Coimbra: Detidas doze pessoas suspeitas da autoria do crime de tráfico de estupefacientes

A Polícia Judiciária (PJ), através da Diretoria do Centro, desencadeou, nos últimos dias, duas ações operacionais, no âmbito do combate ao tráfico de estupefacientes, na cidade de Coimbra.

Em comunicado enviado à Rádio Boa Nova, a PJ adianta que, no passado dia 15 de novembro, no desenrolar da operação “Mão Aberta”, foram detidos cinco indivíduos, com mandados de detenção emitidos pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Coimbra (DIAP), com idades compreendidas entre os 46 e os 52 anos.

Tendo sido presentes às autoridades judiciárias foi aplicada, a dois deles, a medida de coação de prisão preventiva, ficando os restantes sujeitos à obrigação de se apresentarem periodicamente às autoridades.

Estas detenções representam o culminar de uma investigação iniciada em junho de 2017 e que já levou à detenção de outros treze indivíduos, a doze dos quais foi aplicada em abril a medida de coação de prisão preventiva.

No dia 20, foi desencadeada a operação “Craxis”, mediante o cumprimento de sete mandados de detenção emitidos pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Coimbra (DIAP) e a realização de treze buscas domiciliárias. Esta ação envolveu cerca de meia centena de operacionais da Diretoria do Centro, do Departamento de Investigação Criminal de Aveiro da Polícia Judiciária e do Laboratório de Polícia Científica e visou interromper a atividade ilícita desenvolvida por uma organização criminosa dedicada ao tráfico de cocaína solidificada em cristais, vulgo “crack”.

Para além destas sete detenções, no decurso da investigação, foram apreendidos, entre outros artigos, cerca de 3 800 doses individuais de cocaína, 40 doses individuais de haxixe, 12 300 euros em numerário, 1 veículo automóvel e 2 balanças de precisão.

Os sete detidos, com idades compreendidas entre 20 e os 50 anos, alguns com antecedentes criminais, vão ser presentes às autoridades judiciárias para aplicação das medidas de coação adequadas.




Montemor-o-Velho: GNR apreende arma de fogo

O Comando Territorial de Coimbra, através do Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento Territorial de Montemor-o-Velho, apreendeu ontem, dia 21 de novembro, uma arma de fogo, na localidade de Catarruchos, no concelho de Montemor-o-Velho.

Em comunicado enviado à Rádio Boa Nova, a GNR informa que, na sequência de uma denúncia sobre ofensas à integridade física e ameaça de morte, apresentada há cerca de dois meses, os militares deram cumprimento a um mandado de busca domiciliária e a um mandado de busca em veículo, tendo sido apreendida uma espingarda caçadeira, semiautomática, de calibre 12.

Foi ainda identificado um homem com 84 anos, suspeito de realizar as ameaças.




Tondela: Despiste mata jovem de 23 anos

Um jovem de 23 anos morreu esta madrugada no IP3, no concelho de Tondela, na sequência de um despiste de automóvel. A vítima é natural de Santa Comba Dão.

O acidente ocorreu cerca das 04h48. Segundo o comandante dos Bombeiros Voluntários de Tondela, Nuno Pereira, a viatura seguia no sentido Viseu-Coimbra, quando entrou em despiste. O carro foi parar a uma via paralela ao IP3, na zona do Botulho, tendo ainda embatido num poste de eletricidade.

De acordo com Nuno Pereira, este tipo de sinistro “não é invulgar”, já que aconteceram “três ou quatro acidentes naquela zona e da mesma forma”.

Para o local do acidente deslocaram-se 14 operacionais dos bombeiros de Tondela e da GNR e ainda uma Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER).

Fonte: Jornal do Centro




Protocolo entre IP e ANCOSE “reconhece o interesse que a Associação tem para a agricultura da região”

A ANCOSE- Associação Nacional de Criadores de Ovinos Serra da Estrela, e a Infraestruturas de Portugal (IP), celebraram, esta terça-feira, um protocolo de cooperação que consiste na reconstrução de vedações para proteção de animais, que ficaram destruídas na sequência do incêndio de 15 de outubro de 2017.

Manuel Marques, presidente da ANCOSE, em declarações à Rádio Boa Nova, adiantou que, para além da IP se responsabilizar pela recuperação do material nas instalações da Associação, também “contemplou três pastores do concelho de Oliveira do Hospital” que viram, igualmente, as suas vedações danificadas.

“Para mim, enquanto presidente da ANCOSE, foi uma honra receber na nossa Associação o presidente da Infraestruturas de Portugal. A solidariedade manifestada demonstra o valor que a ANCOSE tem para estas entidades”, afirmou, crente de que “o povo português é bastante solidário”.

À Rádio Boa Nova, Manuel Marques confessou que é “um orgulho saber que a ANCOSE é conhecida a nível nacional e internacional”. “As pessoas estão a reconhecer o interesse que a ANCOSE tem para a agricultura da região Serra da Estrela”, rematou.

