizar nos Jardins-de-Infância da Santa Casa da Misericórdia e do Centro Paroquial, no próximo dia 4 de abril, e as visitas ao Ecocentro e Estação de Transferência, esta sexta-feira (29 de março), com o 8º ano do Agrupamento de Escolas de Seia.




GNR reforça patrulhamento para a prevenção de incêndios florestais

Face ao agravamento do risco de incêndio florestal, previsto para os próximos dias, a Guarda Nacional Republicana (GNR), a partir de hoje e até ao dia 31 de março,…

… reforça o patrulhamento terrestre em todo o território continental, no intuito de prevenir incêndios florestais.

“Para este efeito, a GNR, através das suas valências de Proteção da Natureza e Ambiente, territorial, investigação criminal, bem como do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro (GIPS), intensifica a vigilância das zonas de maior risco de incêndios”, refere em comunicado.

A GNR lembra que por força das circunstâncias meteorológicas excecionais e no âmbito da Declaração da Situação de Alerta, foram adotadas medidas e ações especiais de prevenção de incêndios florestais, pelo que a GNR irá sensibilizar a população para a proibição de  realizar queimadas e queimas de sobrantes de explorações agrícolas e florestais e de ações de gestão de combustível, com recurso à utilização de fogo.

A GNR, nos espaços florestais e agrícolas, para além de alertar para estas proibições, irá ainda transmitir os seguintes conselhos à população: evite fumar, fazer lume ou fogueiras; evite fumigar ou desinfestar apiários, a não ser com uso de fumigadores equipados com dispositivos de retenção de faúlhas; utilize tratores, máquinas e veículos pesados de transporte que possuam extintor, sistema de retenção de faúlhas ou faíscas e tapa-chamas nos tubos de escape ou chaminés; em caso de incêndio ligue de imediato para o 112, transmitindo de forma sucinta e precisa a localização, a dimensão estimada e a forma de acesso mais rápida ao local;  se notar a presença de pessoas com comportamentos de risco, contacte de imediato as autoridades.




Incêndio em Leiria mobiliza 150 elementos e quatro meios aéreos

Um incêndio que deflagrou esta tarde em Vila Cã, no concelho de Pombal, distrito de Leiria, envolve, nesta altura, a utilização de quatro meio aéreos e o destacamento de mais de 150 bombeiros.

O Comando Operacional de Operações de Socorro (CDOS) de Leiria informou que se trata de uma zona de mato e pinhal, que se situa em Vila Cã.

A GNR de Leiria, por seu turno, esclarece que “não há casas em risco”, mas que o fogo se situa próximo de uma localidade, motivo pelo qual estão a ser destacados os meios referidos. A autoridade explicou, ainda, que não há estradas cortadas, mantendo-se as patrulhas no local para orientar o trânsito. Foram destacados, para os esforços de contenção do incêndio, 156 elementos apoiados por 42 viaturas e quatro meios aéreos.

noticiasaominuto.com




Mais de mil fogos com origem em queimadas e três mortos neste ano

A Guarda Nacional Republicana investigou, este ano, 1.067 incêndios florestais com origem em queimas e queimadas, que provocaram três vítimas mortais.

De acordo com a GNR entre 1 de janeiro e 24 de março, o Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) daquela força de segurança investigou 1.067 incêndios com origem em queimas e queimadas.

A GNR sublinha também que, no mesmo período, registou três vítimas mortais devido à realização de queimas de sobrantes.

Os dados mais recentes indicam que Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) registou, entre 01 de janeiro e 17 de março, 1.344 incêndios, que provocaram 1.608 hectares de área ardida.

O Governo proibiu a realização de queimadas em todo o território nacional entre hoje e domingo, dia 31 de março, uma vez que as previsões meteorológicas apontam para um “agravamento do risco de incêndio florestal” no país.

Os ministros da Administração Interna e da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural assinaram na terça-feira o despacho que determina a Declaração da Situação de Alerta.

O despacho proíbe a “realização de queimadas, de queimas de sobrantes de explorações agrícolas e florestais e de ações de gestão de combustível com recurso à utilização de fogo”, refere um comunicado divulgado pelos dois ministérios. Esta situação de alerta abrange todos os distritos do continente entre as 00:00 de hoje e as 23:59.

O comandante operacional da ANPC, Duarte Costa, alertou as pessoas “para não terem comportamentos de risco, não fazerem queimadas, não propiciarem com os seus comportamentos nada que possa provocar incêndios” devido às condições meteorológicas”.

com:lusa.pt




Sonae Arauco promove ação de reflorestação em Oliveira do Hospital

Mais de 180 voluntários das empresas Sonae juntam-se à Câmara Municipal de Oliveira do Hospital para revitalizarem uma das áreas mais afetadas pelos incêndios de 2017.

A iniciativa de arborização e de limpeza florestal é parte do programa de Responsabilidade Social da Sonae Arauco e tem lugar em Vale de Maceira, na freguesia de Aldeia das Dez, no próximo sábado, 30 de março.

De acordo com comunicado enviado à Rádio Boa Nova, a “Sonae Arauco pretende, ao longo deste ano, dinamizar um conjunto de iniciativas de responsabilidade social, com particular foco nas áreas de floresta e de educação junto das comunidades locais. A primeira ação acontecerá no próximo sábado, 30 de março, em Oliveira do Hospital, intervencionando mais de três hectares de uma área florestal afetada pelos incêndios de 2017”

A Sonae Arauco, refere ainda que “tem vindo a reforçar o investimento na sustentabilidade ambiental das suas unidades industriais”. Porém, “foco” da empresa passa também por estender estas preocupações às comunidades onde está inserida.

Joana Martins, diretora de comunicação e de Responsabilidade Social da Sonae Arauco recorda que, há dois anos, a unidade foi uma das empresas mais impactadas pelos incêndios de 2017 e é com “enorme satisfação” que avança com a organização esta ação de reflorestação, viabilizada com a participação de voluntários do grupo Sonae e pelo envolvimento da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital.

A ação visa plantar novas espécies florestais autóctones e intervir na regeneração natural de pinheiro bravo na área de Vale Maceira – Aldeia das Dez, em Oliveira do Hospital. No total, serão plantados mais de 1100 carvalhos e medronheiros, contribuindo “para uma paisagem gerida, mais diversificada e resistente aos incêndios”. “Até ao momento, entre colaboradores da Sonae Arauco e de várias empresas Sonae e respetivas famílias, mais de 180 voluntários já aceitaram o desafio”, refere a empresa.

O ponto de encontro é na área de Vale Maceira – Aldeia das Dez, em Oliveira do Hospital, às 10 horas.