Refira-se que este protocolo surge no âmbito da “Campanha Solidária IP 2017/2018”. Ainda no dia de ontem, a equipa da IP visitou o Centro de Recria de Borregas Serra da Estrela, onde participou numa ação de voluntariado social que consistiu em recuperação de vedações em explorações de ovelhas da raça Serra da Estrela.

José Carlos Alexandrino, presidente do Município de Oliveira do Hospital, congratulou-se com o lançamento desta campanha solidária, sublinhando que a concessão deste apoio à ANCOSE e aos seus associados é mais um estímulo e um gesto de nobreza para ajudar a renascer os criadores que ainda se encontram a recuperar dos prejuízos provocados pela catástrofe de 15 de outubro de 2017.




Homem morre atropelado por comboio em Montemor-o-Velho

Um homem morreu, esta tarde, atropelado por um comboio junto ao apeadeiro de Formoselha, em Montemor-o-Velho, distrito de Coimbra.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Coimbra adiantou que quando os meios de socorro chegaram ao local ainda efetuaram manobras de reanimação mas não foi possível salvar a vítima.

O alerta para o acidente foi dado às 15h10. No local estiveram 11 elementos e cinco veículos dos Bombeiros de Montemor-o-Velho e de Soure, INEM e GNR.

A circulação de comboios esteve condicionada mas, neste momento, o trânsito ferroviário já está normalizado.




Associação Progressiva de Santo António do Alva promoveu fim-de-semana cultural

A Associação Progressiva de Santo António do Alva promoveu um conjunto de atividades que visaram, essencialmente, a promoção da prática desportiva, a valorização  cultural e a convivência entre a população. 

No sábado, decorreu a apresentação pública da equipa de futsal que irá ingressar na competição da Fundação Inatel, onde foram apresentados os parceiros e patrocinadores, bem como o fato-de-treino e equipamento. A apresentação contou ainda com a presença o diretor da Agência de Coimbra da Fundação Inatel, Bruno Paixão.

 

Já no domingo, em organização conjunta com a Secção Cultural da Associação e em parceria com o Município de Oliveira do Hospital, a União de Freguesias de Penalva de Alva e São Sebastião da Feira, o Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital, a ADI – Agência de Desenvolvimento de Tábua e Oliveira do Hospital e a Rede de Aldeias de Montanha, realizou-se a “Grande Rota do Alva”, onde cerca de 180 participantes percorreram 11 quilómetros.

Seguiu-se um almoço convívio que contou com a presença de todos os envolvidos e uma tarde cultural com a atuação da Estotuna D’Espital – Tuna Académica Masculina da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital.




Figueira da Foz: PJ deteve autores de roubo com sequestro

A Polícia Judiciária (PJ), através da Diretoria do Centro, identificou e deteve dois homens pela presumível autoria da prática de um crime de roubo com sequestro de um homem de 23 anos, ocorrido no passado mês de setembro, na Figueira da Foz.

Em comunicado enviado à Rádio Boa Nova, a PJ adianta que no dia do crime, pelas 22h00, os suspeitos atraíram a vítima para um local junto à praia, onde sob a ameaça de uma arma branca a obrigaram a entregar o dinheiro que trazia, bem como um telemóvel.

A vítima foi coagida a entrar numa viatura, sendo depois conduzida ao estabelecimento comercial de sua propriedade e onde os suspeitos se apropriaram de vários artigos de vestuário, foi também obrigada a entregar o seu cartão bancário e a revelar o código secreto que depois foi usado pelos suspeitos para efetuar levantamentos.

Dias depois, a vítima ainda foi intimidada a efetuar transferências bancárias e a não dar conhecimento dos factos às autoridades policiais.

Nas diligências de prova efetuadas, a Polícia Judiciária apreendeu alguns dos artigos roubados.

Os suspeitos, de 19 e 21 anos de idade, vão hoje ser presentes a primeiro interrogatório judicial para eventual aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.




Penacova recebeu reunião da Plataforma Supra Concelhia do Baixo Mondego e do Pinhal Interior Norte

 O Município de Penacova foi o anfitrião da reunião da Plataforma Supra Concelhia do Baixo Mondego e do Pinhal do Interior, presidida pelo diretor do Centro Distrital de Coimbra, Ramiro Miranda.

Segundo nota enviada à Rádio Boa Nova, a reunião, organizada pelo Centro Distrital de Coimbra Instituto da Segurança Social, I.P., teve como mote a dinamização da atividade das plataformas supra concelhias da Rede Social, tendo várias apresentações de boas práticas no âmbito dos CLDS – Contrato Local de Desenvolvimento Social 3G, com destaque para os concelhos de Alvaiázere (Associação da Casa do Povo de Alvaiázere), Arganil (Centro Social e Paroquial de Coja), Condeixa (Santa Casa da Misericórdia de Condeixa), Figueiró dos Vinhos (Santa Casa da Misericórdia de Figueiró dos Vinhos), Montemor (ADELO – Associação Desenvolvimento da Bairrada e Mondego), Pampilhosa da Serra (Associação Solidariedade Social de Dornelas do Zêzere), Penela (Santa Casa da Misericórdia de Penela) e Soure (Santa Casa da Misericórdia de Soure).

Outro dos pontos debatidos na reunião foi a temática de “uma abordagem social sobre os Cuidados Continuados Integrados no âmbito de saúde mental” e a situação do ENIPSSA no território das plataformas supra concelhias do Baixo Mondego e do Pinhal Interior Norte, tendo em conta o progressivo envelhecimento da população, o aumento da esperança média de vida e o aumento significativo de pessoas com doenças crónicas incapacitantes, que assim se tem tornado cada vez mais importante o cuidado e apoio social às pessoas mais velhas e que estão em situações de clara dependência.




Sinistralidade: cinco detenções, 862 infrações e 62 acidentes no distrito de Coimbra

O Comando Territorial de Coimbra procedeu, de 13 a 19 de novembro, a várias operações, no distrito de Coimbra, como a prevenção e o combate à criminalidade violenta e a fiscalização rodoviária.

Em comunicado enviado à Rádio Boa Nova, a Guarda Nacional Republicana (GNR) informa que das cinco detenções em flagrante delito, quatro foram por condução sob efeito do álcool e uma por condução sem habilitação legal.

Nesta ação foi apreendido ainda diverso material como uma arma de fogo, 18 munições e 31 invólucros deflagrados.

Na fiscalização do trânsito foram detetadas 862 infrações, das quais 86 por excesso de velocidade, 64 relacionadas com tacógrafos, 33 por falta de inspeção periódica obrigatória, oito por falta de cinto de segurança e/ou sistema de retenção de crianças e 20 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução.

A nível da sinistralidade, há a registar 62 acidentes, de onde resultaram 24 feridos leves.

No que respeita à fiscalização geral, foram emitidos 31 autos de contraordenação: 18 no âmbito da legislação policial e 13 no âmbito da legislação da proteção da natureza e do ambiente.

Ainda nesta semana de operações foram realizadas várias ações de sensibilização, nomeadamente no âmbito florestal, escolar e prevenção rodoviária.




Retomadas as operações na pedreira de Borba. GNR confirma três desaparecidos e PJ investiga causas

As operações na pedreira atingida pelo deslizamento de terras e pelo colapso do troço da estrada que liga Borba a Vila Viçosa estão a ser retomadas hoje de manhã depois de suspensas na terça-feira.

Recorde-se que o deslizamento de um grande volume de terra e o colapso do troço da estrada entre Borba e Vila Viçosa, no distrito de Évora, para o interior de uma pedreira ocorreu na segunda-feira às 15h45.

Segundo as autoridades, o colapso de um troço de cerca de 100 metros da estrada terá arrastado para dentro da pedreira contígua, com cerca de 50 metros de profundidade, uma retroescavadora e duas viaturas civis, um automóvel e uma carrinha de caixa aberta.

Na terça-feira, o comandante distrital de operações de socorro (CODIS) de Évora, José Ribeiro, disse que um dos corpos foi retirado da pedreira perto das 14h50.

Para hoje de manhã está planeado o início das operações de drenagem da água das pedreiras onde ocorreu o deslizamento de terras e a tentativa de retirada do segundo corpo.

“Com a drenagem dos dois planos de água das pedreiras”, a Proteção Civil acredita que terá “condições para operar e, essencialmente, fazer o reconhecimento com maior qualidade de todo o espaço”.

Segundo a Procuradoria-geral da República, o Ministério Público instaurou, entretanto, “um inquérito para apurar as circunstâncias que rodearam a ocorrência”. Na sequência da abertura do inquérito, a Polícia Judiciária está esta quarta-feira no local a desenvolver as diligências necessárias da investigação.

Também esta quarta-feira, o Governo pediu uma inspeção ao licenciamento, exploração, fiscalização e suspensão de operação das pedreiras localizadas em Borba.

Além dos dois operadores da retroescavadora, o aluimento de terras pode ter vitimado mais três pessoas que estão desaparecidas e incontactáveis desde a tarde de segunda-feira, altura em que ocorreu o acidente.

Fonte da GNR confirmou que há três homens desaparecidos que poderão ter sido arrastados para o interior da pedreira enquanto percorriam a estrada nas suas viaturas.

Os desaparecidos são um idoso de 85 anos, residente no Alandroal, e dois homens, com cerca de 50 e 30 anos, cunhados e residentes em Bencatel.

O alerta de desaparecimento foi dado às autoridades por familiares das vítimas.

O autarca de Borba anunciou esta quarta-feira que vai acionar o Plano Municipal de emergência.




GNR e MultiOpticas promovem ação de sensibilização rodoviária: “Uma boa visão para evitar acidentes rodoviários”

A Guarda Nacional Republicana (GNR) realiza, em parceria com a MultiOpticas, no dia 22 de novembro, uma ação de sensibilização rodoviária, alertando os condutores para a importância de manter uma acuidade visual compatível com a condução de veículos.

Em comunicado enviado à Rádio Boa Nova, a GNR adianta que esta ação tem como objetivo sensibilizar e consciencializar os condutores para as consequências do encadeamento com a luz do sol ou devido à dificuldade de visão que não está corrigida com óculos, o que poderá potenciar a ocorrência de acidentes de viação, muitas vezes com consequências muito graves. Nesse sentido, serão proporcionados rastreios visuais durante a ação de sensibilização, através do teste “Snellen” e de uma unidade móvel de rastreios com optometrista.

A GNR alerta que os cuidados em manter uma boa visão são importantes para garantir uma melhor perceção do ambiente envolvente como sinais rodoviários, peões, outros veículos, obstruções na via ou interrupções de trânsito; uma rápida e atempada reação a situações inesperadas, evitando acidente e a capacidade de conduzir em condições de luz variável.

 




Bombeiros de Nelas e Canas de Senhorim vão contar com Equipa de Intervenção Permanente

O Governo e Câmara Municipal de Nelas garantem que, a partir de 2019, cada um dos Corpos de Bombeiros de Nelas e de Canas de Senhorim vão contar com uma Equipa de Intervenção Permanente, composta por cinco bombeiros profissionais em permanência.

Em nota enviada à Rádio Boa Nova, a autarquia de Nelas afirma que corresponde “uma aspiração há muito existente e manifestada pelas Corporações de Bombeiros Voluntários de Nelas e de Canas de Senhorim e pelo Presidente da Câmara Municipal de Nelas”. O Secretário de Estado da Proteção Civil, José Artur Neves, acaba de comunicar a vontade do Governo em criar em cada um dos Corpos de Bombeiros do Concelho de Nelas uma EIP (Equipa de Intervenção Permanente), de forma excecional, uma vez que a lei prevê apenas a criação de uma EIP por concelho.

O presidente da Câmara, José Borges da Silva, sempre manifestou o seu apoio para que essa criação acontecesse em ambas as Corporações de Bombeiros do Município, em particular pela sua grande expressão industrial.

José Borges da Silva reafirmou já perante o Secretário de Estado da Proteção Civil a disponibilidade do Município para apoiar esta iniciativa. Na reunião realizada na passada sexta-feira, 16 de novembro, realizada nos respetivos Quartéis com as Direções, Comandos e todos os Bombeiros, foi consensual o apoio à iniciativa.

Cada EIP será constituída por cinco bombeiros com contrato de trabalho em exclusivo, com um salário de 617,40€, subsídio de férias, de Natal e de alimentação, de 4,77€ por dia de trabalho, com um horário de 40 horas de trabalho por semana e de oito horas por dia, sendo um dos bombeiros nomeado chefe, recebendo um suplemento salarial de mais 25%.

A missão das EIP é exclusivamente a de assegurar em permanência o socorro às populações, designadamente o combate aos incêndios, socorro em caso de incêndio, inundações, desabamentos, acidentes, catástrofes, desencarceramentos, apoio a sinistrados, minimização de riscos e colaboração em outras atividades de proteção civil, bem como, sem prejuízo da prontidão do socorro, participar em ações de prevenção.

As Equipas de Intervenção Permanente serão criadas com a celebração de Protocolo entre a ANPC (Autoridade Nacional de Proteção Civil) por parte do Governo, a Câmara Municipal de Nelas e cada uma das Associações Humanitárias dos Bombeiros Voluntários de Nelas e Canas de Senhorim, a celebrar ainda neste ano de 2018 e terá um custo total cada uma de 65.000 euros, a suportar em partes iguais pelo Governo e pela Câmara Municipal, num total, pois, de reforço de meios de cerca de 130.000 euros.




Cães atacam rebanhos e deixam produtores alertados no concelho de Oliveira do Hospital

Nas últimas semanas, vários rebanhos de produtores do concelho de Oliveira do Hospital têm sido vítimas de ataque de cães.

Em comunicado enviado à Rádio Boa Nova, a ADACO- Associação Distrital dos Agricultores de Coimbra, mostra-se preocupada com estes casos. Segundo a Associação, “a situação contribui para fazer acrescer dificuldades e prejuízos aos produtores pecuários”.

Em declarações à Rádio Boa Nova, João Dinis, membro da ADACO, deu conta de que “nas últimas três semanas, vários cães, em estado selvagem, têm atacado rebanhos de ovelhas, particularmente na freguesia de Ervedal da Beira”.

“Neste momento, mais de 30 animais foram mortos e feridos”, disse, especificando em concreto o caso de António Simões, produtor de Queijo Serra da Estrela, no Seixo da Beira, que viu 22 ovelhas do seu rebanho serem atacadas.

Segundo João Dinis, as entidades responsáveis, como a “Câmara Municipal, a GNR e a Direção Regional da Agricultura e Pescas do Centro”, têm de atuar e “controlar estas matilhas”.

Carlos Dias, produtor em Ervedal da Beira, à Rádio Boa Nova explicou que, há cerca de “15 dias” algumas das suas ovelhas apareceram atacadas” e afirmou que nunca tinha passado por esta situação.

Também o rebanho de Fernando Abrantes, produtor de leite em Aldeia Formosa, foi atacado. À Rádio Boa Nova adiantou que o ataque provocou a morte a duas ovelhas e deixou outras feridas.

Beatriz Cruz (jornalista estagiária)




Atropelamento em Aveiro provoca um morto

Um homem 47 anos morreu ontem após ser atropelado por um camião na estrada nacional 109, no concelho de Aveiro.

Segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Aveiro, o atropelamento ocorreu cerca das 14h00, no viaduto de Esgueira.

Devido ao acidente, o viaduto de Esgueira esteve cortado ao trânsito durante quase duas horas, nos dois sentidos, para remoção do corpo e limpeza da via.

Segundo a PSP, a circulação automóvel foi restabelecida cerca das 16h00.

No local estiveram elementos dos Bombeiros Novos, a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Hospital de Aveiro e psicólogos do Instituto Nacional de Emergência Médica, além da PSP.




“SOS ARGANIL” promove nova ação de reflorestação

A Associação “SOS ARGANIL”, em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e colaboração com as empresas Sentido Verde e Toyota Portugal,…

…promove uma ação de reflorestação com a plantação de cinco mil árvores, no próximo dia 25 de novembro a partir das 09h00, na localidade de Sardal, Freguesia de Benfeita, concelho de Arganil.

Segundo a organização, as árvores utilizadas nesta ação serão doadas e plantadas por colaboradores da “Nova Clínica de Benfica”, de Lisboa, e serão de várias espécies entre elas, Pinheiro Bravo e Pinheiro Manso, Cerejeiras, Prunus Spinosa, Pilriteiros e Sorbus Aucuparia.

Segundo Rodrigo Oliveira, presidente da SOS Arganil, vão estar cerca de 50 voluntários desta empresa de Lisboa a participar na ação de reflorestação no domingo, a partir das 09h00.

Questionado pela Lusa, o responsável referiu que a associação, até ao momento, já participou em ações de reflorestação que terão levado à plantação de mais de dez mil árvores naquele concelho fortemente fustigado pelos fogos de 2017.

“Ainda há muito por fazer no que toca à reflorestação. Ainda se vê por quase todo o lado muita árvore de pé. Poucas foram aquelas que foram arrancadas após o incêndio”, salientou Rodrigo Oliveira.

O objetivo, frisou, é continuar a dinamizar ações de reflorestação com recurso a voluntários, sendo que, apesar de já não haver tantos pedidos de pessoas que querem ajudar, “a área para reflorestar é muita”.

Recorde-se que a “SOS ARGANIL” foi criada na sequência dos incêndios do ano passado.




Serra da Estrela é candidata a Património Agrícola Mundial

A Organização das Nações Unidas Para a Alimentação e Agricultura (FAO) considera a Serra da Estrela como “um ponto onde Portugal se encontra” e, por isso, é candidata ao programa de Sistemas Importantes do Património Agrícola Mundial (SIPAM).

A FAO, que se fez acompanhar por uma delegação chinesa de Zhagana, no passado fim-de-semana ao concelho de Oliveira do Hospital, procedeu à assinatura de um acordo de cooperação com a CIM Região de Coimbra que é candidata à Capital Europeia da Gastronomia 2021.

Os SIPAM, aos quais a região da Serra da Estrela se candidata, pretendem contribuir para a sua preservação dinâmica e a sua valorização.

Na cerimónia de assinatura deste acordo, que decorreu no passado sábado, no Stroganov Hotel, em Fiais da Beira, Francisco Sarmento, representante da FAO em Portugal, afirmou que “hoje estamos particularmente mais ocupados para saber como é que alimentamos este planeta de forma saudável” e considera que este “é o grande desafio”.

 

“Iniciativas como esta de Coimbra, ou até a classificação de sistemas agrícolas, dá-nos uma oportunidade de começar a construir o futuro”, referiu. Para Francisco Sarmento, o facto de “o Ministério da Saúde gastar entre 60 a 70 por cento dos seus orçamentos a tratar de doenças derivadas do padrão alimentar, põe em causa o próprio sistema de saúde pública”. O responsável afirmou que é impensável “voltar ao passado” e, para isso, “temos de valorizar o conhecimento tradicional associado a estes a estes sistemas agrícolas”.

Quanto à candidatura da Serra da Estrela, o representante da FAO em Portugal considera que esta é o “ponto onde Portugal se encontra” e, por isso, “tudo será feito para apoiar este projeto para que chegue a bom porto”.

Por sua vez, João Ataíde, presidente da CIM Região de Coimbra, fez questão de adiantar que “a CIM Região de Coimbra apresenta-se como colaboradora da Organização das Nações Unidas Para a Alimentação e Agricultura”. “A FAO escolheu e elegeu este local e toda a orla da Serra da Estrela como sítio de eleição para o plano da sustentabilidade da alimentação, o que quer dizer que a gastronomia e a alimentação vêm diretamente da terra de uma forma saudável e numa relação muito direta entre o Homem e o seu enquadramento geográfico. Vamos colaborar com a FAO para aquilo que for necessário em termos de apresentação do território. O que o júri elegeu como sendo um grande fator de majoração foi precisamente o plano de sustentabilidade e a relação entre a nossa alimentação tradicional e os locais”, concluiu.

Para José Francisco Rolo, vice-presidente do Município de Oliveira do Hospital, foi uma “honra receber esta iniciativa porque marca o início de um processo e dá um novo fôlego a um projeto que participámos desde a primeira hora que é o Coimbra- Região Europeia da Gastronomia 2021, onde temos envolvidos vários operadores na área da restauração”. “Este projeto permite valorizar a gastronomia local e elevar os patamares de qualidade de segurança alimentar”, adiantou.

Beatriz Cruz (jornalista estagiária)




Cristina Costa, investigadora na área da micologia, é convidada do Espaço BLC3- Ciência no Interior

Em mais um Espaço BLC3 – Ciência no Interior, a conversa hoje acontece com a jovem Cristina Costa, investigadora no ramo da micologia.

Cristina Costa, com 35 anos e natural de Viseu, é licenciada em Engenharia Biológica pelo Instituto Superior Técnico, com mestrado em Engenharia Biológica pelo Instituto Superior Técnico, tendo a parte prática sido desenvolvida no Departamento de Biofarmácia da Universidade de Utrecht, Holanda.

A jovem investigadora realizou doutoramento em Ciências Biomédicas, especialidade de parasitologia, pela Universidade Nova de Lisboa. O doutoramento em modo de bolsa mista foi realizado no Instituto de Higiene e Medicina Tropical, em Lisboa, e no Institute of Infection, Immunity and Inflammation, College of Medical, Veterinary and Life Sciences, da Universidade de Glasgow.

“Espaço BLC3 – Ciência no Interior” é um programa da Rádio Boa Nova, em parceria com a BLC3- Campus de Tecnologia e Inovação, com sede em Lagares da Beira, no concelho de Oliveira do Hospital. Para ouvir às terças e sextas-feiras, a partir das 19h00.




Borba: Engenheiros do Exército avaliam segurança para operação de resgate

Três engenheiros do Exército encontram-se em Borba a participar na avaliação das condições de segurança para as operações de resgate das vítimas do deslizamento de terras, disse hoje à Lusa a porta-voz daquele ramo das Forças Armadas.

“Recebemos uma solicitação da Autoridade Nacional de Proteção Civil para enviar para o local especialistas de engenharia, que pudessem fazer uma avaliação técnica das condições de segurança para apoiar futuras operações de busca”, disse a major Elisabete Silva.

O deslizamento de terras da estrada que ruiu para uma pedreira, na tarde de segunda-feira, provocou, pelo menos, dois mortos, segundo o Comandante Distrital de Operações de Socorro (CODIS) de Évora, José Ribeiro.

A equipa de três oficiais do Regimento de Engenharia número 1 encontra-se “desde manhã cedo” em Borba a realizar a avaliação técnica, juntamente com outras entidades no terreno, acrescentou a porta-voz do Exército.

“Até ao momento, não tivemos nenhum pedido de apoio nas operações de busca em si”, referiu igualmente a major Elisabete Silva.

Fonte da Proteção Civil já tinha explicado hoje à Lusa que as autoridades estiveram de manhã a fazer uma “avaliação no terreno” sobre as condições de segurança para o resgate das vítimas do deslizamento de terras para uma pedreira.

A fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora adiantou que o objetivo é “haver condições de segurança” para a realização das operações de resgate das vítimas.

Fontes da GNR e dos bombeiros adiantaram também à Lusa que, durante a madrugada de hoje, se registaram novos deslizamentos de terras no local, por os terrenos estarem “instáveis”.

As operações envolviam, cerca das 10:00 de hoje, 47 operacionais e 24 viaturas, entre bombeiros, Força Especial de Bombeiros (FEB), Serviço Municipal de Proteção Civil, GNR, Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), Exército e Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC).




Município de Penacova entregou bolsas de estudo a alunos do ensino secundário e superior

A Câmara Municipal de Penacova atribuiu, em cerimónia realizada no Salão Nobre dos Paços do Concelho, 24 bolsas de estudo a alunos do concelho que frequentaram o ensino secundário e superior.

Em nota enviada à Rádio Boa Nova, a autarquia refere que os 24 alunos contemplados viram, desta forma, reconhecido o seu mérito e desempenho escolar mas, igualmente, a atribuição desta bolsa permite atenuar as despesas dos seus pais durante o seu percurso escolar.

Presente na cerimónia, Humberto Oliveira, presidente do Município de Penacova, declarou que o valor global de 15 200 euros, atribuído a 16 alunos do concelho que frequentam o ensino superior e a oito alunos que frequentam o ensino secundário, “não é nada mais que uma pequena ajuda a quem se dedica e vê esse seu esforço e dedicação concretizados no seu sucesso escolar”.

“Esta é, sobretudo, uma ajuda às famílias que, apesar da sua carência económica, continuam a resistir e a investir no futuro dos seus filhos ou educandos, nomeadamente, no que à sua formação escolar diz respeito”, disse, sublinhando que, “a educação será sempre uma aposta firme e objetiva deste executivo, e penso que de qualquer autarquia. É na educação que está o futuro do nosso concelho e, na educação, não podemos falar em gastos e despesas, mas sim em investimento, pois só com bons alicerces estes, e os demais alunos do concelho, poderão triunfar a nível pessoal e profissional”.

Sandra Ralha, vereadora com os pelouros da Educação e Ação Social, que se associou às palavras de Humberto Oliveira, reforçou que “a evolução que o concelho de Penacova tem tido nas suas infraestruturas, nomeadamente no seu parque escolar, é também visível nestes resultados”. Sublinhou ainda que “a atribuição destas Bolsas de Estudo é uma medida criada no âmbito da ação social escolar, com o objetivo de minimizar as dificuldades socioeconómicas das famílias, apoiando os estudantes dos ensinos secundário e superior residentes no concelho, que apresentem comprovada situação de carência económica, mas igualmente, comprovado mérito escolar, com uma média final igual ou superior a 14 valores”.




Município de Tábua homenageia desportistas na VI Gala do Desporto

O Município de Tábua volta, por mais um ano, a homenagear os atletas do concelho na VI Gala do Desporto.

A Gala, referente à época desportiva 2017/2018, realiza-se no próximo dia 23 de novembro, no Centro Cultural de Tábua, a partir das 21h00, onde serão galardoados em cerimónia pública os diversos agentes desportivos.

Esta cerimónia tem como objetivo reforçar o reconhecimento de atletas, equipas, treinadores e associações que se destacaram ao longo da época desportiva, bem como, o empenho e dedicação dos vários agentes desportivos, na prossecução do incentivo à prática desportiva.

As distinções / categorias a nomeação são: Associação Desportiva do Ano, Equipa do Ano, Dirigente do Ano, Atleta do Ano, Treinador do Ano, Revelação do Ano (Desporto Coletivo / Individual), Mérito Desportivo, Prémio Dedicação, Prémio Incentivo, Prémio Carreira e Desporto Escolar.




“Desde pequenas, as crianças têm de ser incentivadas a cuidar e preservar a floresta”

O investimento em educação ambiental tem sido uma das grandes apostas do Município de Oliveira do Hospital materializado na dinamização de várias atividades que tiveram perto de quatro mil participantes, ao longo do ano letivo 2017/2018.

As iniciativas foram desenvolvidas nas áreas do Ambiente e Energia e da Proteção Civil e Floresta tendo como público-alvo preferencial, os alunos dos estabelecimentos escolares públicos e privados do concelho, do pré-escolar ao ensino superior.

A propósito, na passada sexta-feira, realizou-se “Semear para Crescer”, uma iniciativa que decorreu em várias instituições do pré-escolar do concelho. Segundo a autarquia, o objetivo é sensibilizar o público, particularmente os mais novos, para a adoção de comportamentos sustentáveis que promovam uma cidadania ativa e responsável para a preservação do ambiente e da floresta.

“Estas iniciativas são importantes para que valorizem e vejam crescer as árvores e dar-lhe importância. Serve para valorizar o que é nosso depois da tragédia”, afirmou José Carlos Alexandrino à Rádio Boa Nova.

Em declarações à Rádio Boa Nova, Maria de Fátima, educadora titular no Jardim de Infância do Vale do Ferreiro, considerou uma atividade “muito importante”, uma vez que as crianças, “desde pequenas, têm de ser incentivadas a cuidar e preservar a floresta”. “São atividades que são transversais a um trabalho que é feito na sala de aula”, acrescentou.

De iniciativas anuais destacam-se atividades como “Reflorestar Oliveira do Hospital”, “O Valor da Água” e “Dia Mundial do Ambiente – Adotar para Cuidar”.

É também no âmbito deste programa de Educação Ambiental, que a autarquia desenvolve o projeto matriz “Plantar Árvores, Fazer Florestas” vocacionado para preservação da floresta autóctone no concelho. Este projeto de sensibilização ambiental é constituído por várias ações: “Semear para Crescer – Semeia uma bolota, faz nascer uma árvore”, “Plantar um Amigo” e “É Hora de Cuidar” e pretende “semear” consciências, fazer “crescer” comportamentos sustentáveis e “cuidar” do território.

 




Conheça os resultados desportivos de fim-de-semana

Disputou-se, ontem, a 12º jornada da Série C do Campeonato Nacional, que ditou uma vitória para a Associação Desportiva Nogueirense (ADN) e um empate para o Futebol Clube de Oliveira do Hospital (FCOH).

A ADN deslocou-se ao reduto do Alcains, onde acabou por vencer por uma bola a zero. Com esta conquista de três pontos, o Nogueirense segue em competição no 6º lugar da tabela classificativa, com 20 pontos.

Por sua vez, o FCOH empatou por 2-2, em casa, frente ao Mação, último classificado da competição. Os oliveirenses ocupam, agora, o 11º lugar, com 15 pontos.

Em basquetebol, o Sampaense Basket venceu o dérbi distrital frente à Académica. O jogo da 5ª jornada da 1ª fase da Proliga acabou por ficar 91- 79. Ainda sem nenhuma derrota esta época, o Sampaense é líder do campeonato, com 10 pontos.

Na secção de hóquei patins do FCOH, os oliveirenses perderam em casa por 7-5 frente à ACR Pessegueiro de Vouga. Depois de concluída a 8ª jornada do Campeonato da 3ª Divisão da Zona Norte B, o FCOH segue no 7º lugar, com 12 pontos.




Secretária de Estado da Educação visita Município de Nelas e inaugura obras de requalificação da EB1 de Vilar Seco

A Secretária de Estado Adjunta e da Educação Alexandra Leitão visita esta terça-feira, 20 de novembro, os Agrupamentos de escolas de Nelas e Canas de Senhorim do Município de Nelas.

Segundo nota enviada à Rádio Boa Nova, na visita está incluída a inauguração das obras de requalificação da Escola do 1º Ciclo do Ensino Básico de Vilar Seco do Agrupamento de Escolas de Nelas, a realizar-se pelas 11h00. De acordo com a autarquia, estas obras visam aumentar o conforto e bem-estar de alunos, professores e auxiliares reforçando a qualidade da educação e formação, obras essas que estão em curso neste momento em outras escolas do concelho, estando ainda projetada a modernização de todo o parque escolar nos próximos anos.

As obras de requalificação desta escola representam um investimento de mais de 150.000 euros e foram financiadas pelo Centro 2020 e Portugal 2020 num total de 83.000 euros, estando o restante a cargo do Município. A obra permitiu corrigir problemas construtivos, dotando o edifício de condições de habitabilidade, conforto e modernização. O edifício conta agora com um aumento de eficiência energética, tendo condições para a prática de um ensino moderno e adaptado aos conteúdos programáticos, às didáticas e às novas tecnologias de informação e comunicação.

Do programa faz ainda parte a visita à Escola Secundária de Nelas, verificando as obras de substituição do fibrocimento realizadas na sua cobertura, e contacto com a Direção do Agrupamento Escolar e com a comunidade educativa.

Da parte da tarde a visita prossegue na sede do Agrupamento de Escolas de Canas de Senhorim, Escola Básica do 2º e 3º Ciclos e Secundária Eng. Dionísio Augusto Cunha, às obras realizadas nos últimos anos e contacto com a respetiva comunidade escolar.

Por fim será visitada a Fundação Lapa do Lobo, entidade parceira do Município e dos Agrupamentos de Escolas em múltiplas iniciativas e promotora de atividades de índole educativo, formativo e cultural.




Celorico da Beira: Detidos quatro homens na posse de 150 munições

A GNR deteve, na passada sexta-feira, quatro homens que estavam na posse de 150 munições de diversos calibres, em Celorico da Beira.

Segundo o Comando Territorial da Guarda, a detenção ocorreu durante uma ação de fiscalização de trânsito.

Nessa ação, os militares da GNR “visualizaram uma bolsa de cor preta que se encontrava junto dos pés do passageiro da frente, tendo os ocupantes da viatura adotado um comportamento suspeito no momento da fiscalização”.

Das diligências efetuadas, a GNR encontrou nessa bolsa 100 munições de calibre 6.35 mm, 50 munições ‘rifle’ calibre .22, tendo ainda apreendido 23 cartuchos de calibre 12 e dois relógios de bolso com corrente.

Os detidos, com idades compreendidas entre os 19 e os 46 anos, foram constituídos arguidos, estando sujeitos a termo de identidade e residência.




Seia abraça campanha de sensibilização para os direitos das crianças e jovens

Crianças e jovens comemoram o Dia Internacional da Convenção sobre os Direitos da Criança (20 de novembro) com um “estendal público” no jardim dos Bombeiros Voluntários de Seia.

Subscrevendo a Convenção sobre os Direitos da Criança, e respondendo afirmativamente ao desafio lançado pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens do Concelho (CPCJ), a CPCJ de Seia e as escolas do concelho associam-se à Campanha Nacional “Estendal dos Direitos”, expondo peças de roupa com mensagens alusivas aos Direitos da Criança no espaço público e nas próprias escolas.

Em nota enviada à Rádio Boa Nova, a autarquia adianta que a iniciativa procura dar visibilidade à Convenção dos Direitos, sensibilizando a sociedade e as crianças/jovens sobre os seus direitos, e realiza-se esta terça-feira, 20 novembro, pelas 10h00, com a participação de jovens e professores do Agrupamento de Escolas Guilherme Correia de Carvalho e do Agrupamento Escolas de Seia – Grupo Educação Especial.

A convenção é um amplo documento que enuncia um conjunto de direitos fundamentais (civis, políticos, económicos, sociais e culturais) de todas as crianças, assente em quatro pilares fundamentais -não discriminação, interesse superior, participação, sobrevivência e desenvolvimento – que estão relacionados com todos os outros direitos das crianças, representando um vínculo jurídico para a promoção e proteção eficaz dos direitos e liberdades nela consagrados.